Cuidar de um bebê envolve muitos detalhes e muitas vezes ouvi: cuidado com a moleira do bebê! Moleira aberta significa isso, fechada aquilo e mais para frente isso e aquilo, mas afinal o que é a moleira do bebê e como cuidar do bebê até que a moleira dele se feche por completo? E aquelas bolinhas que aparecem no rosto do bebê? É normal e como cuidar?

Bom, todos os bebês nascem com uma moleira aberta. A moleira é uma fenda nos ossos do crânio. Essas fendas existem para facilitar a passagem do bebê pelo canal vaginal caso o bebê nasça por vias naturais, pela vagina. Na passagem pela pelve, a moleira faz o papel de mola e assim faz uma compressão segura no crânio para passar pelos ossos do quadril e vagina protegendo o cérebro. A moleira entra uma parte na outra para diminuir o tamanho da cabeça do bebê e logo após o nascimento pode proporcionar um formato pontudo na cabeça do bebê que logo pode voltar ao normal. As moleiras são duas no momento do nascimento, na parte de trás próximo a nuca e também no alto da cabeça.

Normalmente até o final do primeiro ano de vida a moleira do bebê se fecha por completo, porém até o fechamento total da fenda, alguns cuidados devem ser tomados com essa região na cabeça do bebê. Essas precauções devem ser tomadas porque afinal é um lugar onde apenas a pele da cabeça protege o cérebro. Quais os cuidados a moleira do bebê então?

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Não deixe a moleira do bebê bater em local algum. Crianças pequenas podem bater sem querer na moleira do bebê então deve se vigiar o irmão mais velho ou primo. Prestar atenção se a moleira fecha muito antes do tempo também é aconselhável, normalmente primeira moleira se fecha do 5 ao 9 mês e a segunda abertura até 1 ano. Caso feche muito antes do tempo será necessário falar com o pediatra.

Reza a lenda que bebês com moleiras muito abertas são crianças que demoram mais a falar do que bebês que tenham uma abertura menor e mais estreita. Logo após a moleira fechar, o bebê começa a falar. Outra lenda é a posição da moleira, se estiver mais a frente perto da testa o próximo bebê será menino, se estiver mais acima na cabeça será menina. Claro são crendices do tempo das tataravós mas que ainda hoje se ouve falar. Outro detalhe importante a se falar é que a moleira do bebê pode pulsar, isso se dá em compasso ao batimento cardíaco e é perfeitamente normal. Outra curiosidade da moleira do bebê é que ela pode indicar se o bebê está desidratado,  se a moleira estiver muito funda, pode ser o primeiro sintoma e o mais importante para mostrar desidratação no bebê.  Lembre-se o importante é cuidar da moleira protegendo para não haver impactos.

Bolinhas no Rosto do Bebê – O Que Pode Ser?

Quase todos os bebês apresentam bolinhas no rosto logo após o nascimento e essas bolinhas tem um nome diferente – Eritema Tóxico. São bolinhas de água bem pequenas e avermelhadas e são muito comuns e tendem a sumirem sozinhas, mas podem ter alguns casos em que ela pode perdurar e aí é preciso falar com o pediatra. Normalmente essas bolinhas são causadas por alguma irritação na pele. Os antigos dizem que são bolinhas do beijo, pois elas podem aparecer com o contato da pele ou barba do papai, ou da saliva já que a pele do bebê é muito sensível. Como cuidar do bebê recém nascido para não ter essas bolinhas?

Evite beijar o bebê e expor a ambientes fechados e com pessoas doentes. Sempre lavar as mãos antes de dar banho no bebê e o mais importante, não passar nenhum medicamento sem orientação e também não cutucar as bolinhas. Outro problema que pode acontecer na pele do bebê é a acne neonatal. Elas aparecem pelo excesso na oleosidade da pele do bebê e muitos bebês já nascem ou passam a apresentar essas bolinhas branquinhas no nariz e no rosto após a terceira semana de vida. Não é necessário tratamento algum para esse problema, com o tempo a acne vai embora, esse tempo pode ser até seis meses.

Veja também: Manual básico de como cuidar de um bebê – Orelhas e Cabeça Amassadas e Arrotar

Foto: Nina Matthews Photography