Se existe uma fase na vida que nos sentimos em uma verdadeira montanha russa de sentimentos, é durante a gestação. É o momento que experimentamos diversos sentimentos e sensações em um só dia.  Muitas pessoas acabam não entendendo o porquê isso ocorre e algumas relações ficam ate abaladas durante essa época sem entender o que esta acontecendo, inclusive alguns parceiros que não conseguem entender e aceitar a mudança de humor na gravidez.

Isso é um fato complicado para nós mulheres também que temos esses sentimentos e mudanças de humor sem entender, indo de gargalhadas a lágrimas em minutos e sem motivos. Isso é um sentimento muito comum durante a gravidez e esta ligada a variação hormonal e com todas as mudanças que ocorrem no nosso corpo e organismo durante essa fase.

Por isso é mais comum acontecer nas primeiras 12 semanas de gestação, onde o corpo ainda não se adaptou a bomba de hormônios que esta se submetendo. Nas últimas semanas da gestação mais próximo da hora do parto, as variações no humor podem voltar a acontecer ainda com mais força.

Afinal além da montanha russa hormonal a ansiedade neste momento toma conta da sua vida. A ansiedade em ver o bebê logo, o medo de não conseguir ser uma boa mãe a preocupação com o enxoval e se já conseguiu arrumar tudo que precisava e claro com o momento do parto, que é um dos motivos que tira o sono das mamães.

Como Lidar com a Mudança de Humor na Gravidez?

Esse é um ponto muito complicado principalmente para os maridos, afinal encarar uma mulher que em um segundo esta gargalhando de alegria e no minuto seguinte esta chorando como se alguém tivesse morrido é bem tenso rs. Mas acredite para nos mulheres também não é fácil!!

Ter um sentimento que não entendemos o porquê acabam nos deixando mais doidas ainda rs. A melhor forma de se encarar essas mudanças de humor na gravidez é entender que isso vai acontecer ate o final do terceiro trimestre e que não é nada pessoal com ninguém.

Se preparar psicologicamente para lidar com palavras grosseiras ou respostas atravessadas, muito choro repentino e gargalhadas inesperadas. Se divirta com a situação, invés de torna-la um campo de batalha e não fique triste se tentar agrada-la e ela mostrar uma reação contraria do que você esperava, afinal é incontrolável e nem ela sabe que esta agindo assim.

Ser compreensivo neste momento é fundamental para passar por esse período em paz e sem desgastes maiores. Leve na esportiva e se achar melhor se afastem por alguns minutos e respire fundo antes de responder algo. Afinal, ninguém tem sangue de barata e sabemos como é difícil aguentar certas coisas, mas pelo motivo em questão compensa contar ate 1.000.

Mulher já necessita de carinho e atenção normalmente, durante a gravidez esse nível de necessidade aumenta ainda mais. Então não poupe esforços para acarinha-la neste momento. Uma massagem nos pés, nas costas, um cafuné vendo tv juntos e um elogio sem ser solicitado valem ouro nesse período. A mulher já sofre com todas as mudanças corporais, níveis de hormônio nas alturas e em grande maioria a alto estima fica lá embaixo.

Compete ao marido dar uma força e ajudar a manter esse sentimento controlado. Não se esqueça, ela esta gerando um bebê e mesmo com todas as transformações do seu corpo e ganho de peso, ela continua sendo uma mulher e gosta e precisa se sentir bem e bonita. Ajuda-la nos serviços domésticos e nos afazeres em geral, também é uma forma de agrada-la e diminuir o stress durante essa mudança de humor. Quanto menos sobrecarregada ela se sentir, mas calma ficará.

Papais, participem ativamente da gravidez e mostrem interesse por cada detalhe deste momento, seja nas compras, nas consultas medicas e ate mesmo na escolha de peças para o enxoval e lembre-se sempre , respire fundo e tenha muita paciência com cada atitude que não agrada-lo, afinal a gestação não durará tanto tempo assim e logo o humor da sua amada voltará a ser como antes.

Vale alertar que caso seja notado uma tristeza fora no normal, melancolia diária e constante o medico obstetra deverá ser informado e caso necessário encaminhe para acompanhamento de um terapeuta. Grávidas tem grande chance de apresentar problemas com depressão e prolongar-se para depois do parto, gerando a depressão pós-parto.

Veja também: Depressão na Gravidez – Por que Ocorre e Como Tratar?

Foto: Philippe Put, Big D2112