Mulheres a cada dia mais tem deixado a maternidade como segundo plano em sua vida e tomando a decisão de ser mãe cada vez mais tarde. Ao ultrapassar os 30 anos de idade, as mulheres acabam sofrendo com a pressão da queda da fertilidade e com os questionamentos se já não chegou a hora de ser mãe. O que para algumas não é problema algum ser mãe aos 30 ou 40 anos mesmo parecendo tarde, para outras é motivo de preocupação e de necessidade de procura de tratamentos alternativos para fertilidade como a fertilização in vitro.

Pensando nisso que pesquisadores do Centro de Reprodução Humana de Nova York desenvolveram um novo teste de fertilidade para que mulheres jovens possam se programar para uma gravidez futura. O teste que ganhou o nome de “O que é minha fertilidade” foi desenvolvido com o foco de que mulheres na idade de 18 a 35 anos possam identificar a quantidade de óvulos e a necessidade de congela-los para que consigam engravidar futuramente.

Depois de tratar milhares de mulheres e suas infertilidades por anos e escutar o quanto gostariam de ter evitado o envelhecimento precoce de seus óvulos para que pudessem realizar e planejar uma gravidez resolvemos encontrar uma forma de ajuda-las. Diz Norbert Gleicher diretor medico e cientista chefe do Centro de Reprodução Humana de Nova York.

Enquanto homens produzem espermatozoides ao longo de sua vida, as mulheres obtêm seus óvulos desde o nascimento e nem todos são saudáveis e aptos para gerar e com o passar dos anos e ao avançar de sua idade, as reservas ovarianas vão diminuindo cada vez mais diminuindo também a possibilidade de engravidar. Por isso que estudos apontam que mulheres aos 30 anos de idade, de 1.000 somente 400 conseguirão engravidar de forma natural. Ao alcançar os 45 anos esse número cairá para 100 mulheres em 1.000.

O teste de fertilidade visa alertar e capacitar as mulheres a procurar o conhecimento mesmo antes de quererem engravidar evitando transtornos emocionais futuros e desgastes com tratamentos incansáveis de fertilidade no futuro. Invés de diagnosticar  a condição e a falta de óvulos, o teste visa alertar antes que aconteça e que alternativas sejam tomadas para que consiga realizar o sonho de ser mãe quando chegar o tempo. O teste custa em média $ US98,00 e tem capacidade de analisar cada mudança hormonal no sangue e procurar uma variação genética que aumenta os riscos do amadurecimento precoce dos óvulos. O teste ainda esta disponível somente na Grã-Bretanha e estão aguardando a realização de testes em outros países para que a disponibilidade seja em todos os lugares do mundo.

Veja também: Diferentes Tipos de Vermes Podem Aumentar ou Diminuir a Fertilidade Humana

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Foto: René Dsouza