Não é incomum ouvir falar de diversas doenças de pele durante a vida. Elas podem ser consideradas um dos tipos de doenças que mais existem e que afetam todas as idades. Desde micoses e a catapora, por exemplo, que a maioria das pessoas acaba pegando durante a vida, até doenças mais graves como o câncer de pele. E uma das doenças que são comuns ainda no início da vida é o impetigo, que só no Brasil registra mais de dois milhões de casos por ano.

Apesar de ser uma doença comum em bebês e crianças, é necessário que alguns cuidados sejam tomados para que o impetigo não acabe gerando consequências mais graves. Mas para saber como se proteger e tratar, primeiro precisamos saber o que é o impetigo.

O Que é Impetigo?

O impetigo é uma infecção cutânea que pode ser causada por dois germes diferentes: o Staphylococcus aureus e o Streptococcus pyogenes ou, em alguns casos, por ambos os germes. Essas bactérias podem ficar encubadas no corpo de alguém por cerca de 4 dias e, mesmo sem apresentar nenhum sintoma da doença, uma pessoa com uma das bactérias incubada pode afetar outras.

Trata-se de uma doença altamente contagiosa e por isso as formas de infecção são passadas de pessoa para pessoa, seja por contato direto com as feridas ou até mesmo por compartilhar itens como lençóis, talheres, copos, entre outros.

Apesar de poder acontecer com qualquer um, é muito mais comum que o impetigo atinja crianças com menos de 10 anos, com o contato acontecendo principalmente em locais de grupos como na escola ou creche.

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!

Para falarmos sobre os sintomas da doença, primeiramente devemos explicar sobre os três tipos e como eles agem no nosso organismo. Os tipos de impetigo são:

  • Impetigo Comum
  • Impetigo Bolhoso
  • Ectima

Impetigo Comum

É o tipo mais comum de impetigo e afeta principalmente as crianças, deixando feridas em volta do nariz e da boca. Esse tipo de manifestação da doença não costuma deixar cicatrizes e seu tratamento pode durar apenas alguns dias.

Impetigo Bolhoso

Neste caso as feridas se apresentam como bolhas se espalham por outras partes do corpo, atingindo além do rosto, o peito, os braços, as nádegas e o abdômen da pessoa que a possui. As lesões causadas pelo impetigo bolhoso também não costumam deixar cicatrizes.

Ectima

É a manifestação mais forte desse tipo de doença, atingindo as camadas mais profundas da pele, com lesões com muito pus e que causam dor. Além disso, as feridas do ectima deixam cicatrizes nas pessoas.

Sintomas do Impetigo

Essa é uma doença com sintomas muito característicos e, por isso, é fácil perceber quando alguém está com impetigo. Podemos dizer que os principais sintomas da doença são:

Sintomas do Impetigo

Essa é uma doença com sintomas muito característicos e, por isso, é fácil perceber quando alguém está com impetigo. Podemos dizer que os principais sintomas da doença são:

  • Feridas com pus que coçam e estouram facilmente.
  • Pele avermelhada e irritada, principalmente nas crianças.
  • Lesões no rosto, pernas, nádegas e costas.
  • Erupções cutâneas que se espalham pela pele

Ao detectar esses sintomas, uma pessoa deve procurar um médico para realizar o tratamento.

Fatores de Risco

Apesar de a doença poder ser passada para qualquer pessoa, existem alguns grupos que correm mais risco tanto de adquirir quanto de ter problemas maiores com o impetigo. São elas:

  • Pessoas que vivem em locais muito úmidos e quentes, já que esse tipo de clima facilita a reprodução da bactéria.
  • Crianças, como já citamos anteriormente, principalmente antes dos 10 anos de idade.
  • Idosos, por conta da fraqueza no sistema imunológico.
  • Pessoas com diabetes, também por conta de fragilidades no sistema imunológico.

Complicações da Doença

Quando o impetigo recebe o tratamento adequado, dificilmente apresenta algum tipo de complicação, podendo ser curado de maneira simples e rápida. Porém, sempre existem os casos onde a doença pode gerar certos tipos de complicação, principalmente por conta de fragilidades no sistema imunológico combinado com um tratamento não adequado ou até mesmo a falta dele. Essas complicações são:

  • Celulite infecciosa, que afeta os tecidos da pele e pode até mesmo levar à morte.
  • Glomerulonefrite pós-estreptocócica, doença renal causada pela evolução das bactérias do impetigo.
  • Manchas escuras na pele, causas por lesões não tratadas, principalmente.

Apesar de parecer assustador, é muito raro que essas complicações aconteçam e, se tomarmos os devidos cuidados, as chances de elas ocorrem conosco ou com nossos filhos são quase nulas.

Tratamento do Impetigo

O tratamento da doença é feito basicamente com antibióticos tanto via oral quanto por pomadas. Um médico especialista irá receitar qual é a melhor forma de combater a doença. Apesar de o tratamento ser simples e durar de alguns dias até cerca de duas semanas, ele precisa ser feito de forma correta até o final para que não haja nenhuma resistência das bactérias em seu organismo.

Como Prevenir o Impetigo?

Por ser uma doença altamente contagiosa, a melhor forma de prevenir o impetigo é evitar o contato com pessoas que possuem o vírus ou lugares em que ele está se proliferando. Evitar dividir objetos como roupas de banho, talheres e lençóis também é uma forma de evitar com que a doença chegue até você.

Tanto nos adultos quanto nas crianças é muito normal que algumas doenças se espalhem e causem algum tipo de transtorno. Mas apesar de ser verdade que é impossível nunca ficar doente, é também verdade que, tomando os devidos cuidados, muitas delas podem ser evitadas ou pelo menos não serem um grande transtorno em sua vida.

É o caso do impetigo que, mesmo que não seja uma doença muito grave, pode ser evitado. Por isso é tão importante saber o que é a doença, como ela afeta nossos corpos e o que fazer para se prevenir.

Veja Também: Escarlatina: Principais Causas, Sintomas e Tratamentos
Foto: CNX OpenStax