Para quem está tentando engravidar há algum tempo e começa a sentir algumas coisas diferentes, é natural fazer um teste. Muitas mulheres compram o teste de farmácia e daí aparece um resultado positivo bem clarinho. Fazem o beta HCG e, também, tem uma quantidade baixa de hormônio, indicando um positivo. Repetem o beta depois de um tempo e percebe que o hormônio HCG baixou. Então, era ou não gravidez? O que pode ter acontecido, então? A resposta é: uma gravidez química!

Então, o Que é Gravidez Química?

Gravidez química nada mais é do que um zigoto mal implantado ou que não evoluiu. Para lembrar, um zigoto é um óvulo fecundado pelo espermatozoide que se implanta, processo o qual chamamos de nidação. No caso da gravidez química, o óvulo fecunda, cai no útero e não implanta completamente.

O hormônio HCG já começa a ser produzido com o menor sinal de implantação, pois ele é responsável pela manutenção da gravidez em conjunto com a progesterona. O zigoto que não se fixa completamente é eliminado dias depois com a descamação do endométrio, que é a menstruação. Pois bem, por que algumas mulheres podem detectar esse hormônio mesmo antes do atraso ou muito precocemente?

Como algumas mulheres são muito reguladas ou mesmo ansiosas para saberem se o tratamento para engravidar ou tentativas deram certo, fazem o teste muito precocemente e conseguem detectar uma quantidade mínima de HCG no sangue que, às vezes, pode dar um resultado indeterminado ou negativo em alguns laboratórios, mas com um resultado positivo no teste de farmácia. Confuso? Um pouco!

Os fatores que determinam uma gravidez química são simples e muito corriqueiros:

  • Falta de menstruação (atraso por um curto período de tempo)
  • Pouco hormônio HCG no sangue
  • Teste de gravidez positivo e beta negativo
  • Menstruação logo em seguida

A gravidez química acontece muito! Muitas vezes, a mulher tem a menstruação atrasada e espera alguns dias sem o teste. Aí, fica menstruada e nem se dá conta do que houve. A menstruação, mesmo com o atraso, vem estranha, mais vermelha e em mais quantidade que o normal, cheia de coágulos e mais intensa. Pode ter havido ou não a fecundação, mas a mulher não vai se dar conta.

Dia desses eu vi uma pesquisa a qual dizia que, em 1 ano, a mulher poderia engravidar de 2 a 3 vezes e não ter o zigoto implantado. O motivo dessas “gravidezes” acontecerem não tem explicação. Pode ser uma seleção natural ou alguma deficiência hormonal da mulher. Por isso, é importante ter os exames hormonais sempre em dia. Se você está tentando engravidar, faça os exames hormonais a cada 3, 4 meses para ter certeza de que estão nos níveis normais!

Alguns médicos chamam a gravidez química de micro abortos ou micro aborto de repetição. Caso o médico constate, ele vai pedir exames para saber a causa. Não existe um termo correto já que não é preciso fazer curetagem e, muitas vezes, a mulher nem chega a se dar conta do acontecido.

Por isso, recomendo que o teste só deva ser feito após o atraso menstrual e com testes de marcas confiáveis, como o teste de gravidez Famivita. Ele possui alta sensibilidade de 10 mUi e consegue detectar os níveis de HCG até 2 dias antes do atraso menstrual. Você pode adquiri-lo aqui na nossa loja virtual.

A frustração de saber da gravidez que não evoluiu é muito grande e pode atrapalhar. Mas fique tranquila, pois a gravidez química não atrapalha as possíveis seguintes gravidezes. Basta esperar e, se não for dessa vez, dê uma mãozinha extra pra fertilidade com vitaminas que potencializam a fertilidade feminina, como a FamiFerti. A FamiFerti foi desenvolvida pela empresa Famivita e, além de prevenir possíveis problemas na formação do feto, é composta de outras vitaminas e minerais que contribuem para o equilíbrio metabólico necessário para a concepção e a manutenção da gravidez. Adquira sua vitamina aqui na nossa loja virtual.

Veja também: Gravidez Psicológica – Como Reconhecer os Sinais?

Foto: Selbe B