Produtos para Engravidar
Recomendado por Médicos
Ir a Loja

Estudo: partos normais ou cesáreas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o Brasil possui uma taxa 55% de mulheres que passam por parto cesárea ao darem à luz. Isso significa que o país ocupa a segunda posição no ranking de países com maior porcentagem de cesáreas no mundo, atrás apenas da República Dominicana.

Para entender a razão por trás do alto número de cesáreas no Brasil, o Portal Trocando Fraldas resolveu elaborar um estudo e perguntar às gestantes o porquê destes dados. O objetivo é entender o que predomina na decisão de uma cesárea ao invés de um parto normal ou vice-versa.

Há uma percepção de que as mulheres que passaram por uma cesariana têm ainda mais medo do parto normal. Por outro lado, a maioria de quem já teve parto normal não escolheria outra opção, senão optar pelo parto normal novamente. Ainda assim, e apesar de pouca diferença, quem teve parto cesárea repetiria este modo de parto, mesmo que seja um mito que mulheres não podem ter um parto normal após ter passado por uma cesariana um dia.

Perguntas

As seguintes questões foram abordadas:

  1. Você teve parto normal ou cesárea?
  2. Você está grávida?
  3. Você já sentiu ou sente medo do parto normal?
  4. Se fosse da sua escolha, você gostaria de ter um parto normal?
  5. Você considera preocupante o número alto de cesáreas no Brasil?
  6. Qual você acha ser o principal motivo para tantas cesáreas no Brasil?
  7. Seu médico já sugeriu que cesárea seria o mais adequado?

Resultados

Para efeitos de comparar os resultados entre regiões e estados, as respostas das perguntas afirmativas foram contabilizadas em números, 1 para "Sim" e 0 para "Não".

Os resultados podem ser observados pelos gráficos a seguir:

Média geral de gestantes que têm medo de ter um parto normal:


Gestantes que, se pudessem escolher, optariam pelo parto normal por acharem melhor:


Gestantes que consideram preocupante o fato de o Brasil ser um dos primeiros no ranking de cesáreas do mundo:


Sobre a razão pela qual as entrevistadas acreditam que o número de cesáreas no Brasil é alto:


Índice por estado das mulheres que têm medo do parto normal:

Método de pesquisa

O estudo teve abrangência nacional e foi realizado com mais de 7 mil entrevistadas, entre elas 3,5 mil grávidas, no período de 11 a 18 de junho de 2019. O método de coleta de dados foi feito por meio de questionário em formulário acessado no portal Trocando Fraldas.

O novo app
A evolução da sua gestação com dicas e artigos diários
#
random popup show - Famigel+Famiferti