O espermatozoide assim como o óvulo, são partes fundamentais para que uma nova vida aconteça. O espermatozoide que é muito menor que o óvulo, carrega em seu núcleo, o DNA de seu dono, e assim em conjunto com o óvulo que também carrega o DNA, quando juntos, fecundam e dão origem à um novo individuo. Porém nem todos os casais conseguem a gestação tão facilmente, e aí, entram em cena alguns recursos da medicina que facilitam diagnósticos de problemas que podem estar impedindo a gravidez de acontecer.

Os exames femininos são mais complexos, não pela sua quantidade, mas também por haver uma época em que devem ser feitos. Já para o homem, o exame de espermograma pode detectar 90% de problemas ligados à fertilidade e pode ser feito em qualquer época do mês. Porém se você não é um profissional da área, não decifrará facilmente o espermograma. Ele que por sua vez pode ter variação de referência de normalidade de laboratório para laboratório e por isso, pode dificultar ainda mais sua interpretação por uma pessoa leiga se tratando da medicina.

Porém, é possível esclarecer alguns pontos e por si só, tentar entender o que está acontecendo através da interpretação dos resultados do exame de espermograma. É importante dizer que há alguns pontos à serem analisados antecipadamente: se o laboratório oferece a referência, e também se o material para o exame foi coletado de forma correta.

Falando nisso, o exame deve ser coletado com abstinência sexual de 3 a 5 dias e deve ser coletado por via masturbatória em casa ou no laboratório. A grande maioria dos laboratórios oferecem ambientes adequados para a coleta do sêmen. É preciso que o homem se sinta à vontade para que a coleta possa acontecer. Caso seja possível, alguns laboratórios oferecem a coleta domiciliar, porém deve ser entregue para análise em no máximo 45 minutos para garantir a integridade do material. O melhor mesmo é coletar no local para armazenar corretamente.

Dica: Para os casais tentantes, uma forma de ajudar que os espermatozoides cheguem com maior facilidade aos óvulos é utilizar gels lubrificantes apropriados, como o adquirir aqui em nossa loja virtual.

Como Interpretar o Exame de Espermograma?

A primeira coisa a ser analisada no exame de espermograma é o volume. O volume aceitável é maior que 1,5ml, cerca de 1 colher de sopa de sêmen. O seguinte é a coloração do sêmen que pode ser de diversas colorações, mas o desejável é o branco opalescente. O ph é um aspecto importante, quanto mais ácido, menos apropriado é o sêmen, há uma acidez ideal para o esperma no sêmen, 7,2 a 8,0.  Há outros aspectos a considerar no exame de espermograma e são eles:

Liquefação: mudança de aspecto do sêmen, ou seja, quanto tempo o material leva para mudar de aspecto (totalmente liquido). O ideal é que seja igual ou acima de 30 minutos, mas abaixo de 60 minutos.

Viscosidade: neste caso o homem pode apresentar a viscosidade aumentada, mas o ideal é que esteja normal.

Quantidade por ml: essa é uma das questões mais importantes do exame de espermograma. Normalmente o homem tem milhões de espermatozoides expelidos a cada ejaculação. O normal é que tenha mais que 15 milhões por ml! Parece muito? Sim, mas alguns laboratórios ainda consideram normal acima de 25 milhões por ml.

Quantidade total: a somatória da quantidade de espermatozoides ejaculados no total deve ser maior que 39 milhões.

Motilidade: avaliar se os espermatozoides estão se movendo adequadamente (e vivos) é essencial. Existem duas avaliações dentro desse quesito> motilidade linear: que avalia se o espermatozoide está nadando em uma linha reta, uma única direção. Motilidade não progressiva: espermatozoides que mexem a cauda mas não se deslocam para nenhum local ou se mexem aleatoriamente não em linha progressiva. Imoveis: analisa qual a porcentagem de espermatozoides que não se movem.

Morfologia: ela avalia o formato do espermatozoide, quase sempre baseada na morfologia de Krueger. É comum que tenham além do espermatozoide normal (cabeça oval e cauda) outras formações como espermatozoide com duas cabeças, duas caudas, sem cabeça, sem cauda e assim em diante. Quando mais espermatozoides normais, melhor! Para ser considerado normal, é ideal que tenha mais que 4% dos espermatozoides em normais, isso quer dizer que mesmo um homem saudável tem espermatozoides com má formação.

Vitalidade: quantos espermatozoides estão vivos. Quanto mais melhor, porém o teste de vitalidade é realizado em homens que apresentam uma quantidade superior a 40% de espermatozoides imóveis.

Leucócitos: indica se há presença leucócitos causados por infecção no testículo. Caso haja, é preciso tratar com antibióticos receitados pelo medico. O desejável é que esteja abaixo de 1 a cada 1,60ml.

Se o espermograma apresenta índices diferentes dos citados acima não se desespere! Como disse anteriormente, cada laboratório tem uma referencia diferente. Procure seu médico e esclareça o resultado do exame de espermograma, se preciso ele irá tratar os problemas ou indicar algum procedimento médico para ajudar a gravidez.

É preciso que o exame laboratorial do sêmen, seja combinado com o exame clinico para avaliar se o homem tem problemas como a varicocele por exemplo. Caso seja especificado oligospermia, astenozoospermia, azoospermia ou outro problema, o médico irá orientar adequadamente e talvez, solicitar outro exame para confirmar o diagnóstico. Para dar uma forcinha extra para a concepção, a mulher pode também utilizar vitaminas da fertilidade como FamiFerti, que ajudam no fortalecimento dos óvulos, útero e endométrio facilitando a gravidez. Compre aqui em nossa loja virtual.

Veja também: Quanto Tempo o Espermatozoide Fica Vivo no Corpo e Fora Dele?

Fotos: Iqbal Osman, Jchoi30