O folículo é essencial para que a mulher engravide você sabia? Sim, ele é onde tudo começa. Para que a gravidez ocorra é preciso que o folículo ovariano esteja presente e tenha um tamanho ideal par indicar que esteja maduro. 

O que é Folículo e Ovulação?

A ovulação é um processo fisiológico da mulher onde cada um dos hormônios trabalha para que o óvulo esteja maduro e enfim seja liberado para ser fecundado. Porém muito mais do que isso, o processo de ovulação é bem complexo. Tudo começa na hipófise, uma glândula que fica situada na cabeça da mulher. Ela é responsável pela estimulação de praticamente todos os hormônios do processo ovulatório ou não do corpo feminino.

No início de tudo o hormônio liberador de gonadatrofina, o GnRH é liberado pela hipófise. Este por sua vez estimula FSH que faz a estimulação do folículo ovariano que está no estoque que fica nos ovários. A mulher nasce com sua reserva de óvulos já pronta! A reserva normal de uma mulher na fase de puberdade é entre 300 a 500 mil óvulos, dos quais apenas 500, ou 600 desses serão selecionados como melhores para a ovulação.

Ao longo da vida fértil, a mulher libera cerca de um a três óvulos por ovulação, porém, apenas um deles pode vir a se tornar o folículo dominante. Este folículo dominante é fruto do crescimento adequado que o estrogênio proporciona. Além do folículo, o estrogênio também faz com que o endométrio tenha um crescimento adequado para preparar a caminha do zigoto caso o óvulo seja fecundado.

Qual o Tamanho Ideal do Folículo para Romper?

Após o crescimento do folículo, o hormônio responsável pela liberação dele após amadurecido é o LH. Ele entra em ação quando o folículo maduro manda sinais através da corrente sanguínea para a hipófise dizendo que está na hora dele entrar em ação. Esse processo acontece normalmente em folículos de aproximadamente 19 a 30mm de diâmetro.

Folículos com até 30mm são viáveis, porém os melhores são aqueles que são liberados em fases de 22 a 24mm. Um folículo de 35mm pode ser velho demais para ser liberado mas ainda sim pode acontecer a gravidez. O problema é que a natureza entende esse excesso de maturidade e pode tornar o embrião gerado inviável e ai acontece o aborto espontâneo sem nem mesmo que a mulher descubra a fecundação.

Quando o LH entra em ação e tem o seu pico (detectado por testes de ovulação ou de saliva) o folículo é liberado em até 48 horas. Depois da liberação e rompimento do folículo o óvulo sai e é capturado pelas trompas e ali permanecem por 24 horas. Para que a gravidez aconteça, é necessário que a mulher tenha tido relações próximos a este período e que tenha presença de espermatozoides bons e que consigam penetrar a camada rígida do óvulo.

Outra Função do Folículo

O folículo após roto tem outra função agora. Ele serve como suporte hormonal para o endométrio e após um período de 24 horas passa a se encher de sangue e vascularizado, passa a secretar progesterona. O corpo lúteo que faz o suporte se desfaz caso não haja gravidez e também se mantém até a 10º semana caso a fecundação e implantação tenham sucesso.

Cisto Funcional na Ultrassom

O folículo também conhecido como cisto funcional, pode assustar muitas mulheres quando fazem a ultrassom e veem a presença dele no laudo. Ele é um excelente sinal da fertilidade e não traria problema algum. O que pode acontecer é que ele seja um folículo não roto e ai pode transformar um simples ciclo em um problema chamado ovários policísticos.

Ovários Policísticos

Os ovários policísticos são folículos que não cresceram adequadamente e não foram absorvidos pelo corpo da mulher. Eles simplesmente ficam lá encruados e sem função alguma, apenas atrapalhando o ciclo normal da mulher. Normalmente mulher que tem este tipo de problema também tem uma disfunção de estrogênio e outros hormônios como o LH.

Poderia atrapalhar para que uma gravidez aconteça por exemplo. Esse tipo de cisto tem que ser tratado. Outro problema que atinge os folículos é a LUF (síndrome do folículo não roto). Esse problema impede que o ovário libere o folículo e então o corpo absorve. O processo todo acontece e muitas vezes pode ate mostrar que houve ovulação pelos sinais claros com muco e dores nos ovários. Essa síndrome só é detectada com ultrassons recorrentes e também um exame de LH.

Os testes de ovulação são eficientes para detectar o aumento do LH, caso você não tenha picos em diversos ciclos, o melhor a fazer é recorrer ao médico para fazer exames e tirar a prova do que realmente esta acontecendo.

Meninas, cistos foliculares são o máximo da fertilidade. Aproveitem para namorar muito nesta fase e boa sorte!

Dúvidas das Leitoras:

Folículo no ovário pode ser gravidez?

Não, a presença do folículo não indica gravidez, mas é importante a sua presença para que ela aconteça. Só existe problema caso seja um folículo não roto que pode se transformar em ovários policísticos.

É possível não ter folículo ovariano?

Sim, no caso das mulheres que não ovulam ou sendo mais especifica, que sofrem com a anovulação podem não ter o folículo ovariano. Fazendo o tratamento adequado, o quadro pode ser normalizado.

Foto: Ed Uthman, Hey Paul StudiosVeja também: Qual Melhor dia Para Engravidar? Compreenda Seu Período Fértil