Infertilidade conjugal é o nome dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para a ausência de gestação entre um casal, parceiros fixos, após 12 meses de tentativas, sem utilizar nenhum método contraceptivo ou barreira. As causas da infertilidade são distribuídas de forma semelhante para o casal, sendo os homens responsáveis em torno de 30% dos casos, e as mulheres 30% dos casos, outros 30% sendo problemas nos dois e apenas 10% a infertilidade não tem uma causa aparente.

Como a definição da infertilidade do casal é clínica e é necessário aguardar um período de ao menos 12 meses de tentativas para acompanhamento, neste período podem ser solicitados alguns exames para avaliação e quem sabe um diagnóstico precoce. Em alguns casos, o problema já é detectado em uma simples analise de sêmen, no exame de espermograma, indicando a ausência de espermatozoides no sêmen. Algumas doenças pré-existentes e pacientes que passaram por alguns tipos de tratamentos e procedimentos médicos podem iniciar a análise da fertilidade antes do período de 12 meses, conforme avaliação do quadro e indicação do especialista.

Principais Causas da Infertilidade Masculina

  • Alterações na Produção de Espermatozoides;
  • Alterações Hormonais;
  • Varicocele;
  • Obstruções no sistema reprodutor masculino;
  • Alterações Genéticas.

Alterações na Produção de Espermatozoides

Através do exame de análise de sêmen, o espermograma, é possível verificar as condições e qualidade dos espermatozoides, assim como a indicação de algumas doenças. As principais alterações e indicações de infertilidade através da análise seminal são:

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
  • Azoospermia – ausência de espermatozoides
  • Oligozoospermia – baixa contagem ou número baixo de espermatozoides produzidos.
  • Astenozoospermia – pouca mobilidade dos espermatozoides.
  • Teratozoospermia – Formato dos espermatozoides produzidos inadequados, fora da normalidade.

Alterações Hormonais

O sistema reprodutor masculino e a produção seminal têm seu funcionamento completamente influenciados por descontroles hormonais. Quando os hormônios testosterona, prolactina, hormônio LH e hormônios FSH estão alterados, a produção e qualidade dos espermatozoides pode ser alterado e causar infertilidade momentânea.

Varicocele

A varicocele é a principal causa e a mais conhecida da infertilidade masculina. Caracterizada pelo aparecimento de varizes na região escrotal que começam a afetar a produção de espermatozoides e afetar inclusive o volume testicular, reduzindo seu tamanho. A varicocele tem efeito progressivo e quanto mais demorado o diagnóstico e tratamento, mais agravante o quadro. A correção do quadro é cirúrgica.

Obstruções no Sistema Reprodutor Masculino

A infertilidade masculina pode ser em decorrência de fatores como obstruções no sistema reprodutor masculino, como defeitos genéticos que provocam alterações anatômicas no pênis e em sua parte interna. Algumas infecções, inflamações ou alguns procedimentos cirúrgicos podem interromper ou bloquear parcialmente ou completamente a passagem seminal.

Alterações Genéticas

Através de analises seminais e espermograma, é possível detectar possíveis alterações genéticas, entre elas microdeleções de cromossomo Y, cariótipo alterado e até mesmo genes mutantes como da fibrose cística.

Além dos fatores descritos acima, que são apontados como as principais causas da infertilidade masculina, fatores como disfunções eréteis, traumatismos medulares ou homens que passaram por tratamentos de radioterapia, quimioterapia ou que possuem diabetes ou alguns tipos de neuropatias e criptorquidia (ausência de testículo dentro da bolsa testicular), podem ocasionar a infertilidade masculina.

Principais Causas da Infertilidade Feminina

Alterações no Útero

Alterações na anatomia do útero pode dificultar a entrada e transporte dos espermatozoides e o desenvolvimento embrionário, assim como a adaptação e suporte para adaptar-se para o desenvolvimento gestacional e toda transformação causada por ela.

Alterações Tubárias

Alterações tubárias podem provocar dificuldades no transporte dos espermatozoides, assim como do óvulo, dificultando a fecundação e também a locomoção do embrião até o útero, onde deve ser implantado para desenvolvimento. Pode afetar também as membranas que recobrem as tubas uterinas, promovendo uma aderência completamente prejudicial a captação do óvulo a ser fecundado, esse fator tem o nome de peritoneal.

Alterações Ovarianas

Alterações, disfunções ou até condições patológicas que possam vir afetar a produção de óvulos, assim como seu desenvolvimento e amadurecimento, além da expulsão ovariana, são causas bem comuns da infertilidade feminina, que pode ser causada por descontroles na produção hormonal. É importante lembrarmos que a reserva ovariana de todas as mulheres é produzida antes do nascimento, e que vão sendo liberados no decorrer da vida fértil, até a menopausa. Mas alguns fatores como problemas genéticos e maus hábitos de saúde como beber e fumar, podem vir a influenciar na perda dessa reserva ovariana, que já vai se reduzindo naturalmente entre 35 e 40 anos de idade.

Alterações Cervicais

Alterações cervicais estão ligadas a disfunção na produção do muco cervical, assim como alterações no próprio muco dificultando a locomoção dos espermatozoides e sobrevivência deles para que cheguem até o óvulo. É uma das principais causas de infertilidade feminina e que pode ser reversível através de tratamentos específicos.

Uma dica para quem sofre com o problema de alterações no muco cervical ou ausência dele, é utilizar gels lubrificantes amigo da fertilidade, como o FamiGel. Além de melhorar a lubrificação vaginal, aumenta o prazer e ainda faz o papel do muco cervical, facilitando a chegada dos espermatozoides até o óvulo, por ter consistência de clara de ovo e um pH agradável para sobrevivência deles. Você pode adquirir seu lubrificante aqui em nossa loja virtual.

Alterações Imunológicas

Uma causa ainda muito discutida e com constantes pesquisas em realização, as alterações imunológicas podem abranger diversos fatores para ocasionar a infertilidade feminina. Problemas relacionados a imunidade do organismo feminino como a trombofilia, endometrite e a tireoidite podem ser um problema. A alo imunidade também é um fator analisado, que é o de imunidade ao parceiro. Causa apontada como uma das principais responsáveis pelos abortos espontâneos, causando a rejeição do embrião pelo próprio corpo da mulher, que interpreta que o embrião é um invasor e como proteção, o expulsa. Nesse último caso, o tratamento pode ser realizo através de vacina de imunização produzida através dos linfócitos do sangue paterno, que estimularão a produção de anticorpos que aceitem as proteínas do pai e consiga manter a gestação de forma saudável, sem rejeição.

Endometriose

A endometriose é uma doença que além de afetar a fertilidade feminina, provoca sérios incômodos e sintomas. No quesito fertilidade, pode provocar alterações anatômicas no útero, assim alterar suas funções. Altera as condições e funcionalidade das tubas e ovários também, dificultando a fecundação e implantação de um embrião.

Infertilidade Sem Causa Aparente

Não é nada incomum, encontrarmos casais que relatam que após um ano de tentativas, iniciaram seus exames avaliatórios e mesmo após rigorosos exames investigativos, nenhuma causa de infertilidade foi encontrada, nem no homem e nem na mulher. Essa situação ocorre em cerca de 10% dos casos de infertilidade conjugal e quem em muitas vezes acabam desistindo do sonho da maternidade por não conseguir resolver ou simplesmente uma gravidez acontece inesperadamente após algum tempo de desistência do casal. Alguns casos, acabam encontrando problemas nos gametas, antes não analisados, quando optam por procedimentos alternativos, como a reprodução assistida.

Como Lidar com Infertilidade Conjugal

O diagnóstico da infertilidade conjugal, seja quem for o responsável, causa um grande impacto no relacionamento. Esse diagnóstico pode vir a implicar na interrupção de sonhos ou da realização de projetos de vida do casal, causando uma crise conjugal ou até mesmo desenvolvendo quadros depressivos e de culpa. É o momento que o casal mais precisa de união e amor, para que consigam suportar a mudança de planos juntos, e que tudo seja recalculado para a nova rota seja seguida. O diagnóstico de infertilidade não é o ponto final do sonho da maternidade, mas pode ser a porta de entrada de novas possibilidades e novas realizações, como da adoção.

É necessário tempo para digerir as novas informações e não se apresse em resolver tudo isso na sua cabeça. Todo mundo precisa de um tempo para que tudo entre no seu devido lugar! O apoio familiar, o amor da família e o apoio do cônjuge é fundamental para conseguir seguir em frente e que novos sonhos e possibilidades sejam vividos! Se permita!

Foto: rawpixel