Histerosalpingografia – Como Esta Seu Útero?

Histerosalpingografia 1

A primeira vez que ouvi o nome do exame “histerosalpingografia” eu enrolei a língua tentando falar, mas o exame é muito mais simples do que o nome! Rs. Bom, a histerosalpingografia, ou apenas hístero, é um exame de raio x que visa fazer um exame mais profundo do útero com método de contraste a base de iodo que é injetado pelo colo do útero. A histerosalpingografia visa verificar existência de barreiras nas trompas, ou algum outro problema que impeça a mulher de engravidar. Má formação do útero, aderências nas paredes do útero ou trompas e alguns outros problemas. Não se trata de um exame invasivo como uma cirurgia, mas a histerosalpigografia pode ser incômoda pela aplicação do contraste e pelas dores que ele pode causar.

O contraste é aplicado na paciente em posição de exame ginecológico por uma cânula bem fina que entra no útero e despeja o líquido. Esse líquido faz um caminho dentro do útero mostrando nitidamente na imagem se há ou não qualquer obstrução em qualquer parte do útero. Após inserir o contraste, é feita uma série de radiografias que mostram diversos ângulos do útero proporcionando um bom diagnóstico médico. Com o exame de histerosalpingografia em mãos o médico pode avaliar a necessidade de uma intervenção para desobstruir as trompas, resolver aderências das paredes do útero. Esses problemas são a causa de muitos casos de “infertilidade” não aparente, então se você já tenta engravidar há um tempo e não consta nada em seus exames hormonais nem nos exames do seu parceiro, então é hora de pedir esse exame para o seu ginecologista.

As trompas aderidas não permitem que o espermatozoide passe até chegar ao óvulo e também pode impedir em alguns casos que o óvulo fecundado chegue ao útero de fato para implantar. Já ouvi pessoas dizendo que a histerosalpingografia ajuda a engravidar, mas não é bem por aí. Claro que se houver algum problema que esteja atrapalhando, o médico vai optar por fazer uma micro cirurgia e em alguns casos isso se dá na hora do exame, mas apenas o exame em si sem a resolução do problema, tem que haver o procedimento que será tomado pelo médico.

Onde Fazer a Histerosalpingografia

A Histerosalpingografia deve ser feita em laboratórios especializados e que haja preparação para tal. Não que seja um exame de muitas dificuldades, pois é de realização muito simples, porém o contraste pode causar algumas dores (cólicas) e as vezes é necessário um suporte maior caso a paciente tenha algum quadro alérgico ao contraste (muito raro acontecer). O exame de histerosalpingografia deve ser feito logo após a menstruação, já que é um exame que envolvem dois fatores que podem fazer mal a uma provável gestação, o contraste e o raio x. Já ouvi pessoas dizendo que a histerosalpingografia ajuda a engravidar, mas não é bem por ai. Claro que se houver algum problema que esteja atrapalhando, o médico vai optar por fazer uma micro cirurgia e em alguns casos isso se dá na hora do exame, mas apenas o exame em si sem a resolução do problema, tem que haver o procedimento que será tomado pelo médico.

O procedimento de desobstrução das trompas pode ser feito como cirurgia ambulatorial e em casos mais severos de enrijecimento das trompas ou acumulo de líquido causado por infecções, o uso de medicamentos adequados vão ser adotados pelo médico. Se o problema for apenas esse, a gravidez pode acontecer logo após o procedimento e por isso se tornou o exame milagroso da vez. É sempre bom ressaltar que a infertilidade deve ser investigada no casal, e não apenas na mulher, assim se ganha tempo em caso de ser preciso fazer algum procedimento cirúrgico ou tratamento com medicação. Santa histerosalpingografia!

Espero ter ajudado!

Veja também: Métodos para engravidar – Menorpur e ovidrel

Foto: Pockafwye