Mesmo com toda modernidade do mundo, ser mãe solteira ainda é um grande tabu para a sociedade. Muito preconceito e julgamentos cercam as mulheres que encaram essa árdua jornada, sozinha.

Se achamos que lidar com o julgamento do mundo é difícil é porque não entrou dentro da cabeça de uma mulher que fica com essa responsabilidade sozinha. É inevitável o primeiro pensamento chegar como medo de conseguir. Será que sou capaz disso? Como a família irá reagir?

A primeira coisa que deve se pensar é que não é somente sua vida em jogo agora, será responsável por duas vidas. Todos comentários, olhares tortos, lições de moral e ensinamentos de como você deve criar seu bebê serão fichinha, perto de toda aventura da maternidade que você passará.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Grávida após 4 anos! Faça como Alyne
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Clique no play e conheça meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Conhecer FamiGel!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!

Tarefa Árdua

Ser mãe solteira não é nada fácil, mas obviamente tem o seu lado recompensador. Cuidar de uma criança sozinha é tarefa para corajosas e destemidas, já que o cansaço baterá, a vontade de dividir a carga com alguém chegará.

Se a mulher tem uma vida profissional ativa, o trabalho fica redobrado. É arrumar alguém que cuide do bebê para ajudá-la ou até mesmo uma creche e começar sua trajetória de se virar em 10 ao mesmo tempo. Trabalho, filho, casa, roupas, comida, contas e mais contas, afinal ter um filho tem um custo alto e temos que confessar que um desgaste muito grande físico e emocional também.

Nem sempre ser uma mãe solteira é uma decisão já que diversas circunstancias podem levar a esse resultado. Mas para as que encaram essa responsabilidade sozinhas, ser mãe vai muito além de colocar comida no prato e dar roupas. Filhos precisam de afeto, atenção, muita dedicação, segurança e pulso firme para educa-lo.

Nos primeiros anos pode parecer muito difícil e algumas vezes até achar que não irá conseguir, mas toda mulher tem uma força interior que muitas vezes desconhece e só aflora após a maternidade. Encare de frente, coloque todo seu amor e sensibilidade e siga em frente. Infelizmente não existe manual da boa mãe, mas todas fazem seu melhor, mesmo quando erram.

Desafios de Ser Mãe Solteira

A maternidade é linda, mágica e especial, mas como tudo na vida tem suas dificuldades e momentos difíceis. Quando essa responsabilidade é de uma única pessoa, se torna ainda pesado!! Os desafios de ser mãe solteira, vão além de cuidar de uma criança sozinha.

Se não tiver com quem contar ou auxiliar, alguns projetos podem ser adiados ou até mesmo cancelados. Alguns programas não poderão ser feitos mais e muitas escolhas mudarão de rumo após o nascimento de um filho.

Outro grande desafio de ser mãe solteira é a pressão que a sociedade coloca sobre você e sobre os cuidados que dá ao seu filho. A cobrança da ausência paterna ou até mesmo os comentários maldosos que terá que enfrentar sobre suas escolhas ou possíveis erros.

Ouvir comentários sobre comportamento da criança, inclusive sobre a falta de pulso masculino na educação de uma criança é considerado normal nesse universo das mães solteiras. Mas muitas sabem driblar esse tipo de visão e mostrar que uma mãe guerreira vale muito mais que muito pai e mãe mole.

Explicações Para o Mundo

Já não basta ter que encarar toda jornada dupla sozinha, ainda é necessário contar com especulações sobre motivos de ser uma mãe solteira. Para algumas pode ser bem simples esclarecer os acontecidos, mas também tem as que não gostam de lembrar de uma fase traumática de sua vida, normalmente ocasionada pelo abandono paterno ou até mesmo da família.

Um Novo Amor

Acredito que um dos maiores desafios para uma mãe solteira não seja de responder a questionamentos e muito menos lidar com os achismos alheios, mas quando se fala de encontrar um novo companheiro, a questão muda.

Toda mulher tem o direito de recomeçar sua vida, ser feliz e se dar uma nova chance. Mas quando se tem um filho os cuidados e escolhas devem ser muito mais cautelosas. Como colocar uma terceira pessoa em contato com seu filho sem saber como será? E se acabar também? Será que a pessoa tratará seu filho com respeito e amor?

Se desprender dos traumas passados também é algo que entra em jogo, mas de outro lado pode ser bom para que tudo seja diferente dessa vez. Erros passados servem de boas lições para não serem repetidas e uma nova história pode ser vivida!

A insegurança nos cuidados e educação de um filho quando se é mãe solteira é inevitável, mas quem disse que mães casadas também não tem? Ser mãe significa se doar por completo, de corpo, alma e coração, sem medir esforços. Errar também faz parte da trajetória, mas seguir em frente transbordando, até o fim é que faz valer a pena!!

Filhos são presentes do céu para nossa vida, mãe solteira ou casada, eles sempre serão especiais! Encare a missão como dedicação total ao seu parceiro de vida, pois é isso que eles se tornam ao passar dos anos. Filhos bem-educados, bem direcionados e amados, se tornam ótimos amigos e toda dificuldade e medos se tornam insignificantes quando no final vemos que conseguimos.

Veja Também: Maternidade Independente – Sozinha por Opção
Foto: alessandradacunhabarce0