A gente tenta, tenta e tenta engravidar… Algumas dão sorte e conseguem de cara, ou na 2ª ou 3ª tentativa. Mas só sabe a agonia de verdade quem fica meses e meses, anos a fio tentando engravidar sem sucesso. A mulher busca a gravidez até mesmo inconscientemente. Algumas meio que “esquecem” de tomar a pílula. Mas isso já é o inconsciente ou instinto materno falando mais alto. Mas se você é da turma das tentantes, sabe do que estou falando: dos meses de treinamento, ou tentativas, tabelinhas, medição de temperatura e por aí vai. Aí que entram os tratamentos e as dicas de métodos para engravidar!

Você sabia que nem todas as mulheres tem o ciclo regular e que algumas chegam a ter ciclos grandes de até 45 dias? Já outras tem ciclos tão curtos que mais parecem emendar uma menstruação na outra. Nenhum dos dois extremos é o ideal.

Vendo pelo lado hormonal, a gente tem que ter fases hormonais, assim como a lua tem as suas fases de evolução natural: a 1ª fase do estrogênio, segunda de LH e a terceira de progesterona. Para acompanhar de perto o seu ciclo e sua ovulação, uma ótima forma de dar uma forcinha a mais é utilizar um APP de celular de acompanhamento do ciclo como o APP Paula e utilizar testes de ovulação que irão indicar se a ovulação está se aproximando, se está acontecendo ou se já terminou, sinalizando quando é o momento certo para namorar e conseguir seu positivo mais rápido. Você pode comprar seu teste de ovulação Famivita aqui em nossa loja virtual.

Algumas mulheres tem o ciclo muito grande porque a fase do estrogênio é muito longa. Já outras tem o ciclo muito curto porque podem ter fases lúteas muito curtas.  Esse tempo depois da ovulação é importante porque é a fase em que o corpo lúteo secreta progesterona. Se são muito pequenas, podem não deixar o zigoto se fixar completamente. O mínimo de uma fase lútea saudável é de 11 a 14 dias. Assim, a progesterona faz com que a gravidez evolua com segurança sem risco de aborto espontâneo. A progesterona é muito mais importante do que a gente imagina! Ela mantém o endométrio grosso e, assim, deixa o embrião seguro e bem fixado.

Como Suprir a Baixa de Progesterona?

Algumas mulheres tem deficiência desse hormônio e não se dão conta disso. Aí podem acontecer repetidos abortos espontâneos, e o tratamento para essa deficiência é muito simples. Basta tomar via oral, inserir cápsulas de progesterona intravaginal (forma mais recomendada, pois ela vai direto ao assunto sem dar voltas pelo aparelho digestivo) ou mesmo através de injeções ou creme. CREME? Sim, creme! Mas uma coisa que pode te ajudar se o problema for hormônios é o uso do Ultrogestan, para  regular os níveis de estrogênio e progesterona.

Falando em métodos para engravidar, você já fez todos os exames hormonais? Se não, te aconselho a fazer o mais rápido possível, mesmo que não esteja tentando ainda, ou pelo menos não esteja tentando há muito tempo. Agora, se você tenta há mais de 1 ano e ainda não teve nenhuma suspeita de gravidez ou mesmo uma gravidez seguida de aborto espontâneo, já passou da hora! Saber como andam seus hormônios e útero é o primeiro passo para descobrir o porquê da dificuldade de engravidar.

Veja também: Menstruação Irregular – Causas e Como Ajudar o Ciclo a Voltar ao Normal

Fotos: querotudonatural, wellchem, donagiraffa