Para quem não conhece minha história, vou dar uma resumida. Tenho 3 filhos e, quando a caçula nasceu, nós pagamos ao médico para que fizesse a laqueadura, já que tive muitos problemas na gestação. Problemas relacionados com a pressão e repouso pra evitar uma eclâmpsia. Enfim, foi sofrido, e como disse meu médico, tive sorte por chegar às 40 semanas com a pressão controlada.

Realização do Procedimento

No parto, ele fez a Salpingectomia, um baita palavrão! Isso quer dizer que ele removeu as trompas ao invés de amarrá-las. Amarrar as trompas era o procedimento usado anteriormente como método contraceptivo permanente. Assim, caso a mulher resolvesse se tornar fértil novamente, era apenas desamarrar a trompa para voltar ao normal.

Na sala de cirurgia, eu vi as trompas nas mãos dele e pedi para que ele me mostrasse. Mas qual o motivo desse texto? Sempre que eu falo que sou laqueada, as pessoas mandam tomar cuidado porque conhecem alguém que ficou grávida mesmo depois da cirurgia esterilizadora. Pesquisando, achei a resposta à perguntas que vieram à minha cabeça e confesso que o medo tomou conta de mim por alguns momentos.

Posso Engravidar Mesmo Laqueada?

TROMPA CORTADA

Pode! Não é 100% garantido que a cirurgia não vá desamarrar ou, no caso de cortar as trompas, elas podem regenerar. Caso você faça laqueadura muito nova, a cirurgia tem risco de dar errado. Não por erro médico, mas sim o seu corpo pode fazer com que as trompas se regenerem parcialmente fazendo, assim, com que o espermatozoide encontre o óvulo. Certamente isso não é muito comum de acontecer e também não é muito fácil, mas que há risco, há!

TROMPA AMARRADA

Quando eu optei por fazer a cirurgia, eu conversei muito com meu médico que garantiu que este era o método mais seguro no meu caso, mas que no primeiro ano era para tomar alguns cuidados, já que a cirurgia estava ainda muito recente. Passado esse tempo, é praticamente nula a chance, mas ela existe mesmo que remota.

E para quem está pensando que eu posso estar tocando terror na tranquilidade de mamães que já fizeram a cirurgia, aí vai um refresco: o índice de gravidez pós laqueadura se dá em 99% dos casos em procedimentos com a trompa amarrada, e não cortada. E se você faz parte do grupo de risco, é bom pensar em ir ao médico conversar a respeito do seu caso em específico.

Reversão de Laqueadura

Mas, se o seu caso é o oposto do meu e você se arrependeu de fazer a cirurgia, o mais importante é procurar saber qual tipo de cirurgia foi feita. No caso de corte, o procedimento mais correto é a fertilização in vitro, e no caso de amarradas, a reversão é totalmente possível e basta um procedimento chamado laparoscopia para se tornar fértil novamente. Para aumentar ainda mais as chances de concepção, é recomendável, também, a ingestão de vitaminas que maximizarão a sua fertilidade. A FamiFerti, por exemplo, é um polivitamínico composto das vitaminas e minerais essenciais para a concepção e manutenção da gravidez, e você pode encontrá-la aqui na nossa loja virtual.

Boa sorte!

Veja também: Reversão de Laqueadura – É Possível que Aconteça?

Fotos: Ta no Site, Idéia Fértil, Brasil Escola

_

Caixa de Informações Chave:

  1. Para quem não conhece minha história vou dar uma resumida, tenho 3 filhos e quando a caçula nasceu, nós pagamos ao médico para que fizesse a laqueadura, já que tive muitos problemas na gestação.
  2. No parto ele fez a Salpingectomia, um baita palavrão! Mas o que quer dizer que ele realmente tirou as trompas e não amarrou como era o procedimento usado anteriormente para método contraceptivo permanente.
  3. Quando eu optei por fazer a cirurgia eu conversei muito com meu médico que garantiu que era o método mais seguro no meu caso, mas que no primeiro ano era para tomar alguns cuidados.
  4. Mas se o seu caso é o oposto do meu e você se arrependeu de fazer a cirurgia, o mais importante é procurar saber qual tipo de cirurgia foi feita, a de amarração ou de corte das trompas.