Mioma uterino pode se tornar uma dor de cabeça para a mulher. Um problema que acomete mulheres de todas as idades, mas que podem ser mais frequentes entre 30 a 50 anos de idade, podem atrapalhar e muito na hora de engravidar mas não impede uma gravidez. Mioma uterino nada mais é do que um ou mais nódulos na musculatura interior ou inferior do útero. Até hoje não se sabe ao certo o porquê o mioma uterino aparece no organismo, algumas teorias são de que os miomas aparecem na puberdade e esse por conta do aumento hormonal dessa fase. Outro fator que está sendo sondado é o fator genético ou seja, mulheres que tenham histórico de miomas uterinos na família tendem a ter também. Os sintomas do mioma uterino pode ser os seguintes:

  • Sangramento em abundante no período menstrual
  • Dores abdominais na relação sexual ou no dia a dia
  • Inchaço aparente em um dos lados do abdome

Raramente ou quase nunca o mioma uterino se transforma em um tumor maligno. Esses miomas apenas podem atrapalhar na hora de engravidar ou comprometer a qualidade de vida de quem o carrega, pois proporciona dores e sangramentos constantes. Porém há nódulos benignos de mioma que são indolores e podem ser de alguns tipos como:

Intramural: no meio da parede uterina Pediculados: São parecidos com tumores no ovário porém são benignos e são ligados por uma película bem fina, o pedículo. Submucosos: no interior do útero e esse que é o causador dos sangramentos excessivos e fora de hora. Suberosos: São os que ficam do lado de fora do útero, esses são os causadores das dores quando passam a apertar os outros órgãos e conforme o tamanho, tem que ser retirado imediatamente.

Os procedimentos para detectar o mioma é via ultrassonografia, tomografia computadorizada ou exames de imagem em geral e especifico para esse fim ou mesmo um exame pélvico no consultório médico para detectar alguma deformidade no tamanho e formato do útero e até mesmo uma biópsia podem ajudar a diagnosticar o mioma. O principal problema do mioma uterino é quando a mulher quer engravidar, principalmente se é do tipo submucosos (dentro do útero) pois ele causa sangramentos do endométrio. Porém a mulher com mioma pode sim engravidar. Como a histerectomia pode ser recomendada por grande parte dos casos mais severos, deve se pensar em tratamentos alternativos como com medicamentos e a retirada do nódulo para a mulher que quer engravidar possa alcançar a maternidade, isso seu médico pode orientar na melhor solução.

O tratamento do mioma uterino vai depender do tamanho e da gravidade da situação, normalmente é feita uma cirurgia para retirada via laparoscopia e essa é a alternativa mais segura para quem quer ficar grávida. Para casos mais amenos, tratamento com medicação pode ajudar e muito na recuperação e ajudar a “secar” o mioma uterino e esse procedimento chama-se embolização. A embolização tem como tática tirar a irrigação da área onde o mioma está assim ele fica sem alimentação e diminui muito o tamanho. Essa tem sido a saída mais rápida e menos invasiva em comparação a cirurgia.

Laura foi diagnosticada aos 25 anos com mioma no interior do útero e um ano após o diagnostico fez uma cirurgia para retirada do nódulo. Hoje aos 35 anos, ela tem 2 filhos fruto de seu casamento de 20 anos, Milena de 9 e Felipe de 5. ” Desde adolescente sentia dores imensas na menstruação e fora dela. Todos diziam que era normal sentir cólicas, inclusive minha mãe tinha e muitas dores no período menstrual. O problema aconteceu quando me casei e resolvi engravidar. Passamos muitos anos tentando e então resolvi investigar para descobrir o porquê de não engravidar e das dores. Me lembro como se fosse hoje, o médico disse que o mioma era do tamanho de uma laranja media e esse era o motivo de eu não conseguir engravidar. Após a cirurgia de retirada do nódulo e de recuperação levou apenas 3 meses para conseguir engravidar. Por isso recomendo sim que se investigue se não consegue engravidar ou se sente muitas dores. Eu não tinha sangramento fora do normal, mas mesmo assim tinha um mioma grande. “

Se você tem dores abdominais e sangramentos intensos deve procurar seu ginecologista para fazer exames a fim de descobrir se é algum tipo de mioma uterino. E se você quer engravidar, saiba que é sim possível, e dependendo do caso basta tratamentos simples para levar a gravidez a diante com segurança.

Veja também: Ovários Policisticos – Pode Engravidar com essa Sindrome?

Foto: Ed Uthman