O grande sonho da vida de muitas mulheres é ter um filho. Carregar aquela pequena pessoa que foi gerada por você e que passou meses se desenvolvendo junto com a sua transformação com mãe é um sentimento inexplicável. Mas a vida muitas vezes nos surpreende de uma forma inesperada e terrível.

Quando uma criança ou um bebê morre, lidar com esse tipo de luto pode ser a coisa mais difícil da vida de muitas pessoas, mas é algo que é necessário lidar para que a vida possa seguir em frente. Ser uma mãe de anjo é ter um sentimento de angústia guardado no peito para sempre. Mas existem formas de fazer com que isso se amenize ao longo da vida para que você possa seguir em frente.

Perda Gestacional

Quem vê a sua situação por fora, muitas vezes não consegue compreender a sua ligação com a vida que estava sendo gerada dentro de você. São diversos sentimentos: Tristeza, frustração, culpa, raiva, solidão entre muitos outros que uma mãe sente ao perder seu bebê durante a gestação. E como isso é visto como algo menos grave do que perder uma criança que já nasceu, talvez muitos não compreendam sua dor.

O melhor a se fazer nesse momento é se apoiar na família, no seu parceiro e em amigos próximos. O apoio dessas pessoas vai ser fundamental para você conseguir passar por essa situação e seguir em frente na vida, seja tentando ter outro bebê no futuro ou simplesmente seguir sua vida com felicidade.

Perda de Criança

Quando você perde uma criança, a solarização ao seu redor tende a ser muito maior. Isso porque o impacto de um ser humano tão novo perder a vida é muito grande nas pessoas. Conseguir enxergar o que aconteceu comove todo ser humano. Mas a forma de lidar com a perda é a mesma quando você perde um bebê ainda na gestação.

O sentimento de ser uma mãe em um momento como esse é uma dor inexplicável e algo pelo qual ninguém nunca quer passar. O apoio dos mais próximos, mais uma vez, é a coisa mais importante para você nesse momento.

Como Superar a Perda?

Além do apoio das pessoas ao seu redor, você precisa realizar um bom trabalho mental para conseguir superar essa perda tão grande. Esse normalmente é um momento onde você se sente sozinha no mundo e quer ficar isolada de tudo. Lutar contra essa vontade, contra esse sentimento, é importante. É necessário ter a consciência de que existem outras pessoas na vida que também precisam de você e que querem te ver bem.

Outras pessoas também sentem a dor da perda, ainda que não seja como a sua, mas saber apoiar os outros nesse momento também é de um valor enorme, já que as pessoas conseguem imaginar pelo que você está passando. Muitas mães se culpam pela morte de seus filhos, mesmo quando elas não têm relação nenhuma com isso. Essa culpa é um sentimento muito comum, mas que precisa ser combatido o tempo todo.

Nenhuma mãe quer o mal para seu filho e esse com certeza não foi o caso. É necessário pensar que você fez tudo o que estava a seu alcance durante a vida dele e que essa situação não dependia do seu controle. A batalha contra a culpa vai ser diária e muito difícil, mas também é muito necessária. Visitas a uma psicóloga especializada no assunto podem ajudar muito uma mãe de anjo a superar sua perda. Essas visitas, porém, não podem ser forçadas por outras pessoas. A mãe precisa estar disposta a receber esse tipo de ajuda, pois se ela estiver muito fechada e não disposta, os encontros com a psicóloga não só não serão efetivos, como também podem gerar mais sentimentos ruins na mãe.

A União é Importante

Encontrar outras pessoas que lidam com a mesma dor que você pode ajudar muito, principalmente no período de luto, onde você lida com muitos sentimentos de uma só vez. É claro que essa não é uma solução definitiva para os seus problemas, mas compartilhar o que sente com pessoas que conhecem esse tipo de dor pode ser positivo, já que você sabe que não está sozinha nessa situação. Existem diversos grupos que fazem reuniões de mães de anjo exatamente com o intuito de fazer com que a dor compartilhada seja diminuída de alguma forma.

Não é possível afirmar que você pode recuperar a felicidade dos dias que você vivia antes do seu filho ir embora. Existe uma cicatriz que vai ficar para sempre em você, mas é possível e necessário continuar vivendo. A escolha de se você vai decidir tentar ter outro filho no futuro não precisa ser feita agora. Vá no seu tempo, pense em si mesma e se concentre no que te deixa mais confortável no momento. O tempo vai ajudar a curar essa ferida. Por mais que isso seja algo muito doloroso, você vai ter que aceitar sua nova vida, sua nova condição. Para então poder recomeçar.

Perder um filho é uma dor que não pode ser descrita com palavras. É algo que, para ser aliviado, precisa de afeto, de toque humano, de pessoas queridas por perto, de pessoas com a mesma dor compartilhando suas experiências. Para lidar com essa perda, é necessário ter humanidade por perto. Ser mãe de anjo significa que você passou pela maior dor da vida que alguém pode passar.
Não importa se você perdeu seu filho ainda na gestação, quando bebê ou quando criança. A relação que uma mãe cria com seu filho é muito forte e nunca deixa de existir. É importante buscar ajuda, reunir forças para se levantar e seguir a vida. Existe sempre uma maneira de fazer com que essa dor possa te dar forças para você continuar.

Veja Também: Gravidez Após Aborto – Quando Retomar as Tentativas?
Foto: Nikon D610