A enfermeira é uma profissional com curso superior e que tem um campode atuação muito grande, já que pode trabalhar em diversos setores da saúde, como hospitais, clinicas, casas de repouso, laboratórios de análise de exames, entre muitas outras áreas.

Mas a enfermeira não é a única formação que um profissional do ramo da enfermagem pode ter. Outros profissionais como técnicos em enfermagem e auxiliares de enfermagem também atuam em áreas parecidas, mas cada um com diferentes formas de atuação no mercado. Quer saber mais sobre como se tornar uma enfermeira? Acompanhe o texto e encontre as respostas para as dúvidas mais frequentes sobre essa emocionante área do mercado de trabalho.

Mulheres no Mercado de Enfermagem

Historicamente, a enfermagem é uma profissão associada a figura feminina, seja pela imagem de cuidado ou pela paciência que uma enfermeira precisa ter, a verdade é que a maioria esmagadora dos profissionais que atuam no ramo da enfermagem são mulheres.

Uma pesquisa recente mostra que quase 85% dos profissionais de enfermagem são mulheres, enquanto os homens representam apenas 15% nessa área, um número ainda alto comparado com pesquisas realizados em tempos passados.

Os números, porém, podem ser animadores para mulheres que tem dificuldades de ingressarem no mercado de trabalho. Se a sua vontade é realmente de trabalhar na área da saúde, conheça aqui tudo o que precisa para se formar e quais as possibilidades que a profissão oferece.

Qual o Perfil de uma enfermeira

Uma profissional de enfermagem normalmente atua na profissão porque ama o que faz. Primeiramente porque para exercer essa função deve estar ciente que terá que lidar com diversos tipos de pessoas e com todo tipo de situações. O preparo psicológico é fundamental para conseguir exercer sua função com sucesso.

Disponibilidade de Horários de uma Enfermeira

Os horários de quem trabalha em hospitais ou em qualquer área da saúde não são considerados tão agradáveis. As escalas são variadas e ocorrem durante períodos noturnos, fins de semana e feriados e não possuem folgas tão comuns como outras profissões proporcionam. Por isso, o seu perfil precisa se encaixar muito bem para que não estranhe e não sofra quando estiver atuando na área, seja como enfermeira, auxiliar de enfermagem ou técnico de enfermagem.

O que Faz uma Enfermeira?

Dentro do mercado de trabalho, uma enfermeira é considerada a profissional que pode atuar em praticamente qualquer área da saúde, seja ela administrativa, assistencial ou até mesmo gerencial. Mas para entender melhor como cada área pode ser exercida, primeiro precisamos entender que há diferentes formações dentro da enfermagem, são elas:

  • Técnico de enfermagem
  • Auxiliar de enfermagem
  • Enfermeira

Cada uma dessas formações, habilita o profissional a trabalhar em um nível diferenciado dentro da área da saúde. E é importante conhecer cada uma delas para saber qual é a que você mais se identifica ou a que deseja para exercer sua função dentro do mercado de trabalho do profissional da saúde.

Técnico de enfermagem

É o profissional que tem um nível técnico, ou seja, voltado para funções operacionais em sua maioria. O curso técnico para um profissional desse tipo tem duração média de 2 anos. Na maioria das vezes, o técnico de enfermagem exerce algumas funções de enfermeiros, mas sempre com a supervisão de um.

Um técnico de enfermagem realiza procedimentos como medição de pressão arterial e diabetes, faz coletas básicas e tambémauxilia os enfermeiros em outros tipos de exames e cuidados como troca de curativos e aplicação de medicamentos. Suas funções não se limitam ao atendimento, pois os técnicos de enfermagem muitas vezes são responsáveis por tarefas administrativas como fazer a checagem de materiais e equipamentos do hospital ou clínica, por exemplo.

Auxiliar de enfermagem

O auxiliar de enfermagem normalmente faz um curso mais curto do que um técnico de enfermagem, que pode durar em média 15 meses. Suas tarefas também são mais básicas, ainda que algumas sejam as mesmas dos técnicos de enfermagem como:  fazer curativos e aplicar medicamentos simples.

O auxiliar de enfermagem normalmente tem mais contato com pacientes, seja os preparando para exames a serem realizados ou orientando sobre alimentação e preparação para consultas e exames. Existem outras funções que auxiliares de enfermagem exercem em conjunto com um superior (médica ou enfermeira) como realização de exames um pouco mais complexos como os eletroencefalógrafos, por exemplo.

Enfermeira

A enfermeiraé a profissional formada em curso superior de enfermagem, que tem durabilidade de 5 anos. Sendo o tipo de profissional mais completo dos citados aqui, as possibilidades para esse tipo de profissional são muito abrangentes e vão muito além do contato com pacientes, podendo atuar dentro da área de gestão hospitalar, de consultoria, cuidados de pessoas que necessitam de cuidados especiais e até mesmo de ensino e pesquisa para a área da saúde.

Dentro de um hospital ou uma clínica, a enfermeira é a responsável por todo o planejamento de assistência de enfermagem do local. A enfermeira também é quem é capaz de assistir os pacientes em todos os níveis, seja ele em primeiros socorros, aplicação de medicamentos ou exames.

É de responsabilidade da enfermeira a coordenação de outros profissionais da equipe como técnicos de enfermagem para a auxiliarem nessas tarefas. O trabalho das enfermeiras não está restrito apenas a clínicas e hospitais, pois elas também podem atender a domicilio ou trabalhar em casas de repouso ou de recuperação. O mercado para esse tipo de profissional é muito mais vasto e por isso existem boas oportunidades para as mulheres que desejam se inserir no mercado de trabalho nesta área.

Agora que você já aprendeu a diferença sobre cada uma das formações e o que faz cada tipo de profissional, uma pergunta deve estar em sua cabeça: Como estudar?

Qual a Formação Necessária Para ser uma Enfermeira?

Como já citamos acima, existem diversos cursos técnicos que formam auxiliares e técnicos em enfermagem. O curso para auxiliar de enfermagem normalmente tem duração de pouco mais de um ano e tem um custo mais baixo sendo a média da mensalidade de R$ 500,00.

É perfeito para quem está começando e precisa ingressar no mercado de trabalho rapidamente. Depois de formada, você já pode atuar como auxiliar de enfermagem e construir sua carreira ao mesmo tempo em que aprimora seus estudos.

O curso técnico para técnico em enfermagem é mais longo, com duração média de 2 anos e tem um custo um pouco maior. A média de mensalidade é cerca de R$ 750,00, mas algumas ETECS oferecem esse curso técnico. Para quem quer seguir carreira na área, é uma ótima opção, pois técnicos são muito requisitados em diversos hospitais e clinicas, mas é necessária muita disposição para construir sua carreira aos poucos, com base em muito estudo e determinação.

Graduação em Enfermagem

Para se formar como enfermeira, diversas faculdades oferecem esse curso. É possível se formar tanto em uma faculdade pública quanto em uma universidade particular. A melhor dica aqui é pesquisar o que mais se adequa a sua situação, para que nada venha interromper os seus estudos e você possa avançar em sua carreira com sucesso.

Uma vez que a enfermeira é a profissional de enfermagem que mais tem chances dentro da área, deve-se encarar a escolha da universidade como um investimento para o futuro e pensar em como você pode crescer.

As mensalidades variam de faculdade para faculdade, indo desde R$ 700,00 até cerca de R$ 2.000,00, e caberá a você pesquisar e escolher o melhor custo benefício, ou seja, uma faculdade que realmente vai te ajudar em sua carreira e que poderá ser arcado os custos da mensalidade e material de forma que cabe no seu bolso.

Uma ótima dica é pesquisar bolsas de estudos que diversas faculdades oferecem, aproveitando a chance de estudar num local renomado, de maior capacitação e com um valor que não pesará em suas finanças.

Principais Faculdades de Enfermagem

Lista das principais universidades que oferecem o curso de enfermagem no Brasil:

  • Universidade Estadual do Centro Oeste – Guarapuava (PR)
  • Universidade Paulista –Araçatuba (SP)
  • Universidade Federal De Goiás – Goiânia (Go)
  • Universidade Paulista – São José Dos Campos (SP)
  • Universidade Paulista – Ribeirão Preto (SP)
  • Universidade Paulista – Assis (SP)
  • Universidade Federal De Alfenas – Alfenas (MG)
  • Universidade Veiga De Almeida -Rio De Janeiro (RJ)
  • Universidade Estadual De Londrina – Londrina (PR)
  • Universidade Paulista – Campinas – (SP)

Especializações em Enfermagem (H2)

Como já citado, uma profissional graduada em enfermagem pode trabalhar em diversas áreas da saúde. Então depois de se formar, há diversas especializações que podem ser feitas e áreas específicas a serem seguidas, comoenfermeira obstetra e enfermeira de resgate, por exemplo.

Enfermeira Obstetra

Enfermeira obstetra é a enfermeira que atua com foco na saúde e nos cuidados das mulheres mais precisamente antes, durante e após a gravidez. A enfermeira obstetra atua ao lado de um médico ou médica especializado em obstetrícia.

Esse tipo de profissional é habilitado a acompanhar partos normais quando não há nenhum risco para a saúde da mãe e do bebê. Examinando a gestante desde o início das contrações até o momento do nascimento e ajudando nos cuidados do pós-parto também.

Enfermeira de Resgate

Já a enfermeira de resgate possui outro tipo de treinamento, até porque esse tipo de profissional atua fora dos hospitais, trabalhando junto com uma equipe em uma ambulância para resgatar vítimas de acidentes ou com problemas que necessitam de pronto atendimento.

O trabalho de uma enfermeira de resgate consiste em analisar a situação da vítima, ou seja, analisar todas as condições de risco e prestar os primeiros socorros tanto em casos de acidentes quanto em casos de ataques de saúde. A enfermeira de resgate também acompanha a vítima dentro da ambulância até o hospital em que ela precisa ser levada, prestando todos os socorros necessários.

Quanto Ganha um Profissional de Enfermagem?

Mais uma vez a pergunta precisa se ramificar, já que existem três tipos de profissionais de enfermagem. Mas também devemos pensar que, assim como em qualquer outra área, existem níveis hierárquicos e que os salários podem subir de acordo com a sua função dentro da profissão. Vamos falar sobre cada um dos salários separadamente.

Quanto ganha um auxiliar de enfermagem?

  • Salário inicial: R$ 1.108,00
  • Média salarial: R$ 1.575,00
  • Maior salário: R$ 2.500,00

Apesar das estimativas, o seu salário vai variar muito de acordo com a carreira que desejar seguir. Auxiliares de enfermagem do trabalho tendem a terem salários um pouco menores do que auxiliares de enfermagem que atuam em hospitais, por exemplo.

Quanto ganha um técnico de enfermagem?

  • Salário inicial: R$ 1.050,00
  • Média salarial: R$ 2.000,00
  • Maior salário: R$ 2.800,00

Para os recém-formados que estão ingressando no mercado de trabalho, o salário é um pouco mais baixo e assim como os auxiliares de enfermagem, podem subir de acordo com a área que desejarem seguir dentro da enfermagem.

Técnicos em enfermagem do trabalho podem ter salários de até R$ 2800,00, enquanto técnicos em enfermagem comum tem seus maiores salários em torno de R$ 2600,00. Mas é claro que isso é uma média e vai variar de acordo com o local em que você trabalha.

Quanto ganha uma enfermeira?

  • Salário inicial: R$ 1.440,00
  • Média salarial: R$ 3.450,00
  • Maior salário: R$ 10.000,00

Uma enfermeira pode atuar em diferentes áreas e a ramificação para esse tipo de profissional é muito mais ampla do que as que já citamos aqui. O salário inicial para enfermeiras é de cerca de R$ 1500,00 e uma enfermeira-chefe pode ter um salário de até R$ 4500,00.

Se você deseja se tornar uma coordenadora de enfermagem, seu salário pode chegar perto dos R$ 6000,00, enquanto uma gerente de enfermagem pode chegar a ter um salário de R$ 10. 000,00.

Uma das formas de se conseguir ingressar no ramo da enfermagem é através dos concursos públicos. Existem diversos por todo o Brasil e para todos os níveis de escolaridade, com salários que variam do menor até o maior salário que uma enfermeira pode ganhar.

Ainda existem muitas outras possibilidades de trabalho e com diferentes salários:

  • Enfermeira home-care (visitadora): Até R$ 3500,00
  • Enfermeira obstetra: R$ 3.734,00
  • Enfermeira de UTI: R$ 3.240,00
  • Enfermeira de centro cirúrgico: R$ 2.725,00

São diversas as opções de especialização no ramo da enfermagem, e por isso também são diversos os salários da área. Tudo depende do que você quer para a sua carreira e quais são os seus objetivos dentro da área da saúde.

Como você pode observar, a área de enfermagem é vasta e tem espaço para diversos tipos de profissionais. Não importa se você se encaixa melhor dentro do perfil de auxiliar de enfermagem, seja por questão de tempo ou porque ainda precisa se preparar para fazer um curso superior e se tornar uma enfermeira, é sempre importante pensar que toda carreira começa por baixo e você vai conquistando seu espaço dentro do mercado de acordo com o seu trabalho e as suas realizações.

Ainda que a área da saúde seja um tanto quanto diferente do mundo corporativo, a construção da sua carreira vai se basear em sua evolução como profissional, por isso nunca deixe de estudar e sempre tente se aprimorar, faça o máximo para que seus conhecimentos se multipliquem e você se torne uma profissional cada vez mais completa.

Toda profissão tem suas dificuldades e suas vantagens e com os enfermeiros não é diferente. A verdade é que você precisa gostar do que faz para conviver com isso todos os dias. Não importa qual seja a sua motivação, se você não gosta de ser enfermeira, é muito difícil que consiga ter uma vida plena realizando a profissão, principalmente por causa dos horários e das tarefas que precisa exercer.

Por isso é sempre muito importante pensar e refletir sobre o que você realmente quer fazer antes de ingressar no mercado de trabalho. Para aquelas que gostam de ser enfermeiras, é mais do que uma satisfação estar todos os dias dentro de hospitais, clinicas e afins cuidando de pessoas e até mesmo salvando vidas.

Veja Também: O que Muda na Vida de uma Mulher Após os Filhos?

Foto: juliana-maria85, travisdmchenry, Petr Kratochvil