Psiu tentante! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!

Estudo: Uso de Eletrônicos por Crianças

Quem não sabe como crianças pequenas podem parecer que nunca se aquetam? Elas gritam, chorem e bagunçam tudo. Mas parece que existe uma coisa que pode, sim, por fim a esse espetáculo: aparelhos eletrônicos, seja smartphone, tablet ou videogame. Com disponibilidade cada vez maior e preços mais acessíveis, o Trocando Fraldas se perguntar como está a relação das crianças com seus eletrônicos e o que os pais acham disso. Ou será que os próprios pais ou avôs são responsáveis pela situação?

Para averiguar essas questões, o Trocando Fraldas fez uma pesquisa com quase 3 mil mães e pais de filhos pequenos do seu portal em todo Brasil entre os dias 10 e 14 de março 2018 por meio de um questionário. Os entrevistados responderam de forma livre e espontânea.

Perguntas

As seguintes perguntas foram feitas:
  • Seu/sua filho(a) tem algum equipamento eletrônico?
  • Com quantos anos seu/sua filho(a) teve acesso ao primeiro aparelho eletrônico?
  • Quanto tempo seu/sua filho(a) fica com os aparelhos eletrônicos diariamente?
  • Seu/sua filho(a) deixa de ter uma vida social para brincar como aparelho?
  • Por que a criança teve acesso a(o) aparelho(s) eletrônico(s)?
  • Você incentiva seu/sua filho(a) a brincadeiras ao ar livre?
  • Você precisa reclamar para que ele(a) pare de usar equipamentos eletrônicos?
  • Você considera aparelhos eletrônicos um problema para as crianças?

Resultados


Posse de e Acesso a Eletrônicos

  • 54% das crianças acima de 2 anos já possuem algum aparelho eletrônico
  • 1 em cada 7 crianças de menos de 2 anos e mais de 6 meses já possui algum aparelho próprio
  • O celular é o aparelho mais comum entre crianças pequenas, um terço das crianças acima de 2 anos já possui
  • A segunda opção preferida são tablets e 1 em cada 4 crianças de 2 anos ou mais já chama um seu próprio
  • Outros aparelhos como videogame e computador só ganham importância com idade maior
  • Em média, as crianças ganham acesso a um aparelho com 4 anos e 3 meses de idade
  • 1 em cada 25 até brinca com eletrônicos como bebê de menos de 12 meses

Tempo de Uso

  • 66% das crianças pequenas pequenas passam mais de 1 hora por dia com aparelhos eletrônicos
  • Em média, as crianças passam 2 horas e 2 minutos do seu dia com pequenos amigos
  • 1 a cada 20 passa mais de 6 horas com os eletrônicos
  • Os pais consideram que 1 em cada 4 crianças deixa ter uma vida social devido aos aparelhos
  • A taxa de 25% das crianças que deixa de ter uma vida social não cresce com a idade, mas também vale para os menores de 3 anos

Incentivos e Reclamções dos Pais

  • A grande maioria dos eletrônicos chega às crianças porque eles pedem e os pais dão (30%) ou porque os pais adequados naquele momento (31%)
  • É bem mais raro uma criança ganhar como presente dos avôs (15%) ou de terceiros (8%)
  • 7 em 8 mães e pais afirmam de estimular seus filhos a brincar ao ar livre
  • Essa parcela de estimuladores cresce para 92% nas crianças acima de 2 anos
  • Mais da metade dos pais brasleiros tem que reclamar com seus filhos para não usarem aparelho eletrônico demais
  • Acima de 2 anos, 3 em cada 5 mães e pais reclamam do excesso
  • 61% dos entrevistados consideram os eletrônicos um problema para as crianças de forma geral
  • Essa avaliação geral independe da idade dos filhos

Eletrônicos São
Problema para
Crianças

O novo app
A evolução da sua gestação com dicas e artigos diários
#
Femiferti, Inhame Popup. Tentantes: 25%+25%+50%
Newsletter popup => 22 sec delay