Ter um bebê também significa que você precisa estar o tempo todo em estado de alerta para tudo o que pode acontecer. Trata-se de uma vida frágil, ainda no início, que precisa de atenção o tempo todo. Mas mesmo com toda essa atenção, é inevitável que, assim como tudo na vida, alguns problemas acabem ocorrendo, como é o caso da hipotermia em bebê.

A hipotermia pode causar verdadeiro desespero para os pais desinformados, mas a notícia boa é que esse tipo de problema pode ser evitado e resolvido se os devidos cuidados forem tomados. Mas para você entender melhor como ela afeta os bebês e por que, primeiramente é necessário entender o que é a hipotermia e quais são os seus tipos.

O Que é Hipotermia?

Hipotermia nada mais é do que o termo utilizado quando a temperatura corporal de uma pessoa está abaixo de 35°C. Isso normalmente ocorre quando o corpo perde mais calor do que produz internamente, fazendo com que possam existir graves sequelas dependendo do nível de hipotermia e de quanto tempo uma pessoa fica com essa temperatura no corpo.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Grávida após 4 anos! Faça como Alyne
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Clique no play e conheça meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Conhecer FamiGel!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!

A hipotermia pode ser dividida em três etapas: A primeira quando um corpo humano está entre 1 e 2 graus Celsius abaixo de 35, a segunda entre 2 e 4 e a terceira abaixo dos 4°C. Cada uma dessas fases carrega consigo sintomas diferentes, sendo a terceira a mais prejudicial, podendo fazer com que ocorra até mesmo a morte.

Quando falamos em hipotermia em bebê, também precisamos falar sobre os tipos de hipotermia existentes e sobre como eles podem agir no corpo de alguém, dessa forma, fica mais fácil entender a ação desse problema especificamente nos bebês.

Tipos de Hipotermia

Podemos classificar a hipotermia em três tipos para definirmos bem a gravidade e o estágio em que o problema se apresenta. São esses três tipos:

  • Hipotermia Aguda
  • Hipotermia Subaguda
  • Hipotermia Crônica

Falaremos um pouco mais profundamente sobre cada um desses tipos para entendermos melhor como uma hipotermia em bebê pode acontecer e quais os perigos que ela traz.

Hipotermia Aguda

Acontece quando o corpo perde muito mais calor do que é capaz de gerar. Acontece geralmente por conta de um longo período de exposição do corpo ao frio, como uma exposição a uma tempestade ou à neve, por exemplo.

Hipotermia Subaguda

A principal característica desse tipo de hipotermia é que a queda de temperatura do corpo não se dá bruscamente, como acontece com a hipotermia aguda, mas gradualmente. Acontece em um período mais longo, normalmente quando uma pessoa passa dias sem se aquecer, fazendo com que a temperatura vá caindo até chegar em um nível crítico.

Hipotermia Crônica

Quando falamos em hipotermia crônica, falamos de um tipo de hipotermia que é causado por outros problemas, como uma doença, por exemplo, fazendo com que a temperatura do corpo baixe naturalmente como um tipo de sintoma.

Causas da Hipotermia em Bebê

Uma vez que entendemos que o corpo dos bebês é muito mais sensível do que o nosso, também compreendemos que seus corpos possuem muito mais dificuldades em manter a temperatura estabilizada quando há algum tipo de exposição ao frio ou até mesmo uma doença que deixa o corpo mais frio.

Por conta disso, a hipotermia em bebê é algo muito mais comum do que em adultos, o que também ocorre com idosos, justamente por conta da fragilidade do corpo. Algumas das principais causas da hipotermia em bebês são:

  • Banhos muito longos;
  • Demora na hora de trocar as roupas do bebê;
  • Exposição a ambientes frios sem a devida proteção;
  • Efeito colateral de algum tipo de medicação.

Como Prevenir a Hipotermia em Bebê

Ao mesmo tempo em que sabemos que a hipotermia em um bebê pode ser um problema sério, também entendemos que é algo possível de ser evitado quando tomamos as devidas precauções.

A principal delas é tentar ao máximo evitar ambientes frios para os bebês, pois, como já citamos anteriormente, seus corpos possuem mais dificuldades em manter a temperatura.

Claro que muitas vezes é impossível evitar o frio, mas é importante saber como proteger o bebê, priorizando a cabeça do bebê, já que boa parte da temperatura corporal pode ser perdida por essa parte do corpo, assim como ocorre com os pés também. Além disso, também é importante estar atenta ao momento do banho do bebê, nunca deixando que a água fique fria demais ou que ele fique exposto demais sem estar seco e trocado.

Quando Procurar um Médico?

A discussão sobre qual é o momento em que devemos procurar um médico nesse tipo de caso depende de muitos fatores. O ideal é que se busque ajuda assim que alguma alteração for percebida, para que um tratamento seja feito o mais rápido possível.

Mas é importante não confundir um pequeno momento de frio com hipotermia e, principalmente, não se desesperar quando o bebê fica um pouco mais gelado. Muitas vezes a exposição ao frio acaba fazendo com que a pele do bebê fique mais gelada, mas isso não significa necessariamente que é um caso de hipotermia.

É importante também saber de antemão qual é a causa da hipotermia no bebê, se pode ser um efeito colateral de algum medicamento ou acontece apenas pela exposição do corpo do bebê a ambientes mais gelados, assim fica mais fácil de um médico resolver esse problema.

Problemas como a hipotermia em bebê podem acontecer com qualquer um, mas é necessário entender que há como evitar que ele se torne um grande problema e também há formas de trata-lo e fazer com que o seu bebê fique bem o mais rápido possível. Se um bebê tiver problemas como esse, não significa que os pais sejam desatentos ou desleixados, mas sim que ocorreu um problema e ele precisa ser resolvido.

Como dissemos no início do texto, são diversas as preocupações que mães e pais têm diariamente com seus bebês é quase inevitável que algum imprevisto aconteça. Isso faz parte da vida de todos nós, não só como experiência, mas também como aprendizado.

Veja Também: Desnutrição Infantil – Causas, Sintomas e Tratamento
Foto: moisemarian