Sim, dores no pé da barriga podem ser sinal de gravidez. Porém, as famosas dores no “pé” da barriga ou baixo ventre, podem ter outros motivos além de ser um dos indícios de uma gestação inicial. As dores ou mesmo as cólicas podem aparecer após a ovulação e também em outras situações como a TPM por exemplo.

Porém, as dores no pé da barriga também podem querer dizer que há alguma coisa errada no corpo. Veja quando se preocupar quando as dores aparecerem e quando elas podem ser sinal de gravidez

.

Dor no Pé da Barriga, o que Pode Ser?

Dores no pé da barriga e nas costas podem significar gravidez quando acontecerem após o atraso menstrual e após o período fértil. Às vezes a dor pode se apresentar como uma dor fina, que parece estar de um dos lados do baixo ventre, às vezes dos dois lados. A barriga também pode apresentar um pequeno inchaço. Essas dores podem ser provenientes do corpo lúteo, uma glândula temporária que fica quando a mulher ovula. A progesterona secretada por ele traria o inchaço, e a irrigação de sangue para que ele produza esse hormônio traz as dores.





É muito comum a mulher que ovula e tem uma função ativa do corpo lúteo sentir cólicas e até uma dor mais intensa no pé da barriga e nas costas. Ela pode chegar a pensar que há algum problema maior por trás dessas dores, mas são dores funcionais do corpo. Para aliviar esses sintomas, existem medicamentos adequados, e caso haja gravidez de fato, não oferecem riscos se usados.

IMPORTANTE: É importante a mulher prestar atenção aos demais sintomas que o corpo dá antes de suspeitar de uma possível gravidez.

Nem todas as dores no pé da barriga significam gravidez. Como dito, muitas vezes as dores são de ovulação, e esse óvulo pode ter sido fecundado ou não. Mesmo que seja fecundado, há o risco de não implantar, e aí a gravidez não acontece. Por isso, o indicado é aguardar e, caso as dores persistam no período após o atraso menstrual, aí sim há indícios de que possa haver a gravidez.

Se as dores intensificarem e houver um sangramento mínimo sem fluxo, de cor amarronzada ou rosada, pode ser a famosa nidação. Porém nem toda nidação tem sangramento aparente e a dor simplesmente fica um pouco mais forte de um dia para o outro. Vale lembrar que dores no pé da barriga podem ser gravidez, mas também problemas com essa gravidez. A gravidez ectópica ou tubária proporciona à mulher uma dor cada vez maior. Por isso, o ideal é investigar com um médico a causa dessas dores caso já tenha certeza da gravidez.

Quando Essas Dores São Sinais de Problemas?

Grande parte das mulheres em idade fértil elacionam as dores no pé da barriga automaticamente à gravidez, porém nem todas as dores são causadas por ela. Há casos em que a mulher tem algum tipo de problema íntimo como uma infecção uterina, por exemplo. Essa infecção é comum em todas as mulheres que mantêm uma vida sexual ativa. Elas são tratáveis na grande maioria dos casos, pois são simples. Outros casos de dores no pé da barriga podem indicar presença de doenças venéreas como a clamídia por exemplo. Por isso manter o Papanicolau em dia fajudará no diagnóstico adequado e precoce para que o médico trate com o melhor medicamento para cada caso.

Dor de Infecção Urinária

A dor no pé da barriga pode ser também indícios de infecção urinária. Nem todas as mulheres levam essa hipótese em consideração. Porém, mesmo que não haja as dores no canal da uretra, a bexiga vai avisar ao corpo de que tem alguma coisa errada. Por isso, se as dores forem constantes, é também aconselhável com que a mulher faça exames de urina tipo 1 para saber se há alguma infecção se desenvolvendo.

Dor de TPM

Outro motivo que traria as dores no pé da barriga é a TPM. Quando a mulher está para menstruar, ela apresentará incômodos típicos dessa fase, como por exemplo cólicas acentuadas e também dores nas costas acompanhadas de inchaço abdominal. Essas dores no pé da barriga tendem a desaparecer quando a menstruação desce ou quando ela vai embora.

Na verdade devemos considerar toda dor no pé da barriga um alerta.. Uma possível causa que poucos falam sobre é a da presença de câncer de colo de útero. Isso trará dores mais fortes do que o normal para a mulher, porém são casos isolados. Por mais que estes casos sejam a minoria, deve ser cogitada a hipótese e investigada pelo médico. Mesmo que as dores sejam causadas pelo ciclo fisiológico da mulher como a ovulação, por exemplo, é indicado conversar com um médico sobre a condição para esclarecer e pesquisar possíveis problemas existentes nessa área. Não tenha medo de investigar e faça do seu ginecologista seu melhor amigo!

Dúvidas das Leitoras:

Como saber se a dor no pé da barriga é gravidez?

Infelizmente só pela dor não é possível confirmar uma gestação. Para saber se a dor no pé da barriga é gravidez é necessário uma junção com outros sintomas e a confirmação através de teste de gravidez, seja ele de farmácia ou um beta HCG. Os testes da Famivita são muito confiáveis e acessíveis.

Como é a dor no pé da barriga no início da gravidez?

A dor no pé da barriga no início da gravidez é facilmente confundida com as dores de cólica pré-menstrual ou até mesmo da fase ovulatória. É bem comum ocorrer essa dor, por isso são confundidas por muitas mulheres como sintomas da TPM. Se você é tentante, a melhor forma de acompanhar seu período e conseguir engravidar logo é ter certeza de quando está ovulando. Um APP de ciclo menstrual no celular e a realização de testes de ovulação para confirmar quando a ovulação está se aproximando, acontecendo e até mesmo quando terminou podem facilitar o seu positivo chegar.

Sinto dores no pé da barriga na hora do sexo, o que pode ser?

As dores no pé da barriga na hora do sexo podem ser recorrentes a vários fatores como: colo do útero baixo, feridas no colo do útero, infecção urinaria ou até outros tipos de infecções vaginais. Para diagnosticar é necessário procurar um ginecologista, fazer exames avaliativos e poder tratar adequadamente.

Dica Importante: A Famivita desenvolveu uma linha de produtos que vão desde vitaminas para homens e mulheres, à géis lubrificantes. Você pode conhecer a linha completa no site da Famivita.

Veja também: Corrimento Branco Pode Ser Gravidez? Como Identificar?

Foto: Lily Monster, Michael Foox