Meninas, uma das minhas preocupações na gravidez era medicação. Quando a gente está grávida, fica com sistema imunológico bem sensível, pois a gravidez baixa a imunidade pelo tanto que a gravidez exige do corpo da mulher.

Bom, não é a toa que aparecem gripes, infecção urinárias, dores de dente e etc. E para aliviar as dores desses males, as vezes é necessário alguns medicamentos como analgésicos por exemplo, antibióticos… Mas no fundo a gestante fica apreensiva e o melhor para ficar tranquila é ter informação. Medicamentos na gravidez, pode ou não pode?

 

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Grávida após 4 anos! Faça como Alyne
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Clique no play e conheça meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Conhecer FamiGel!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!

Claro que o médico vai receitar o melhor medicamento para o seu problema e sempre o mais seguro para o bebê. Mas o porque de tanto medo de medicação na gravidez? O que pode acontecer se eu tomar o medicamento errado?

Bom, a casos em que estudos foram feitos e constatou-se que alguns medicamentos ultrapassam a membrana da placenta e podem causar males ao feto. Más formações, ou se não algum problema de saúde ao longo da vida. Problemas renais, intestinais e até mesmo a má formação em alguns fetos das gestantes que tomaram a talidomida nos anos 50,60 e 70.

Vídeo Sobre Medicação na Gravidez

A Talidomida foi banida tanto no Brasil como no exterior assim que foi detectado que as más formações ocorriam por conta do uso desse medicamento. Pena que no Brasil ainda descobriram tarde demais e só foi proibido o uso em meados dos anos 70 quando já haviam casos de má formação.

Após esse episódio a FDA (órgão que inspeciona a fabricação de medicamentos nos Estados Unidos) entrou no meio e interveio junto os laboratórios. Para ser indicado para uso em gestantes, tem que haver um certificado. Por isso o cuidado com os medicamentos devem ser redobrados e sempre sempre serem tomados com orientação médica.

Medicamentos Permitidos na Gravidez

Mas afinal, quais são os medicamentos permitidos na gravidez? Permitidos mesmo há uma lista pequena, mas os mais usados são:

  • Paracetamol (recomendado para dores de cabeça e gripes
  • Cefalexina (antibiótico para infecções)
  • Ácido fólico
  • Vitamina D3
  • Buscopam (para dores abdominais em geral)
  • Metildopa ( para gestantes hipertensas)

Vídeo sobre Perigos de Alguns Medicamentos

Sei que anti-inflamatório não pode ser usado de jeito nenhum pois pode causar problemas no coração do bebê. Morfina, e alguns anti coagulantes, mas vai mesmo da autorização do médico. Encontrei uma tabela de medicamentos limitados e permitidos para gestantes, veja aqui essa tabela.

Isso não quer dizer que você não possa tomar as medicações prescritas com tranquilidade, há estudos e sempre muito bem feitos para que as drogas possam ser ministradas com a maior segurança possível para as mamães e os seus bebês.

E também deve ser analisar o risco benefício do medicamento. Eu mesma precisei tomar omeprazol durante a gravidez, sentia um mal estar absurdo por causa do refluxo e da gastrite. Tem casos em que é melhor arriscar com medicamentos na gravidez do que deixar a doença ir a diante.

A grande maioria dos medicamentos permitidos na gravidez, para qualquer que seja o seu fim podem ser apenas um alivio momentâneo e a patologia pode ser tratada de fato após o parto. O mesmo cuidado ainda deve ser tomado na amamentação, pois há medicamentos que são secretados junto com o leite materno. Então, caso precise de um medicamento, converse com seu medico, tire todas as dúvidas e tenha certeza de que ele não receitará nada que faça mal ao bebê.

Bjus e até a próxima!

Veja também: Bebidas na Gravidez – O que Deve Evitar?

Foto: Josué Goge