Uma das preocupações constante dos pais é em relação à saúde do bebê, principalmente quando se trata da má formação. Este assunto ainda é complicado por não haver uma causa de má formação exata, mas a ciência já sabe de algumas coisas que podem levar a má formação do bebê.

A má formação do bebê é um problema muito comum e segundo pesquisas a cada um em cada trinta bebês nasce com algum tipo de má formação, por isso é muito importante que cada futura mamãe faça um pré-natal super detalhado.

A gestante deve passar por consultas no obstetra mensalmente e realizar exames sempre que necessários para acompanhar o desenvolvimento do bebê e detectar qualquer anomalia ou má formação do bebê.

Como Evitar a Má Formação do Bebê?

Sobre esse assunto, muitas dúvidas assombram os pais. Mas a grande verdade é que todo cuidado é pouco! Mas afinal será possível evitar a má formação do bebe? Existe algum cuidado para evitar?

Uma das principais indicações dos médicos para evitar a má formação do bebê, é tomar o ácido fólico. Pode ser iniciado quando se deseja engravidar ou começar assim que descoberta. O uso deve ser continuo até o fim da gestação, dessa forma o risco do seu bebê desenvolver espinha bífida diminui muito.

Outra recomendação muito importante é que não seja ingerido álcool durante a gestação. O motivo é que um em cada cinco casos de deficiência mental é causado pelo uso do álcool na gravidez, sem contar outras inúmeras causas de má formação e riscos para saúde que o uso do álcool e cigarros pode causar na gestação.

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!

Outro cuidado necessário que para garantir que seu bebê se desenvolva de forma saudável, é estar com a vacinação em dia. A mulher que engravidar com a vacinação certinha tem chances mínimas de desenvolver doenças na fase gestacional, garantindo o desenvolvimento do bebê de maneira tranquila e saudável, sem nenhum imprevisto.

Durante a gravidez é normal as mamães pegarem uma gripe, ter enxaquecas e outras coisas comuns como os enjôos, e o uso de medicamentos, pode sim ser feito. Mas antes de tomar qualquer remédio para qualquer uma dessas coisas é muito importante falar com seu médico. Alguns remédios podem conter teratogênicos que podem ser uma das causas de má formação do bebê.

Causas de Má Formação do Bebê

Além do uso de medicamentos inadequado e uso de álcool e cigarro, existem também outras causas de má formação. Algumas coisas simples que fazemos e usamos durante o nosso dia a dia devem ser evitadas durante a gravidez, e que muitas vezes não temos idéia que podem ser uma das causas da má formação do bebê.

Um deles é o uso constante de bijuterias, isso mesmo, aquele colar, brincos e anéis de bijuteria são um grande risco, sabe por quê?! Algumas bijuterias podem conter um nível muito alto de chumbo e este componente químico entrando em contato com a corrente sanguínea da mulher, pode ser uma causa de má formação do bebê.

Outro cuidado simples que deve ser tomado é com temperaturas muito quentes, pois certas temperaturas podem favorecer a má formação, principalmente entre o quinto e a sexta semana de gestação. Se a temperatura do corpo da mãe estiver muito elevada às chances de o bebê nascer com espinha bífida são grandes, (grave anomalia congênita do sistema nervoso).

Cuidados com a alimentação também é fundamental, principalmente com o consumo de carnes cruas. A toxoplasmose na gravidez pode ser um dos fatores de risco para desenvolver má formação no bebe.

Como Lidar com a Má Formação do Bebê

Apesar de todos os cuidados da futura mamãe, o bebê pode nascer com má formação, pois ainda existem muitas causas de má formação que estão sendo investigadas. Mas para o beneficio da criança e da família, existem muitos locais que realizam o tratamento e acompanhamento para a má formação do bebê.

Outro tipo mais grave de espinha bífida é a mielomeningocele, que afeta os ossos da coluna e medula espinhal, o bebê nasce com uma saliência nas costas, causando distúrbios neurológicos e paralisia dos membros inferiores.
O tratamento para má formação neste caso é cirúrgico e fisioterápico, não existe cura para esta má formação, mas muitos lugares garantem o tratamento para má formação do bebê, possibilitando uma boa qualidade de vida para a criança. Hoje muitas famílias podem contar com ajuda APAES, (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais).

Estes locais não só atendem crianças com síndrome de down, mas também crianças com má formação de membros ou com ausência deles. Há diversas características de má formação do bebê, desde a imobilidade das pernas, que são bebês que não andam e quando maiores vão ser usuários de cadeira de roda. O tratamento para má formação deste bebê poderá ser cirúrgico, dependendo do caso e fisioterápico.

O importante é contar com ajuda médica que é garantida por lei de nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente) e lei de nº 8.742/1993 que concede beneficio a criança portadora de deficiência.

Veja Também: Teste do Pezinho Ampliado – Quais Doenças Ele Detecta
Foto: pxhere