entrevista com nutrologa dra ana luisa 1

Dra Ana Luisa é nutróloga e gentilmente respondeu perguntas para o Trocando Fraldas sobre alimentação dos pequenos até alimentação na gravidez. Muito obrigada Dra Ana e seja muito bem vinda! Levar informações relevantes para as leitoras agregam muito! Fiquem com a entrevista!

Trocando Fraldas: Quais alimentos podem ajudar o corpo na hora da concepção? existe algum alimento que ajude com as condições do corpo e fique favorável a engravidar?

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Dra Ana: Ácido fólico, encontrado em alimentos como espinafre, feijão e sardinha; zinco, presente no germe de trigo e na carne vermelha; vitamina B6, da banana e do frango; vitamina B12, encontrada no fígado e atum enlatado; a vitamina C, encontrada na acerola e em frutas cítricas como laranja e abacaxi, o Cálcio obtido através da ingestão de leite e seus derivados, crustáceos, espinafre e sementes de sésamo.

Trocando Fraldas: Estrias são as grandes vilãs da gravidez, como pode amenizar o aparecimento delas com alimentação e quais os alimentos apropriados para esses casos.

Dra Ana: Para evitar as estrias durante a gravidez, é primordial que a gestante tenha uma dieta equilibrada e saudável, evitando ganhar muito peso. O ideal é que esse ganho de peso fique entre 8 e 9 Kg.Aliada a isso, essa dieta deve conter alimentos ricos em vitamina A que protegerá a saúde e promoverá a formação de novas células da pele. A vitamina A é encontrada em alimentos de cor alaranjada como melão, manga, damasco e cenoura.

Frutas cítricas também são importantes aliados pois auxilia o corpo na produção de novas células da pele, consuma furtas como laranja, tangerina, kiwi e não se esqueça do brócolis também. Alimentos ricos em vitamina E são excelentes oxidantes, oferecerão proteção contra radicais livres. O colágeno é um dos principais responsáveis pela elasticidade da pele, por isso alimentos que promovem a produção de colágeno não poderão faltar a mesa. Alimentos ricos em Zinco farão isto por você, coma carnes magras, passas, feijão, lentilhas e bananas. E por ultimo mas não menos importante a pele deve se manter hidratada, então consuma no mínimo 2 litros de água ao longo do dia, não pode ser tudo de uma só vez.

Trocando Fraldas: Criança que não quer comer nada de nada, como a mamãe pode proceder nesses casos?

Dra Ana: Primeiramente é importante, sempre, haver o acompanhamento de um pediatra para saber como está o desenvolvimento e crescimento da criança. Vale ressaltar que as crianças a partir do 1° ano de vida. A criança normal triplica seu peso no primeiro ano de vida, e aumenta apenas cerca de 10 a 20% de seu peso nos primeiros anos de vida depois do primeiro.

É importante saber que criança precisa de espaço seguro, de tempo e liberdade para brincar, exercitar-se, para explorar e para divertir-se, para gastar energias e ter fome.
Existem várias “técnicas” que podem aumentar o interesse da criança pela comida que vão da distração como usar itens que lhe chamem a atenção para fazer o famoso “aviãozinho” a deixar a criança, até certo ponto, brincar com a comida.

Faça da refeição um momento agradável, dê o exemplo comendo alimentos saldáveis, integre a refeição da criança a refeição de toda a família. Saber a temperatura que a criança prefere seu alimento é importante algumas crianças preferem alimentos mais frios, procure manter uma rotina de horários para as refeições, descubra a forma como seu filho prefere os alimentos se cru ou mais cozido, mais molinho ou mais consistente, e etc. Algumas vezes incluir frutas mais doces como manga por exemplo na sopinha ajuda a aumentar o interesse do bebê pela refeição.

Trocando Fraldas: Quais alimentos são ideais para se alimentar quando se está amamentando? é verdade que canjica, canja e essas coisas aumentam o leite?
Dra Ana: Não existe nenhum estudo que comprove que alimentos como a canjica, cerveja preta, água inglesa, canjas e outros aumentem a produção do leite materno. Isso é mito, o que realmente ajudará na produção do leite materno é o bebê sugar o leite de forma correta e a lactante ter uma alimentação balanceada e saudável. Posso elencar algumas dicas para ajudar neste fase:

  • Beba bastante água, pois transformará no alimento do bebê sem grandes processos orgânicos. Consuma 4 litros por dia;
  • Estresse, nervosismo e ansiedade pode baixar a produção láctea, por isso lactante devem manter-se calmas e descansar. Dormir bem também é fundamental.
  • Não deixar de fora do cardápio alimentos ricos em fósforo e cálcio.
  • Quanto mais amamentar, mais leite o organismo produzirá
  • Ajude o bebê a fazer a pegada certa no bico do seio. A sucção estimula a produção de prolactina e ocitocina, o que faz o organismo produzir mais leite.
  • Remédios podem ser transmitidos pelo leite, por isso faça uso apenas daqueles que forem indicados pelo médico.

Trocando Fraldas: Qual a alternativa para o adoçante na gravidez?

Dra Ana: Não existe nenhuma comprovação de que adoçantes passam fazer mal a saúde da gestante ou do feto, não havendo qualquer tipo de restrição ao seu uso durante esse fase. Contudo recentemente a ANVISA publicou uma lista com limitações ao seu uso, os quais elenco os principais:

  • Sacarina: 5 mg por quilo peso
  • Ciclamato: 11 mg por quilo peso
  • Aspartame: 40 mg por quilo peso

Existem ainda os adoçantes naturais como A frutose e stévia, extraído das frutas e de uma planta respectivamente. Apesar de naturais, também não há estudos sobre o uso dessas substâncias durante o período gestacional. Estudos dizem que para provocar danos neurológicos no feto a gestante teria de consumir altas doses do aspartame, como oito latas de refrigerante a cada oito minutos. A

Associação Americana Dietética diz que o consumo de aspartame durante a gravidez é garantido, mas as recomendações médicas ainda são de evitar essa substância durante os nove meses. O ideal é que cada gestante estabeleça com seu médico os limites de uso dessas substâncias quando necessário, estabelecendo ainda uma dieta equilibrada para esta fase, somando a exercícios moderados e sempre que possível consumir alimentos naturais como frutas e verduras.

Dra Ana Luisa, muito obrigada, essas dicas são importantissimas para ajudar no dia a dia e com certeza ajudou muitas mamães e gestantes! A clínica da Dra Ana Luiza é a Slim Form e o site é http://www.slimform.com.br/

Veja Também: Papo com o Dr Domingos Mantelli

Foto: Acervo Pessoal