A gastrite é o termo médico usado quando há inflamação no revestimento da parede do estômago e isso pode levar a muitos problemas digestivos. A gastrite na gravidez é bastante comum, muitas vezes, uma mulher grávida experimenta sintomas de gastrite como resultado de várias causas. Uma delas é o estresse que a gestante pode sofrer durante o período de gravidez.

Causas da Gastrite na Gravidez

Algumas das causas do desenvolvimento da gastrite na gravidez são:

  • A ingestão baixa de alimentos com valores nutricionais fracos, dieta desequilibrada;
  • Tabagismo;
  • Álcool;
  • Consumo de especiarias;
  • Bebidas excessivas contribuem para a gastrite na gravidez;
  • O alto consumo de pratos com conservantes também pode prejudicar o revestimento do estômago levando a gastrite na gravidez;
  • A contaminação do estômago com a bactéria helicobacter pylori também foi relatada como uma das causas;
  • Certos medicamentos, especialmente anti-inflamatórios, também são fatores de risco de gastrite na gravidez.

Na gastrite, o revestimento mucoso do estômago é desgastado pelo excesso de produção de ácido, quando a condição não é tratada pode levar a úlcera estomacal.

Sintomas da Gastrite na Gravidez

A gastrite na gravidez não é um problema permanente, a não ser que ela seja uma condição pré-existente na mulher antes de engravidar. Mas, pode ser revertida com o tratamento certo.

Aqui estão alguns sintomas notáveis de gastrite que uma mulher experimenta durante a gravidez:

Outros sintomas que podem acontecer é a salivação excessiva, gosto amargo na boca, mau hálito, fraqueza generalizada e letargia. A maioria das pessoas passam por situações onde eliminam gases entre 10 a 20 vezes ao dia em média. No entanto, durante a gravidez, esse número parece aumentar muito.

Isto é, devido ao alto nível de progesterona produzido na gravidez. A progesterona relaxa os músculos do corpo, inclusive do trato digestivo, o que faz com que a digestão diminua levando ao acumulo de gases e consequentemente à arrotos, inchaço e flatulência.

O útero em crescimento coloca mais pressão nos órgãos da cavidade abdominal e empurra o estômago, levando a uma maior desaceleração da digestão.

Como Aliviar os Gases Durante a Gravidez

  • A constipação é a causa mais comum de gases e inchaço. Comer uma dieta de fibra suficiente para que os movimentos intestinais sejam regulares é a recomendação ideal. No entanto, mantenha um limite para a fibra, pois mais fibras também podem aumentar a fabricação de gases.
  • Não sobrecarregue o sistema digestivo com grandes refeições. Durante a gravidez, os músculos do estômago estão relaxados e a digestão é lenta. Portanto, comer refeições menores com frequência maior é o recomendado.
  • Coma devagar. Não se apresse com a comida, quando você come muito rápido engole mais ar junto com o alimento. Isso fará com que mais gases vá para o estômago.
  • Evite ou coma menos alimentos que produzem gases, como repolho, frituras, bebidas gasosas, feijão, etc.

Como é Feito o Diagnóstico da Gastrite na Gravidez?

No agravamento da gastrite, o diagnóstico é feito com base em exames. Para a visualização da mucosa, especificando o tipo de acidez e a detecção de H. pylori é realizada a endoscopia com escopo de pH e impressões de esfregaços.

Não é perigoso, mas requer a permissão do médico obstetra. Também pode ser solicitado uma ultrassonografia para verificar a estrutura do estômago. Geralmente, é melhor diagnosticar e tratar a gastrite antes da gravidez, mas, se a doença aparecer durante a gestação, ela precisa ser mantida sob controle.

Como Tratar a Gastrite na Gravidez

O tratamento para pacientes não grávidas consiste na eliminação (erradicação) da bactéria H. pylori e na redução da acidez com medicamentos anti secretores. No entanto, durante a gravidez, ambos os grupos estão contraindicados, e, portanto, permanecem somente:

Antiácidos

Ferramentas que operam apenas no estômago, sem absorção sistêmica. Os antiácidos se ligam e neutralizam o ácido clorídrico no estômago. Há suspensão à base de magnésio e alumínio que não podem ser usadas por mais de 3 dias pois a ingestão de alumínio pode causar constipação.

Existem outros medicamentos mais seguros e não absorvíveis com base em alumínio e magnésio em moléculas maiores ou com base em cálcio e magnésio.

O sal do ácido algínico também reduz a acidez, não absorve e protege a mucosa gástrica, o que é especialmente importante durante a gravidez. O mesmo efeito tem leite e produtos lácteos, e eles, juntamente com o mel, podem tratar a gastrite e são completamente seguros.

Antiespasmódicos

Comprimidos de papaverina são seguros e aliviam espasmos de gastrite na gravidez e também outros problemas.

Antiemético

São recomendados por um curto período de tempo no 1º trimestre e no 3º quando vômito é incontrolável de acordo com o médico.

Fitoterapia

Existe uma série de plantas, sementes e grãos que possuem um pH mais elevado e que ajudam a melhorar a gastrite na gravidez. São eles: erva de São João, hortelã, camomila, sementes de aveia e linho, raízes de cálamo e valeriana, milho e etc.

Fazer um chá com 2-3 colheres de sopa de determinada erva em meio litro de água fervente (30 minutos de descanso), coar e beber meio copo após as refeições aliviam a dor, acalmam e protegem o estômago.

Outras plantas como folhas de banana, especiarias (tomilho, menta, cominho, orégano, erva-doce), salsa, que possuem acidez reduzida, estimulam a secreção e a digestão.

Outras medidas que podem aliviar o desconforto da gastrite na gravidez:

  • Mastigue os cravinhos após o almoço e o jantar. É um excelente remédio para a gastrite causada na gravidez
  • Um chá de ervas preparado a partir de gengibre e alcaçuz é útil no tratamento de problemas de gastrite na gravidez.
  • O suco de cenoura misturado com suco de espinafre é eficaz no tratamento da irritação gástrica. A cenoura também é benéfica para a mulher grávida devido ao seu alto teor de vitaminas A, C, B2 e B3, além de fósforo, potássio, cálcio e sódio, que são os sais minerais presentes na cenoura.
  • Mastigar sementes de erva-doce após cada refeição é benéfica para aliviar a gastrite na gravidez.
  • Coma mais vegetais, grãos e frutas.
  • Prepare uma mistura de anis triturado e água fervente. Deixe o líquido esfriar, coe e beba 2 colheres de sopa. Isso ajuda a amenizar os sintomas da gastrite na gravidez.

Dieta

É muito importante que, durante a gravidez a mulher tenha uma dieta equilibrada. Se alimentar em pouca quantidade e com maior frequência é essencial. O lema é: ” Você não pode passar fome e nem comer demais.”

Evitar bebidas gasosas, cafeína, especiarias, alimentos gordurosos e fritos, pois podem prejudicar ainda mais a mucosa estomacal. Produtos lácteos com baixo teor de gordura, sopas, caldos e mingau, carnes brancas cozidas a vapor, peixe, cereais, pão integral e frutas, são partes de uma dieta ideal para a mulher que sofre de gastrite na gravidez.

Também é bom saber que a água mineral é excelente para a gastrite. A alta acidez do estômago é neutralizada com água mineral. Tomar um copo uma ou duas horas após qualquer refeição dá uma sensação de refrescância e alivia a dor.

É importante lembrar que o tratamento adequado da gastrite na gravidez deve ser conduzindo por um gastroenterologista em conjunto com o médico obstetra, para que não prejudique nem a mãe e nem o bebê.

Veja Também: Medicamentos na Gravidez – Usar com Segurança!
Fotos: Teza Harinaivo Ramiandri