A preocupação de uma mãe ou de um pai que vê seu bebê doente muitas vezes é enorme. Principalmente quando é a primeira vez que presenciamos uma doença do nosso filho, chegamos a nos desesperar e ficar sem saber o que fazer.

Porém, algumas doenças são muito comuns e tem a ver com a imunidade em bebês, já que o sistema imunológico deles ainda não é dos mais fortes pelo fato de ainda estar em desenvolvimento.

Sabendo que isso é algo normal e que vai acabar acontecendo cedo ou tarde com todos os bebês, os pais acabam ficando mais calmos, mas ainda assim há muitas dúvidas em torno desse assunto.

Afinal, como funciona a imunidade em bebês? O que posso fazer para prevenir certas doenças? Qual é a melhor forma de tratar o meu bebê? Com tantos questionamentos em mente, é necessário que tudo seja respondido da maneira mais didática possível e é por isso que vamos falar mais profundamente sobre o assunto.

O Sistema Imunológico dos Bebês

Como já dissemos anteriormente, o sistema imunológico dos bebês é bastante frágil, pois ainda está em fase de formação. É interessante entender que os bebês nascem com alguns tipos de imunidades e outras vão sendo adquiridas ao longo da vida.

As vacinas, por exemplo, são uma forma de imunidade adquirida e são de grande ajuda para que o sistema imunológico do bebê amadureça. O fato de que a imunidade em bebês é frágil faz com que eles acabem ficando mais doentes e o processo de cura dessas doenças muitas vezes também faz com que o sistema imunológico amadureça aos poucos.

Isso não significa que o seu bebê deve ficar doente para que o sistema imunológico funcione, apenas que certas doenças fazem parte da vida de todos e acabem gerando esses resultados.

O sistema imunológico não é uma coisa só, muito menos uma coisa simples. Existem vários componentes da imunidade e muitas delas não nos acompanham com o nascimento, ou nos acompanham em uma fase pouco desenvolvida. Esses componentes vão amadurecendo com o tempo e também através dos processos que citamos aqui.

A partir de que Idade Isso melhora?

Boa parte da imunidade de um bebê se completa até um ano de idade. Mas isso é exatamente o que dissemos, apenas uma parte. Como a imunidade é algo complexo e cheio de camadas, existem diversas outras partes que só ficarão totalmente completas já perto da adolescência.

A cada fase da infância todos esses tipos de imunidade costumam mudar e se desenvolver. O estômago e suas bactérias são um grande exemplo disso, já que muitas vezes quando crianças não conseguimos comer determinados alimentos e quando adultos os ingerimos sem nenhum problema.

Doenças mais Comuns em Bebês

Já falamos aqui que as doenças fazem parte da vida de todos nós, principalmente dos bebês. Por isso separamos uma lista com as doenças que são mais comuns nos pequenos. É claro que existem muitas outras doenças que são comuns em bebês, mas decidimos separar as que aparecem exatamente por conta da fragilidade do sistema imunológico de da baixa imunidade em bebês. Elas são:

Falaremos sobre cada uma delas individualmente para que você tenha uma maior perspectiva de como elas agem e qual a melhor maneira de tratar o seu bebê.

Gripe

Talvez seja a doença mais comum não só para bebês, mas para todos. O vírus da gripe costuma sempre sofrer mutações e por isso consegue nos atacar diversas vezes ao longo da vida. A gripe é tratada com repouso, muito líquido e, dependendo do caso se houver febre, alguns remédios que podem aliviar os sintomas. A gripe é uma doença que pode se tornar perigosa se não for tratada corretamente.

Virose

A virose é um termo bastante abrangente. Pode significar um resfriado, uma diarreia no bebê, ou qualquer tipo de doença “mais leve” causada por um vírus. Coriza, febre, vômitos e tosse são alguns dos principais sintomas dessa doença.

O tratamento também exige repouso e ingestão de líquidos, além de também haver a possibilidade de medicações dependendo dos sintomas. As viroses normalmente não oferecem muitos perigos.

Otite

Com o bebê febril e facilmente irritável, muitas mães podem acabar confundindo a otite (infecção de ouvido) com alguma virose. Por provocar uma dor muito aguda, o bebê pode chorar muito mais do que o normal, o que causa preocupação nos pais. O tratamento da doença é feito à base de antibióticos e em poucas semanas o bebê já fica totalmente curado.

Como Aumentar a Imunidade do Bebê?

Agora que já falamos sobre como funciona a imunidade em bebês e nas doenças mais comuns causadas por essa fragilidade, podemos falar sobre como aumentar a imunidade do bebê para que essas doenças sejam evitadas.

Vale lembrar que isso não é garantia de se livrar das doenças, mas com certeza ajuda no desenvolvimento do sistema imunológico de um bebê. Algumas das coisas que ajudam a aumentar a imunidade no bebê são:

  • Alimentação
  • Atividades Físicas
  • Higiene
  • Vacina
  • Cuidados Gerais

Cada um desses pontos possui suas especificidades e por isso vamos falar sobre cada um deles individualmente.

Alimentação

Possuir todos os nutrientes necessários para uma dieta equilibrada é sem dúvidas a principal arma para que o sistema imunológico de um bebê se desenvolva com eficiência. Mas o que muitos não sabem é que a alimentação da mãe também afeta nesse aspecto, já que vários dos nutrientes que ela ingere são passados através do leite. Portanto a alimentação tanto da mãe quanto do bebê precisa ser o primeiro item dessa lista de como melhorar a imunidade em bebês.

Atividades Físicas

Fazer com que o bebê se movimente e conheça novos ambientes é importante. Apesar de necessitar de cautela, as atividades físicas ajudam o corpo do bebê a se desenvolver melhor e, consequentemente, a sua imunidade também.

Higiene

Uma boa higiene, tanto do bebê quando das pessoas que o cercam, evita que o bebê entre em contato com bactérias e vírus com mais facilidade. Isso garante que o seu sistema imunológico trabalhe para se desenvolver sem grandes problemas no caminho.

Vacinas

Como já dissemos anteriormente, as vacinas fazem parte e são de grande ajuda para o desenvolvimento do sistema imunológico de um bebê. Certifique-se de dar todas as vacinas em dia para que o efeito seja completo.

Cuidados Gerais

Existem muitos outros cuidados que podem e devem ser tomados para que os bebês tenham a imunidade aumentada. Um deles, por exemplo, é evitar o contato dos bebês com animais e, se acontecer, certificar-se de lavar as mãos do bebê para que não haja contato com bactérias.

O mesmo vale para ambientes que podem conter muitos vírus e bactérias, principalmente onde há multidões.

A preocupação dos pais com a imunidade dos bebês é uma coisa muito comum. Também é comum que os bebês fiquem constantemente doentes, faz parte da vida. O que não podemos esquecer é que não é só porque essas coisas fazem parte da vida de todos que não devemos combate-las nem ficar atentos aos males que elas podem trazer.

Muitas doenças vão aparecer e acabar fortalecendo o seu filho para as próximas que poderão vir, mas isso não significa que não vai ser um caminho duro e que vai exigir bastante de você nesse processo. Faz parte de ser uma mãe. Faz parte de ter um bebê.

Veja Também: Quais as Vacinas que Dão Reação?
Foto: Amber Faust