A negligência é uma forma de violência que deixa muitas marcas nas crianças e adolescentes. Aliás, esta é a forma mais comum de violência contra elas. Mas você sabe identificá-la?

De forma geral, a negligência é o ato de deixar de lado a criança, sendo omisso quanto às suas necessidades básicas, não provendo à elas as condições necessárias para o pleno desenvolvimento.

A princípio, a negligência pode surgir de três formas diferentes:

  • Física: quando os responsáveis não provêm os cuidados com alimentação, higiene e outros cuidados relacionados com a saúde. Normalmente, as crianças apresentam muitos piolhos, estão muito magras e com péssimos hábitos de higiene pessoal.
  • Emocional: quando não há suporte, nem afeto por parte dos responsáveis. As crianças podem apresentar comportamentos agressivos ou timidez excessiva, o que resulta na dificuldade de se relacionar com outras crianças.
  • Educacional: os responsáveis não dedicam esforços para a formação da criança e/ou adolescente e não se importam com o descumprimento dos horários escolares ou com a frequência escolar.

crianças brincando

É importante levar em conta que as nossas emoções se relacionam com as nossas estruturas cerebrais e, por isso, para o desenvolvimento saudável do nosso cérebro é necessário que tenhamos vivido boas experiências e que tenha havido estimulação suficiente para esse correto desenvolvimento.

Por isso que as experiências de negligência podem ser tão traumáticas e marcantes para as crianças. Como isso refere-se a experiências de omissão, elas são privadas de se desenvolverem em sua capacidade máxima por falta de estímulo e amor.

Cada tipo de negligência afetará a criança de alguma forma, mas é importante levar em conta que, sim, haverá marcas deixadas por tais atos omissos. Uma criança que é vítima de negligência pode sofrer as seguintes consequências:

  • Insegurança;
  • Baixa autoestima;
  • Condições como depressão, ansiedade;
  • Envolvimento com álcool e outras drogas;
  • Comportamentos agressivos e/ou suicidas;
  • Envolvimento com a criminalidade;
  • Desmotivação quanto à frequência escolar.

Além disso, há ainda as consequências físicas como possibilidade de má nutrição e, consequentemente, atrasos no desenvolvimento, além de maiores riscos a acidentes que podem até mesmo serem fatais, já que os responsáveis normalmente não estão focados no provimento à segurança das crianças.

Mas você deve estar se perguntando: “O que fazer se eu conheço algum caso de negligência?”. Aí, o mais importante é realizar uma denúncia para que as autoridades possam entrar em ação para que os direitos das crianças e/ou adolescentes sejam garantidos naquela situação.

É possível realizar denúncias por meio do Disque 100, na Polícia Militar ou Federal, além das Delegacias Civis e, claro, no Conselho Tutelar.

Nenhuma criança e/ou adolescente deve ser tratado com descaso e cabe a todos garantir esses direitos. Como vimos, as consequências são sérias e devemos nos atentar para que as crianças possam ter o seu desenvolvimento saudável garantido.