A infecção urinária em bebês é um problema muito recorrente e na grande maioria das vezes não é muito fácil de ser percebido, pelos sintomas “mascarados”. Mas qualquer sinal percebido deve ser procurado um pediatra imediatamente.

Principais Causas da Infecção Urinária em Bebês

A infecção urinária em bebês pode ser causada por diversos fatores, entre eles os principais são: incontinência urinária, dificuldade para urinar, fimose (no caso de meninos), após quadros de desidratação e até mesmo em casos de refluxo urinário.

A infecção urinária em bebês deve ser levada a sério e tratada imediatamente. A falta de tratamento adequado pode levar a sérios problemas de saúde, entre eles afetar a saúde dos rins.

Sintomas da Infecção Urinária em Bebês

Bebês ainda não falam e não conseguem expressar apontando o que estão sentindo, por isso é natural que os sintomas sejam evidenciados através de sinais ou forma que agem no decorrer do dia.

O primeiro sintoma muito comum da infecção urinária em bebês é a rejeição para se alimentar. A recusa alimentar normalmente ocorre devido a irritabilidade da dor ou dos incômodos causados pela infecção.

Outros sintomas que devem ser observados, são:

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!
  • Urina com cor mais escura que o normal;
  • Urina com cheiro forte;
  • Choro ou inquietação toda vez que faz xixi;
  • Falta de apetite;
  • Irritabilidade;
  • Febre alta.

Diagnóstico da Infecção Urinária em Bebês

O único meio de diagnóstico da infecção urinária em bebês é através da análise da urina. Como bebês utilizam fralda, pode parecer um pouco complicado a coleta, não é mesmo? Mas graças a evolução dos laboratórios, hoje é possível fazer a coleta de forma simplicada e só contar com a ajuda do bebê para ser feito bem rápido.

Os laboratórios com coleta infantil oferecem uma espécie de saquinho plástico de coleta que possui uma “cola” que deve ser aplicada na região da genital. Normalmente como o exame é solicitado para a primeira urina do dia, o saquinho deve ser colocado no bebê na última fralda da noite.

É na primeira urina que se encontra a maior concentração de microrganismos responsáveis pela infecção, que permitirão a analise medica e a indicação do tratamento adequado, que será fundamental para o tratamento ágil.

Como Evitar a Infecção Urinária em Bebês

A infecção urinária em bebês é muito comum, já que devido o “abafamento” da fralda muitos microrganismos podem se proliferar. Porém, alguns cuidados devem ser tomados evitando que ela ocorra.

Cuidados simples como não deixar o bebê por muitas horas com a mesma fralda, e sempre higienizar adequadamente a genitália a cada troca de fralda. O uso de lenços umedecidos ou algodão e agua morna é essencial a cada troca de fraldas, lembrando de limpar a cada dobrinha e em caso de meninas, abrir bem a vagina para fazer a higienização.

Evitar a troca de fraldas em ambientes com pouca higiene e até mesmo em trocadores públicos. Uma boa opção é utilizar um trocador dobrável de bolsa que pode ser colocado sempre que necessário aonde estiver e que deve ser higienizado com álcool sempre ao chegar em casa.

Outro fator importante para evitar a infecção urinária em bebês, é a higiene das banheiras. Mesmo a banheira sendo objeto de higiene diária, ela também ajunta germes e pode ocorrer proliferação de bactérias, que podem ser responsáveis por infecções urinárias em bebês.

O ideal é que a banheira seja higienizada diariamente ou pelo menos a cada 2 dias, sempre lavada e limpa com álcool para combater os germes.

Amamentação Ajuda a Prevenir Infecções

Pode parecer um pouco fora do contexto, mas sim, a amamentação é tão importante que vale ressaltar que ajuda também na prevenção da infecção urinária e de outras demais infecções. Estudos já comprovaram que o leite materno, se mantido até pelo menos os 7 meses de vida do bebê, protege contra infecções inclusive urinárias, e a proteção se prolonga ao decorrer da vida da criança.

Amamentação Ajuda a Prevenir Infecções

Pode parecer um pouco fora do contexto, mas sim, a amamentação é tão importante que vale ressaltar que ajuda também na prevenção da infecção urinária e de outras demais infecções. Estudos já comprovaram que o leite materno, se mantido até pelo menos os 7 meses de vida do bebê, protege contra infecções inclusive urinárias, e a proteção se prolonga ao decorrer da vida da criança.

Higiene da Genital em Meninas

Sempre escutamos que a higiene de meninas é mais intensa, e é uma grande verdade! A genitália feminina tem dobrinhas e várias áreas que devem ser abertas cuidadosamente para serem higienizadas.

Quando são bebezinhas, as fezes ainda líquidas ou pastosas podem vir a ter contato com a vagina e por isso deve ser higienizada minuciosamente a cada troca de fraldas, impedindo que resíduos de fezes fiquem escondidas em cada cantinho.

O ideal é que a higiene da vagina ocorra sempre da parte da frente para trás, evitando que o lenço seja contaminado pelo bumbum e passe pela vagina. Com esses cuidados estará reduzindo as chances de sua filha sofrer com infecções urinárias.

Caso esteja observando sinais descritos aqui em seu bebê, procure um pronto atendimento imediatamente. Quanto mais cedo tratar a infecção, menor será o sofrimento do bebê para urinar ou com os desconfortos causados pelo problema.

Tratamento Para Infecção Urinária em Bebês

Normalmente o tratamento para infecção urinária em bebês é feito de forma oral. Após realização do exame de urina e de sangue se o pediatra achar necessário, o antibiótico ideal será indicado. Beber bastante agua também ajuda no tratamento.

Ainda que o bebê pareça estar melhor já nos primeiros dias, o antibiótico não deve ser interrompido. O tratamento deve ser feito na quantidade de dias indicada pelo pediatra, sem interrupções.

Caso o tratamento seja interrompido antes do tempo, a infecção urinária pode retornar ainda com mais força e um novo tratamento será necessário ser iniciado, desde o começo. Em alguns casos que a infecção está muito alta, o pediatra pode indicar a internação do bebê para que o tratamento seja realizado através da veia e tenha uma eficácia mais rápida.

No caso de infecções urinária em bebês até 3 meses, a internação é uma praxe medica, visando um tratamento mais ágil, devido a baixa imunidade do bebê e a resposta rápida dos medicamentos intravenosos.

Durabilidade do Tratamento

O tratamento da infecção urinária em bebê é feito com antibióticos e pode ter durabilidade de 7, 10, 14 ou até 21 dias, dependendo do tipo de infecção detectada no exame. Durante a fase do tratamento, ofereça muita agua ao bebê e troque a fralda diversas vezes ao dia, evitando que o xixi fique acumulado por muito tempo.

O tratamento é simples e se feito corretamente resolverá em poucos dias. Não deixe de procurar um pediatra ou pronto atendimento ao observar qualquer um dos sintomas descritas acima.

Veja Também: Laringite – Causas, Diagnóstico e Tratamento
Foto: heymattallen