É com muito prazer que recebo para a entrevista da semana a Mariana Kotscho! Ela é jornalista e apresentadora do programa Papo de Mãe. Mulher, mãe, esposa e jornalista com vasta experiência, ela encanta com sua simpatia e generosidade sem falar do talento que faz levar mais informações para nosso dia a dia. Mariana, estou lisonjeada com a sua participação! Muito obrigada! Conheça um pouco mais dessa personalidade da TV. Bem vinda Mariana!

programa papo de mãe 1

Trocando Fraldas: Mariana, fala um pouco mais de você, sobre a sua vida e seus filhos, idades e personalidades.

Mariana: BOM, Eu sou Mariana Kotscho, este ano completei 40 anos. Sou jornalista, apaixonada pela profissão, e uma apaixonada também pela maternidade. Sempre quis ter filhos, e tenho 3: a Laura, de 10 anos, a Isabel, de 7, e o André, de 6 anos. Para engravidar das meninas fiz tratamento porque eu tinha um problema de infertilidade. Daí quando a Isabel tinha 5 meses fiquei grávida do André, naturalmente. Brinco que ele veio de brinde. Tive meus 3 filhos enquanto trabalhava na TV Globo, onde fui repórter por 12 anos. A Laura já está ficando uma mocinha. Isabel e André ainda são bem crianças e bem levados. Os 3 estão numa fase de brigas, mas se amam demais e brincam muito bem juntos também, são companheiros.

Trocando Fraldas: Mariana, você sempre sonhou em ser mãe? Como a maternidade aconteceu na sua vida.

Mariana:Sim, desde pequena, sempre quis ter muitos filhos, sempre adorei criança. Me casei aos 27 e queria engravidar logo….a Laura acabou nascendo uma semana antes de eu completar 30 anos. Qual a sensação de receber um positivo e como contar isso para o parceiro?

No meu caso são 3 histórias diferentes… na primeira gestação eu fiquei mais de 2 anos na expectativa de um resultado positivo, então a angustia era enorme todo mês. Até que um dia, naquele resultado de exame de farmácia, finalmente apareceram os 2 risquinhos azuis. Liguei pro meu marido, Fernando, na mesma hora. Foi depois de 4 tentativas com inseminação artificial….da Isabel foi depois da segunda tentativa. Quando ela tinha 5 meses, comecei a passar muito mal, achei que estivesse com alguma doença, algum problema hormonal. Eu ainda amamentava. E o médico tinha me dito que eu não tinha como engravidar naturalmente.

Cheguei a marcar um endocrinologista e um dia antes da consulta, passando em frente a uma farmácia, comprei um teste. Comprei meio até de brincadeira, imaginando ser “impossível”estar grávida. Quando vi o resultado positivo, levei um susto. Eu não tinha me programado para ter 3 filhos. Mas foi também uma enorme alegria, um verdadeiro presente- surpresa. E depois de duas meninas veio um menino. A família estava completa e enorme! Neste dia não liguei direto pro meu marido. Esperei ele chegar em casa à noite e, enquanto ele brincava com as meninas, eu disse: “Vai se preparando porque quando chegar o terceiro”…..daí o susto foi dele!

Trocando Fraldas:Qual é a maior lição que já aprendeu com seus filhos, algo especial que marcou para você?

Mariana:Aprendi a ter paciência e a não ser mais dona do meu tempo. Aprendi a ter mais rotina, porque criança precisa de rotina. Aprendi o sentido da frase “por ele faço qualquer coisa”. Amor incondicional mesmo! E conforme eles vão crescendo, começam a ensinar coisas na prática mesmo rsrsrsrs sabem mexer no computador melhor do que eu!

Trocando Fraldas:O seu maior medo como mãe e a maior alegria…

Mariana:Pra ser bem sincera meu maior medo é morrer. Costumo dizer que depois que nos tornamos mães perdemos o direito de morrer. Sinto que preciso estar sempre por perto deles, que eles poderão sempre contar comigo. A maior alegria é o sorriso, o abraço, a casa cheia. Educar, ensinar, passar valores, ver formar pessoas de bem.

Trocando Fraldas:A primeira experiência de trocar fraldas, como foi?

Mariana:Eu sou a neta mais velha dos dois lados da família então sempre cuidei de primos mais novos. Mas a primeira fralda de um filho a gente não esquece mesmo…tão pequenininha era a Laura, tão magrinha…e ainda deixei o adesivo da fralda colar na barriguinha dela, me senti péssima!

Trocando Fraldas:Qual a sua opinião sobre amamentação e sobre leite artificial?

Mariana:Acho amamentação fundamental, claro. Exclusivamente no peito até o sexto mês, sem dúvida. Mas aprendi que não podemos cobrar isso de todas as mulheres. Algumas não conseguem, por mais que tentem, e acho que ninguém é mais mãe ou menos mãe porque amamentou mais ou menos. Uma amiga foi muito criticada um dia num restaurante por uma desconhecida porque estava dando leite na mamadeira. Mas o bebê dela era adotado, ela não tinha leite. O importante é alimentar a criança! Eu consegui amamentar meus filhos, mas acho errado fazer julgamentos daquelas que não conseguem….

Trocando Fraldas: Falando Sobre o Programa, como surgiu o Papo de mãe?

Mariana:O Papo de Mãe surgiu de uma vontade minha de juntar minha experiência como jornalista à minha experiência como mãe de 3. Eu percebia que bastavam 2 ou mais mães se encontrarem que o papo sempre virava um papo de mãe sobre os filhos, que a troca de experiência ajudava muito. Depois que tive meus filhos, no trabalho, as que ficavam grávidas sempre iam me pedir dicas e eu pensava….”Isso rende um programa”. Ao sair da Globo, eu e a Roberta Manreza (que apresenta comigo, também mãe, jornalista e minha amiga de infância) levamos o projeto adiante. E tem dado certo, estamos no ar há 4 anos.

Trocando Fraldas: Como é a rotina de cuidar dos seus filhos em conjunto com seu trabalho?

Mariana:Quando eu era repórter era muito difícil conciliar os horários, os plantões. Como meu programa é semanal, consigo organizar melhor os horários em função das crianças, consigo almoçar com eles, levar e buscar na escola. E criamos no programa uma coisa muito legal: as mães que participam (como convidadas ou as que trabalham como eu) podem levar os filhos. Tem um espaço lá só pras crianças com monitores. E meus filhos costumam ir bastante pro trabalho comigo – e eles gostam.

Trocando Fraldas: Você como jornalista, qual o caso mais emocionante que já tratou na sua carreira e qual o caso mais engraçado?

Mariana:Trabalho em TV há 20 anos, então já vivi muitas histórias. Trágicas, como acidentes de avião, felizes, como o reencontro entre pais e filhos, dramas, como trabalho infantil. Entre os casos mais engraçados, me lembro de uma história de um homem que tinha recebido um brinde inusitado na porta de casa: uma cobra embrulhada pra presente. Quando morava no Ceará, também fiz muitas reportagens curiosas.

Trocando Fraldas: Por fim, qual a sua visão sobre a maternidade?

Mariana:Maternidade é doação, é um projeto de vida. É muito prazeroso, mas dá muito trabalho e exige dedicação. Eu não tive meus filhos pra delegar os cuidados nem a educação deles. Então me desdobro pra estar sempre junto e fazer de tudo com eles e para eles. Acho a convivência com os filhos fundamental. Uma vez o educador Rubem Alves me disse numa entrevista: “Quer educar bem seus filhos? Então conviva com eles” E é um desafio diário, porque surgem novidades, porque eles crescem e se tornam seres cheios de opinião e vontades. Aprender a dizer não para um filho também é um ato de amor.

Trocando Fraldas: Mariana, muito, muito obrigada pela oportunidade de conhecer um pouco mais de você!

Mariana:Eu que agradeço e estou à disposição para responder outras questões.

O programa da Mariana Kotsho e da Roberta Marenza está no ar na TV Brasil aos domingos as 16 horas e reprisa aos sábados as 11 da manhã. Você também pode encontrar mais sobre o programa no http://www.papodemae.com.br/, no facebook e no Twitter!

Veja também : Entrevista Com Bruna Galdeano Vlogueira do Youtube

Foto: Papo de Mãe