Muito se fala sobre os cuidados da gravidez e os cuidados e em meio a tantas informações, muitas mulheres acabam evitando fazer diversas coisas por medo principalmente referente a parte estética. Independente de qual seja o motivo, é importante saber que nem todos os tratamentos estéticos são recomendados para grávidas e por isso hoje vamos esclarecer se grávida pode fazer clareamento dental.

A preocupação estética está presente na gravidez de muitas mulheres e isso já ficou claro para muitos especialistas. Ainda assim, há muitas dúvidas sobre o que realmente faz ou não faz mal para uma mulher nesse período.

É de conhecimento geral que devemos ir ao dentista pelo menos uma vez a cada semestre para consultas de rotina e com mulheres grávidas isso não deve ser diferente. Mas nem todos os tipos de tratamentos são recomendados para essas mulheres, ainda que hajam controvérsias. O clareamento dental é um deles, mas para entendermos porque essa controvérsia é gerada, precisamos falar sobre os tipos de clareamento dental existentes.

Tipos de Clareamento Dental

Existem basicamente dois tipos de clareamento dental que podem ser feitos: O feito em casa, com o acompanhamento de um profissional e o feito no consultório do dentista. Ambos os tipos de clareamento apresentam resultados muito parecidos, mas os dois possuem algumas diferenças entre si que vamos comentar para que haja melhor compreensão.

Feito em Casa

O clareamento dental feito em casa é feito através de uma moldeira que o seu dentista faz. A partir daí, um gel precisa ser aplicado diariamente e a moldeira usada para que esse gel faça efeito. Os resultados desse tipo de clareamento dental são mais lentos do que os feitos no consultório, mas aparecem da mesma forma.

Feito no Consultório

O clareamento dental feito no consultório é feito à laser e com um gel mais concentrado, o que faz com que os resultados apareçam muito mais rápido do que com o clareamento dental feito em casa. A sessão geralmente é única e dura cerca de uma hora, embora em alguns casos seja necessário mais de uma sessão para que o tratamento seja completo.

Existem Riscos se Uma Grávida Fazer Clareamento Dental?

Uma vez que entendemos como são feitos os dois tipos de clareamento dental, podemos explicar se uma grávida pode fazer clareamento dental ou não, se há riscos e quais são eles. A verdade é que não há estudos suficientes para comprovar que fazer esse tipo de clareamento realmente afeta algum aspecto da gravidez da mulher, mas a recomendação geral é que a mulher que estiver grávida não faça nenhum dos dois tipos existentes.

Isso porque a gravidez em si já provoca diversas mudanças hormonais na mulher, o que acaba deixando seus dentes mais sensíveis. O processo de oxidação, que faz com que os dentes fiquem mais brancos, o processo também tem chances de se mostrar prejudicial para a formação de células e tecidos do bebê e, por essa razão, quando questionado ao obstetra e dentista se grávida pode fazer clareamento dental, a resposta é objetiva: NÃO

E Depois do Parto?

Pelos mesmos motivos, também recomenda-se que uma mulher evite fazer qualquer processo de clareamento dental logo após ter o seu bebê. Primeiramente e o mais importante é porque os produtos químicos podem afetar a amamentação e, apesar de não existirem estudos que comprovem algum malefício, também não existe nenhum que diz que isso não faz mal.

Por esse motivo, os dentistas e médicos recomendam que uma mulher só faça um tratamento de clareamento dental após o bebê desmamar. Por se tratar de um processo puramente estético e que não possui caráter de urgência, é a melhor forma de se proteger e assim você não correrá nenhum tipo de risco, muito menos o bebê.
Apesar de as preocupações estéticas serem muitas para muitas mulheres grávidas, é importante saber o que é ou não recomendado para que não haja consequências nem para a mulher e nem para o bebê.

Por isso, quando dúvidas como se uma grávida pode fazer clareamento dental surgem, é importante pesquisar e ler muito sobre o assunto antes de tomar qualquer atitude. Saber
disso é importante tanto para conhecer as recomendações de especialistas e os riscos que você pode correr ao fazer um tratamento do tipo.
Também não descarte a possibilidade de uma visita ao seu médico, que com certeza saberá indicar corretamente todos os tipos de tratamentos que são ou não recomendados para você.

Veja Também: Dor de Dente na Gravidez, o Que Fazer? Como Aliviar?
Foto: Kjerstin_Michaela