Quando se fala em saúde da mulher, é muito comum ouvirmos falar de doenças que envolvem o útero. Por ser um dos principais órgãos da mulher e também um dos mais sensíveis, qualquer alteração em alguma parte dele pode trazer complicações para a vida de uma mulher.

É o caso a endometriose intestinal, uma doença que apesar de não atingir diretamente o útero, existe por causa dele. Neste texto iremos falar sobre porque essa doença ocorre, quais são seus principais sintomas, causas, tratamentos e até mesmo sobre as possíveis complicações que ela pode trazer para a sua vida.

O Que é Endometriose Intestinal?

Como já dissemos anteriormente, essa é uma doença que afeta exclusivamente as mulheres. Ela é uma doença que acontece quando o endométrio começa a se desenvolver em volta das paredes do intestino, causando dificuldades em seu funcionamento. Endométrio é o tecido que reveste o útero internamente.

Existem diversos tipos de endometriose, porém, a intestinal é uma das mais severas e que causam maior dor nas mulheres, exatamente por afetarem o sistema digestivo e causar não apenas dor, mas também problemas para evacuação, o que acaba ocasionando uma série de outras consequências. As lesões desse tipo de endometriose normalmente aparecem em forma de nódulos e ela é considerada uma endometriose profunda.

O que Causa a Endometriose Intestinal?

Ainda não se sabe exatamente porque a endometriose intestinal acontece, nem mesmo a endometriose em geral. O que se pode apontar é que uma mulher tem mais chances de sofrer com a doença se houver histórico familiar, o que leva muitos a pensar que um dos fatores que levam à doença é genético.

Mas apesar do histórico familiar aumentar as chances da doença se desenvolver, não significa que uma mulher irá sofrer de endometriose. Os estudos nessa área ainda precisam avançar para podermos afirmar com certeza o que realmente causa a doença.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Principais Sintomas da Endometriose Intestinal

Por ser uma doença mais profunda e que ataca a mulher com mais força, os sintomas da endometriose intestinal são também mais perceptíveis. Alguns dos principais são:

  • Fortes cólicas abdominais
  • Ciclo menstrual irregular
  • Diarreia durante o período de menstruação
  • Dispareunia (Dores durante as relações sexuais)
  • Dores ao urinar
  • Dificuldade de evacuar
  • Sangramento pelo ânus durante a menstruação
  • Náuseas e vômitos

É claro que nem todos os casos aparecem com todos esses sintomas, mas é necessário avaliar a maioria deles para se chegar à conclusão eu se trata de um caso de endometriose intestinal.Lembre-se que é de suma importância a visita a um médico para saber qual é a gravidade da doença e qual é a melhor forma de trata-la.

Como é feito o Diagnóstico?

Normalmente quando uma mulher visita um médico por conta dos sintomas sentidos, a primeira análise feita é dos exames ginecológicos comuns, que não acusam a doença. O próximo passo então é realizar exames de imagem como a tomografia computadorizada e a ultrassonografia transvaginal para identificar se há ou não um caso de endometriose intestinal e qual é a gravidade.

Com essas informações em mãos, um ginecologista pode apontar o melhor tratamento para a mulher, indicando também se há ou não a necessidade de uma intervenção cirúrgica.

Tratamento da Endometriose Intestinal

O tratamento da doença vai depender do nível em que ela se encontra e quão forte são os sintomas sentidos pela mulher. O que precisa ser feito, basicamente, é remover a camada de tecido endometrial que reveste o intestino para fazer com que o órgão volte a funcionar normalmente.

Antigamente a alternativa para esse tipo de problema era a remoção completa do útero, o que podia causar diversos outros problemas na vida da mulher. Porém, graças aos avanços da medicina, hoje em dia é possível tratar da doença sem que haja a remoção do órgão.

O médico irá perceber que, se o tecido chegou no intestino, é porque o caso de endometriose já é mais grave e normalmente a intervenção cirúrgica é um caminho a ser seguido. Há também a alternativa feita com tratamento hormonal que normalmente é testada em casos não tão graves antes do recurso da cirurgia ser testado.

A cirurgia é complexa e exige muito cuidado, já que o médico terá que remover pequenas partes de tecido sem agredir os órgãos. Em alguns casos, apenas uma raspagem pode resolver o problema, mas em outros, é necessário que sejam feitas algumas incisões para retirar o tecido endometrial.

Possíveis Complicações

A endometriose intestinal é uma doença que pode gerar algumas complicações, principalmente pelo fato de que a endometriose intestinal pode voltar a qualquer momento mesmo com a cirurgia feita. Por isso é necessário fazer exames constantes para verificar se está tudo certo com a saúde da mulher.

Outra complicação que causa muita preocupação para as mulheres que possuem essa condição, é a dificuldade para engravidar. Depois de ter essa doença, uma mulher precisa passar por diversos exames e consultar um médico para verificar se a sua gravidez será segura.

Ter que lidar com certas doenças é muitas vezes uma experiência traumática, ruim e que nós não desejamos passar de jeito nenhum. Porém, é algo com que muitas mulheres passam todos os anos e é por essa razão que é necessário sabermos o que é a endometriose intestinal e quais são os seus efeitos no corpo de uma mulher.

E apesar de ainda não haver uma forma de prevenção totalmente objetiva, é importante ficar atenta aos sinais para identificar e conseguir tratar a doença ainda no início. Se esse tipo de problema infelizmente existe, precisamos saber quais são as melhores formas de combate-los.

Veja Também: O Que é Adenomiose e Como Ela Afeta a Fertilidade?
Foto: Hic et nunc