Diversas doenças nos afetam durante a nossa vida e isso é uma realidade que não podemos evitar. Mas em diversas ocasiões, por falta de cuidado ou até mesmo por falta de informação deixamos que pequenas complicações acabem se tornando doenças séries e que exigem um tratamento mais agressivo, como é o caso da escarlatina.

A escarlatina é uma doença que surge exatamente de uma complicação na faringe. Mas será que ela é uma doença que pode ser evitada? Como fazer para que ela não te atinja? Vamos falar um pouco mais sobre a escarlatina, seus principais sintomas, tratamentos e quais são as complicações que ela pode trazer.

O que é Escarlatina?

A escarlatina é uma doença causada pela bactéria chamada streptococcus pyogenes. Ela é uma doença infectocontagiosa aguda, cujo contágio pode ocorrer através de secreções e gotículas de saliva no ar.

A doença se apresenta como uma complicação de outras doenças que são causadas por essa mesma bactéria como a amigdalite e a faringite, e até mesmo o impetigo e a espirela, ainda que o desenvolvimento da doença seja mais raro nesses últimos dois casos.

Ela ocorre como uma infecção causada pelas toxinas produzidas por essa bactéria, que acabam atingindo a pele da pessoa. A escarlatina é muito mais comum em crianças do que adultos, embora esses não estejam totalmente fora de perigo.

Sintomas da Escarlatina

A principal característica da escarlatina é a aparição de erupções avermelhadas na pele, também chamadas de rash cutâneo. Essas erupções aparecem normalmente no pescoço e costas da pessoa infectada, mas desce pelo corpo juntamente com o desenvolvimento da doença.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Essas pequenas lesões aparecem em maior número nas dobras do corpo, como nas axilas, por exemplo. Elas podem também chegar até a língua, a deixando inchada e com um aspecto de “morango”. Além desse, há outros sintomas que não devem ser ignorados, como:

  • Febre
  • Dores de cabeça
  • Dores abdominais
  • Dor de garganta
  • Náuseas e vômitos
  • Aumento dos gânglios do pescoço
  • Pele áspera
  • Muita sede
  • Dificuldade para comer

Muitos desses sintomas são também parte da infecção causada pelas doenças já citadas aqui, mas é necessário prestar atenção quando elas evoluem para a escarlatina.

Como Prevenir a Escarlatina?

Uma vez que sabemos que a escarlatina é uma doença transmissível, existem algumas atitudes a serem tomadas para que não ocorra infecção de uma pessoa para outra. Algumas das principais formas de prevenir a escarlatina são:

  • Evitar aglomerações
  • Lavar as mãos sempre quando chegar da rua ou sempre que tiver contato com outras pessoas
  • Evitar dividir talheres e copos em locais com muitas pessoas

Apesar de serem dicas simples, elas podem salvar a pessoa de ter muitas complicações por conta da escarlatina e outras doenças infectocontagiosas que se proliferam muitas vezes por falta de atenção das pessoas.

Tratamento da Escarlatina

O tratamento da doença é feito basicamente com antibióticos à base de penicilina que vão combater diretamente a bactéria causadora da escarlatina. Quando o tratamento é bem feito, os resultados começam a aparecer em poucos dias.

As erupções, no entanto, podem demorar até 3 semanas para sumirem completamente do corpo da pessoa. Há também algumas coisas que podem ser feitas para que os sintomas da doença sejam aliviados, como:

  • Tomar muito água para manter o corpo hidratado
  • Tomar líquidos quentes como sopa para aliviar a dor de garganta
  • Evitar fumaça ou produtos que possam irritar a garganta
  • Ingerir alimentos leves e fáceis de serem engolidos
  • Manter-se em repouso
  • Manter o ar umidificado

ATENÇÃO: Nunca se automedique. Isso pode piorar o caso da sua doença e até mesmo trazer outras complicações. Sempre tome medicamentos depois da prescrição médica.

Quais são as Complicações que a Escarlatina pode Trazer?

Quando o tratamento não é bem feito ou não é seguido conforme, a doença pode gerar diversas complicações. As principais delas são:

Apesar de também existirem outras complicações que a escarlatina pode trazer, é importante saber que ela pode gerar problemas muito maiores do que apenas uma inflamação na garganta e por essa razão é extremamente necessário tratar da doença da maneira correta.

Dores de garganta são muito comuns em adultos e crianças e não costumam ser muito agressivas para as nossas vidas. Mesmo assim, é importante saber como cuidar de doenças como a escarlatina e saber quais são as consequências que não tratar essa doença da maneira correta pode trazer.

Apesar de mais raras, as complicações que a escarlatina traz podem dificultar muito a vida de quem as tem, principalmente quando estamos falando de crianças. Por isso, preste sempre atenção nos sintomas das dores de garganta e nunca deixe de consultar um médico para que tenha o tratamento adequado.

Veja Também: Manchas Vermelhas na Pele do Bebê – O que Pode Ser?
Foto: Estreya