O corpo feminino é uma verdadeira joia preciosa e delicada, e para que tudo funcione de forma harmoniosa é necessário cuidar com cautela de cada detalhe. Assim é com os cuidados com a vagina e para que ela esteja sempre saudável, é muito importante cuidar do ph vaginal. A palavra ph certamente não é desconhecida e com toda certeza já ouviu falar por aí, mesmo que estampada em algumas embalagens de produtos, principalmente de higiene. Mas o que ela tem a ver com a saúde vaginal e qual a importância do ph vaginal na vida da mulher?

O que é PH?

A sigla PH vem do termo Potencial Hidrogeniônico dividido em teores: ácido, alcalino e neutro, que atua com diversas funções no corpo de formas distintas, inclusive na área da vagina. O ph é o método que avalia e mede o grau de acidez do local ou de uma determinada solução. Seus níveis podem variar de acordo com a mudança de temperatura e concentração de substâncias, ácidos ou sal.

Na escala de avaliação do pH é considerado valores de 0 a 14, onde o pH 7 é considerado neutro, e o 0 indica acidez máxima e o 14 alcalinidade máxima. O pH é considerado o termômetro da saúde da vagina e para se levar em consideração os valores, observa-se assim:

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
  • 0 a 7 – Ácida
  • 7 a 14 – Alcalina

Cuidados com a Vagina

O aparelho genital feminino é formado por órgãos genitais externos e internos, e que são considerados extremamente sensíveis e que merecem cuidados e atenção redobrada para mantê-lo sempre saudáveis. Na área externa da vagina possui uma camada protetora produzida naturalmente ácida que tem a função de prevenir a multiplicação de bactérias e microrganismos invasivos. Essa acidez do pH é um sistema natural de defesa do corpo, que previne infecções, controla odores e irritações, por isso é tão importante manter o pH vaginal sempre equilibrado.

A melhor maneira de manter o pH vaginal equilibrado é através dos cuidados com a área vaginal e sua higienização adequada. Segundo a Federação Brasileira da Associação de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) o ideal é que toda mulher utilize produtos apropriados para higienização da área, como sabonetes íntimos com pH ácido, que são formulados e produzidos visando não agredir a mucosa e a pele tão sensível da área vaginal. Mas está aí a principal dúvida das mulheres, se a própria vagina produz essa mucosa protetora para controlar o pH, porque utilizar produtos para essa finalidade?

Apesar da vagina ter essa produção natural de autoproteção, alguns fatores externos estão ligados a alterações no pH vaginal e de descontroles na região, ocasionado alteração do pH vaginal o deixando mais ácido que o normal, sendo prejudicial para a saúde feminina, como o próprio suor, uso de roupas muito justas, falta de ventilação, uso de roupas intimas de tecidos sintéticos e até mesmo uma higiene da área inadequada.

Temos que alertar, que quando falamos sobre higienização inadequada da área vaginal, não estamos nos referindo a não tomar banho por exemplo, mas também no excesso da higienização que pode ser prejudicial. Como também o uso de produtos incorretos que alteram o pH vaginal, como os sabonetes comercializados no mercado altamente alcalinos, ou bactericidas ou neutros, que podem alterar a função protetora natural da vagina.

Quando ocorre esse descontrole da flora vaginal alterando o pH, a vagina está desprotegida de invasões de bactérias e fungos que resultam em doenças na área, como alguns corrimentos, a candidíase ou a vaginose, que são doenças muito comuns nesses casos.

Importância do pH Vaginal Para Engravidar

Para as mulheres que estão tentando engravidar, é necessário saber da importância do pH vaginal para a fertilidade e para dar uma forcinha extra para que a concepção aconteça com maior facilidade. A vagina normalmente produz secreções naturais do sistema reprodutor feminino, mas quando se apresenta de forma alterada, com coloração diferenciada e odores, pode ser indicativo de alguma intercorrência na região, entre elas alteração no pH vaginal que tenha resultado no combate de alguma bactéria.

Uma dessas bactérias totalmente prejudiciais que podem invadir a área vaginal é a que resulta na candidíase, e que altera drasticamente o pH vaginal deixando o ambiente totalmente hostil para a sobrevivência dos espermatozoides e com isso, dificultando a concepção já que os espermatozoides morrem antes mesmo de tentar chegar aos óvulos. Neste caso, é simples solucionar o caso, fazendo o tratamento indicado pelo ginecologista e combatendo essas bactérias é possível reverter o muco hostil. Após o tratamento, naturalmente o pH vaginal voltará ao normal, proporcionando um ambiente mais agradável aos espermatozoides.

Uma dica preciosa para os casais tentantes, é utilizar gels lubrificantes amigos da fertilidade como o FamiGel. Além de melhorar o prazer durante o ato sexual, fazem o papel do muco fértil, ajudando a controlar o pH vaginal proporcionando um ambiente satisfatório para que a fecundação aconteça com maior facilidade, diferente dos demais lubrificantes que possuem espermicida. Você pode adquiri-lo aqui em nossa loja virtual.

PH da Vagina Determina Sexo do Bebê?

Sempre tivemos conhecimento que quem determina o sexo do bebê são os homens, através dos cromossomos vindos nos espermatozoides. Porém, através de diversas pesquisas obstétricas foi observado a probabilidade de que o pH vaginal pode influenciar na determinação do sexo do bebê, você sabia?

Segundo essa pesquisa, um pH vaginal mais ácido é mais propicio para um casal conseguir conceber um bebê do sexo feminino, enquanto o pH vaginal mais alcalino favorece a concepção de um bebê do sexo masculino. Mas essa ligação tem a ver com o ambiente ser favorável para a resistência dos espermatozoides que carregam o cromossomo que determinará o sexo do bebê.

Através dessas pesquisas, muitos casais têm optado por seguir orientações para deixar o pH vaginal mais propicio ao sexo do bebê que desejam ter. Considerando que o cromossomo X é o de meninas, e Y é de meninos, as pesquisas indicam que os espermatozoides que carregam o cromossomo Y são mais leves, menores e mais rápidos, porém menos resistentes, por isso tem maior probabilidade em se transportar com maior facilidade em uma área com pH alcalino. Conseguindo sobreviver dentro do sistema reprodutor feminino por um período de 24 horas.

Já os espermatozoides X, são considerados mais pesados, maiores, lentos, porém mais resistentes com maior probabilidade de se transportar em uma área com pH ácido, conseguindo sobreviver em média 48 a 72 horas dentro do sistema reprodutor feminino.

Então se você tem opção por determinado sexo de bebê, pode seguir algumas dicas de alimentação para deixar o pH vaginal mais ácido ou alcalino, dando uma forcinha para a realização do sonho do casal. Vale lembrar, que são possibilidades e não existe nenhuma garantia de 100% que o método funcione, mas toda dica é bem-vinda nesse momento não é mesmo?

Converse com seu obstetra, faça todos os exames necessários e indicados e siga todas as orientações medicas para conseguir ter uma gestação saudável. Realizar exames antes mesmo de engravidar é essencial para evitar algumas intercorrências na gestação e sustos na saúde da mulher.

Foto: Pexels