Um dos grandes cuidados dos obstetras durante o pré-natal é o controle dos níveis da glicemia na gravidez. Antigamente os médicos não solicitavam e nem tinha tanta preocupação com esse assunto, que quase sempre trazia problemas sérios e a causa só era descoberta quando ocorria um problema quase sempre irreversível com a mamãe e o bebê.

Hoje em dia é solicitado um exame de extrema importância em todos os pré-natais que consegue verificar a quantidade de glicose no sangue da futura mamãe. Esse exame chamado teste de curva glicêmica deve ser realizado em jejum de 12 horas, e é solicitada a ingestão de um líquido extremamente doce e após ser coletado o sangue irá para a devida análise. Se caso diagnosticado um alto índice de glicemia no sangue, a mamãe devera tomar sérios cuidados com sua saúde para a regularização desses níveis, pois está sofrendo de díabetes gestacional.

o controle da glicemia pode ser feito através do aparelho que verifica o nível de glicose no sangue

A diabetes gestacional atinge cerca de 7% das mulheres na gravidez, e ocorre quando o pâncreas não consegue produzir o suficiente de insulina para transformar a glicose do corpo em energia corporal. Essa glicose se acumulando na corrente sanguínea pode trazer sérios danos tanto para a mamãe como para o bebê. A glicemia na gravidez, principalmente no terceiro trimestre deve estar ainda mais controlada do que nas outras fases da gestação, pois no período final o pâncreas da mulher trabalha dobrado para produzir a insulina para o corpo como para alimentar o feto e caso esse funcionamento não esteja normalizado, os sintomas pela falta de insulina se iniciarão.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

A futura mamãe que desenvolve a díabetes gestacional corre risco de permanecer diabética após a gestação, fora a pressão arterial que poderá começar a ficar elevada constantemente necessitando de controle e medicação também. Devido ao alto nível de glicemia na gravidez, o bebê também será prejudicado, podendo apresentar icterícia e ocorrendo um ganho de peso em excesso tornando-se  um bebê muito grande, o que poderá dificultar ate mesmo na hora do parto, esse problema é conhecido pela medicina como macrossomia. Devido a essa super carga de glicose, o bebê poderá sofrer de obesidade na infância ate atingir a fase adulta e sofrer pelos desiquilíbrios da glicose desde o nascimento. Muitos casos os bebês acabam sofrendo de hipoglicemia devido à queda brusca do nível de glicose logo após o parto.

Quais são os Cuidados para Quem está com a Glicemia Alta na Gravidez?

Após o resultado do exame de glicemia, seu obstetra irá orientar sobre quais cuidados deverá tomar. Será passada uma dieta, que deverá ser seguida rigorosamente principalmente reduzindo o consumo de alimentos doces e bebidas que contenham cafeína. Os alimentos ricos em carboidratos deverão ser cortados ou reduzidos drasticamente no cardápio, como o arroz, a batata e os pães, optando e trocando por alimentos integrais. Isso fará que a taxa de glicemia na gravidez seja controlada.

É também aconselhada a prática de exercícios físicos que comprovadamente auxiliam na redução das taxas de glicemia na gravidez, como natação, caminhadas leves, hidroginástica, yoga e pilates. Obviamente deverá ser recomendado e liberado a prática desses exercícios por seu obstetra.

Quando todos esses cuidados não forem suficientes para o controle da glicemia na gravidez, o seu obstetra poderá recomendar a utilização da insulina, que deverá ser aplicada sem preocupações de afetar ao bebê. Pois ao contrário da glicose que ultrapassa a placenta e afeta o bebê, a insulina injetável só servirá para repor o hormônio faltante da mamãe. Lembrando que glicemia alta ou diabetes gestacional na gravidez nem sempre é indicação para cesárea. Tendo um acompanhamento correto e rigoroso durante o pré-natal, seguindo todas as recomendações seu bebê poderá nascer sim de forma natural.

Veja também: Anemia na Gravidez – Coisas Que Toda Gestante Deve Saber

Foto: Alisha Vargas, Elizabeth