Um problema que sonda a vida dos casais e acaba causando grande desconforto no casamento, a falta de desejo sexual acontece pelo menos uma vez na vida com todos os casais. Apontado mais como um problema feminino, mas alguns homens também podem sofrer com baixa libido. São diversos os fatores que são responsáveis por essa queda no desejo sexual e uma das principais é a sobrecarga de trabalhos e funções na vida feminina.

Vida corrida, com responsabilidades no trabalho, na casa, com mercado, filhos e todos os cuidados que englobam a vida das crianças como lanche, uniforme, escola, refeições e atividades extras, além de ter que dar atenção. Ufa! Realmente vida de mulher não é fácil! E chegar ao final do dia e estar prontinha cheia de desejo pelo marido. É realmente é complicado e o cansaço acaba falando mais alto, e a oportunidade que tem pra namorar você prefere dormir e descansar, para a tristeza do seu companheiro. Mas não é só de cansaço que a falta de desejo sexual é feito, problemas com o corpo e autoestima também podem ser responsáveis pela baixa libido. O que acabam fazendo a mulher ter e dar diversas desculpas para fugir do seu parceiro, evitando qualquer contato sexual e físico. Como se sentir desejada se você mesmo ao se olhar no espelho se sente feia, com o corpo feio? Para que outro te deseje, a primeira a se cuidar e se amar deve ser a mulher! Seu companheiro pode te achar linda, ter um grande desejo por você, mas se você não estiver bem e se amando, não fluirá!

Outro motivo bem recorrente da falta de desejo sexual feminina são as crises no casamento. Algumas crises podem durar meses ou anos e isso afetar diretamente a vida sexual do casal, esfriando o desejo de um pelo outro. A ausência de carinho, parceria e afastamento do companheiro pode criar certa aversão na hora do sexo, em alguns casos onde a mulher sente até “nojo” do marido. Outras razões para baixa do desejo sexual pode estar relacionado a traumas na infância assim como a educação sexual que recebeu principalmente quando ligada a religiões muito rígidas. A iniciação sexual também pode ser responsável por certos danos na vida sexual, quando iniciada prematuramente e sem preparação e maturidade alguma.

Muitas mulheres vivem com a baixa da libido ou com o desaparecimento completo dela e sobrevivem sem sentir falta alguma de sexo em sua vida. Quando estão solteiras não existe muito problema, mas quando são casadas ou possuem um relacionamento este fato oferece grandes problemas e riscos ao relacionamento, já que o sexo faz parte de qualquer relacionamento amoroso e tem extrema importância para a saúde da relação. Essa falta de desejo é apontada pelos especialistas como desejo sexual hipoativo.

Existe Remédio Para Aumentar Libido? Quais os Tratamentos Indicados?

Como grande parte dos motivos da falta de desejo sexual esta relacionada a problemas psicológicos, o primeiro passo é detectar o real motivo para que consiga soluciona-lo. Em alguns casos uma boa conversa com seu parceiro é o suficiente para conseguir estimular e apimentar a relação. Já em outros, o desaparecimento do desejo sexual é tão forte que mesmo a estímulos constantes o fogo não volta a acender.

Conversar com seu ginecologista para investigar se o problema é orgânico também é uma saída. Em muitos casos a perca de libido esta relacionada ao uso de anticoncepcionais que tem como efeito colateral a diminuição da libido e com a mudança de remédio o problema pode se resolver ou não. Existem algumas opções de remédios para aumentar libido que prometem ajustar o apetite sexual, controlar a ansiedade, aumentar a disposição e ainda ajudar na hora do orgasmo. Claro que cada organismo é diferente do outro e cada pessoa reage à medicação de diferentes formas assim como podem sofrer com efeitos colaterais. Seu medico poderá receitar o mais indicado ao seu caso e acompanhar o tratamento a fim de atingir o esperado.

Existe também a opção de remédios naturais em forma de cápsulas, chás e pó que garantem a eficácia em 100% dos casos, oferecendo a vantagem de não sofrer com efeitos colaterais já que se trata de medicamento natural. Embora não seja comprovada sua real eficácia pela medicina, dados comprovam a resposta do tratamento e que realmente é alcançado aumento da libido posterior ao inicio do tratamento. Algumas dessas opções são: Tribullus Terrestre, arginina, ginkgo biloba e a Muira Puama.

Outra saída é a procura por um especialista de terapia sexual que poderá mapear entre o casal aonde esta o foco do problema e indicar o tratamento adequado. A psicoterapia também é uma opção de tratamento principalmente para os casos de traumas e aversões causadas pelo passado. Existe também o tratamento de reposição hormonal onde são fornecidos ao organismo os hormônios que o corpo feminino deixou de produzir, solucionando a situação da baixa libido também. São muitas as alternativas de tratamento e cada uma delas se enquadra a um tipo de problema, por isso é necessário o aconselhamento médico. Procure um especialista, inicie o tratamento e volte a ser feliz com seu parceiro!

Veja Também: Desconfortos na Relação Sexual – Como Contornar

Fotos: Claudiana Gois, Daniel Pádua