Os cuidados que temos com nossos bebês são inúmeros. Tantos que é praticamente impossível uma mãe saber tudo sobre todos os aspectos da saúde, do comportamento, da psicologia e do corpo de seu filho. Mas felizmente hoje em dia vivemos em um mundo onde a informações está perto para todo mundo, o que facilita muito as coisas.

Apesar de necessitar de cuidado e atenção, qualquer sintoma diferente que o bebê tenha pode ser pesquisado e analisado para que a mãe vá ao médico e confirme se é algo de ruim ou não. Isso é algo que tem acontecido frequentemente com mães que descobrem manchas mongólicas em bebês.

Essas pequenas manchas podem assustar e até mesmo gerar desespero nas mais agitadas, mas é sempre importante fazer uma pesquisa para entender melhor o que elas são, porque elas aparecem, como elas desaparecem e se elas realmente fazem algum mal para o bebê.

Para explicar melhor sobre as manchas mongólicas em bebês, vamos falar sobre todos esses pontos e sobre como as mães devem agir quando encontrarem alguma em seu bebê.

O que são as Manchas Mongólicas?

Trata-se de pequenas manchas de coloração roxa, verde ou rosa e que costumam aparecer em bebês recém-nascidos na região das costas ou do bumbum. O nome “mongólica” existe por conta da região asiática, que é onde os casos dessa mancha mais aparecem: em cerca de 90% dos bebês.

Mas isso não quer dizer que tais manchas apareçam apenas em bebês de ascendência asiática. Em bebês de pele negra, as manchas também costumam aparecer em 80% dos nascimentos e nos de pele branca caucasianos as manchas são relativamente mais raras, aparecendo em apenas 10% dos bebês.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Apesar se assemelharem muito com hematomas, as manchas mongólicas não possuem nenhum risco à saúde dos bebês e são totalmente inofensivas. Por um tempo criou-se um mito de que elas poderiam indicar doenças como câncer, por exemplo, mas é algo que não passa de um mito e é cientificamente comprovado que as manchas são apenas manchas.

É claro que, dependendo do tamanho delas, essas manchas podem indicar algum distúrbio, mas isso é algo que falaremos mais para frente no texto.

Por que as Manchas Mongólicas aparecem?

Como você pôde perceber pelos números citados no tópico acima, a aparição dessas manchas está totalmente ligada à ascendência dos bebês. É um fenômeno que ocorre por conta de uma acumulação irregular de melanina na pele, que o corpo vai corrigindo aos poucos ao longo da vida. Até por isso, também existem alguns casos em que essas manchas apareçam nas pernas ou na barriga dos bebês.

No Brasil os casos de manchas mongólicas em bebês são relativamente comuns por conta da miscigenação que há em nosso país, dessa forma a probabilidade de um bebê nascer com manchas mongólicas são de cerca de 40% em nosso país.

Esse número é uma média e pode variar de acordo com a região do Brasil ou até mesmo da cidade onde você mora, dependendo do tamanho e das dimensões sociais que ela possui.

Tratamento para Manchas Mongólicas

Ao contrário de que muitos pensam, não é necessário fazer nenhum tratamento para as manchas mongólicas em bebês. Elas costumam desaparecer aos poucos, com o tempo até mais ou menos o período da adolescência.

Se as manchas forem muito grandes, isso pode indicar algum problema de pele e nesses casos especificamente um pequeno tratamento pode ser feito com remédios, pomadas e até mesmo laser dependendo do diagnóstico do médico.

É comum que essas manchas desaparecem até mais ou menos os dois anos de idade, mas há casos em que elas persistem até a vida adulta de uma pessoa, que são chamadas de manchas mongólicas persistentes. Mesmo assim, elas continuam inofensiva, apesar de poderem aparecer em outras áreas do corpo.

Cuidados a Serem Tomados

Os cuidados com a pele do seu bebê não precisam ser diferentes dos de um bebê que não possui manchas mongólicas. Até por se tratar de uma área mais escura da pele, a proteção contra o sol é naturalmente maior, mas isso não significa que ele pode ficar mais exposto do que o normal. Os banhos de sol devem sim acontecer normalmente, sempre com protetor solar e nos horários em que o sol não está no pico.

O mesmo vale na hora do banho. Todos os produtos feitos especialmente para bebês para que sua pele não resseque e não seja agredida podem ser usados normalmente, não necessitando de nenhum cuidado especial devido as manchas.

No fundo, você vai perceber que ter ou não manchas mongólicas em bebês é praticamente irrelevante, mas que pode assustar mães que não sabem do que se trata e fazer com que muitas achem que o bebê possui algum tipo de doença.

É muito comum nos assustarmos e não sabermos exatamente como agir quando descobrimos manchas mongólicas em bebês, principalmente se não sabemos do que se trata. Mas como você pôde perceber, é uma coisa comum como muitas outras e que não vai causar nenhum mal a seu bebê, apesar de algumas vezes precisar de tratamento para que suma completamente.

Durante a infância do seu filho, você vai presenciar situações como essa muitas vezes, onde não vai saber exatamente como agir, mas vai aprendendo aos poucos. É assim que você cresce como mãe enquanto seu filho também cresce como ser humano.

Veja Também: Cor da Pele do Recém-Nascido Muda?
Foto: cherylholt