Qual papai e mamãe nunca se pegaram observando o sono do seu filho, e passou horas e horas ali sentado vendo o seu bem mais precioso. É uma delicia vê-los dormindo, tranquilos, sonhando e muitas das vezes até esboçando sorrisos. Mas em alguns casos o sono acaba se tornando uma preocupação se notado em excesso e a pergunta inevitável vem: É normal bebê dormir muito? Quanto tempo é normal e o que não é?

Para o sono do bebê não existe regra afinal, cada bebê tem sua maneira de reagir e um organismo diferente. Alguns com sono mais intenso, já outros para o desespero dos papais mais difíceis para dormir. Mas quando menorzinhos, nos primeiros meses as horas de sono inevitavelmente são mais intensas e vai diminuindo cada vez mais com o crescimento do bebê e até um ano de vida estarão dormindo até a metade do tempo que dormiam nos primeiros dias de vida.

Tempo de Sono ao Longo dos Primeiros 12 Meses

Nos primeiros dias de nascido, o bebê costuma dormir em média 16 a 20 horas por dia, obviamente com intervalos para a amamentação, troca de fraldas e higiene adequada. Ao completar o primeiro mês de vida, esse período já cai para 16 a 18 horas por dia e no segundo mês 15 a 16 horas por dia.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Ao chegar no 4º mês de vida, o bebê permanecerá mais horas acordado, dormindo em média de 9 a 12 horas por noite com 2 sonecas ao longo do dia com duração de 2 a 3 horas. Com 6 meses, o bebê dorme cerca de 11 horas a noite e mantém suas sonecas da tarde com duração de 2 a 3 horas.

Com 9 meses, o sono noturno ainda estará estabilizado durando cerca de 11 horas durante o período noturno, mas suas sonecas começam a reduzir durando em torno de 1 a 2 horas somente. Ao completar o primeiro ano de vida o bebê poderá dormir de 10 a 11 horas com sonecas mais curtas de 1:30 a 2 hs em média.

Cada bebê tem seu ritmo diferente, mas é necessária a ajuda dos pais para criar uma rotina saudável. Horários adequados para ir para cama, assim como criar a rotina do banho, do silencio e do local adequado é essencial para que consigam relaxar e adormecer tranquilamente e da forma esperada. Vale ressaltar que o sono é essencial para o crescimento e desenvolvimento de bebês e crianças!

O Que Atrapalha o Sono do Bebê?

Alguns costumes e maus hábitos podem atrapalhar o sono do bebê e afetar a qualidade e também a quantidade de horas. Por exemplo, sonecas no final da tarde afetam o sono noturno que deve ser mais longo e mais intenso. Casa muito agitada na hora de dormir também pode atrapalhar o sono do bebê, ainda mais se este acostumado a dormir em um ambiente tranquilo e sem barulhos.

Rádio e TV com volume muito alto, cachorros que latem sem parar, podem ser aliados desde a gravidez. Se você acostumar seu bebê a dormir mesmo em meio ao “caos” terá menos problemas com sons externos atrapalhando a soneca do seu recém nascido.

Uma grande vilã das noites de sono tranquilas dos bebês e dos papais também são as temidas cólicas. Normalmente ocorrem nos primeiros meses de vida e causam choros incontroláveis e desesperadores para os papais, principalmente os de primeira viagem. Primeiramente não se sabe o que esta acontecendo, o que incomoda e aonde dói e nada acalmará o bebê e o fará parar de chorar.

Você notará perninhas se espremendo, uma sequencia de puns e choro com muita lágrima e acredite a barriguinha está doendo pra valer e isso poderá durar uma noite inteirinha até que encontre uma forma de aliviar e ele adormecer. As cólicas ocorrem devido a imaturidade do sistema digestivo do bebê e as crises ocorrem com maior frequência em torno da 6º semana de vida do bebê, desaparecendo normalmente ao chegar no terceiro mês de vida.

Não podemos esquecer também da alimentação do bebê, que é o momento de despertar do sono para encher a barriguinha. Alguns bebês costumam acordar automaticamente na hora que sentem fome, isso costuma acontecer em media de 3 em 3 horas para os que são amamentados. Para os que se alimentam através de fórmulas o tempo pode ser um pouquinho maior e chegar até 4 horas de intervalo. Mas uma coisa eles não mudam, na hora que sentem fome vão chorar avisando!

Outro problema que pode atrapalhar as longas horas de sono do bebê (cerca de 6 horas seguidas) é o clima. Se estiver um ambiente muito quente, pode proporcionar um sono desagradável. O ideal é não agasalhar muito o bebê para dormir em dias de temperatura mais elevadas e nem deixar à vontade confiando apenas no cobertor em dias frios demais.

Também alguma doença passageira, como resfriados ou nariz entupido, pode afetar a qualidade do sono e fazer com que o bebê acorde de tempos em tempos além das mamadas. É importante lembrar que uma noite completa de sono, só será possível quando o organismo do bebê estiver adaptado e pronto para tal.

Se estiver bem alimentado, um bebê pode dormir até 8 horas seguidas sem problema algum, mas isso, a partir do 2º ou 3º mês de vida. Enquanto isso viva um dia de cada vez e as noites mal dormidas igualmente.

Uma dica para as mamães que pretendem ter outro bebê ou tem alguma amiga tentante. Você sabia que a Patricia Amorim em parceria com a empresa Famivita desenvolveram alguns produtos que ajudam os casais a conseguir engravidar mais rápido? Entre eles estão as vitaminas da fertilidade FamiFerti e ViriFerti, o gel lubrificante que faz papel do muco cervical e os testes de ovulação e gravidez. Você consegue adquiri-los aqui em nossa loja virtual.

Fotos: Lou Haach