O corpo humano para funcionar de forma adequada é necessário que tudo trabalhe em harmonia, como engrenagens de uma máquina! Se algo estiver com suas funções alterada, o restante do corpo sofre consequências e pode prejudicar o funcionamento adequado de outras funções. É exatamente assim que acontece com a elevação da pressão arterial, que quando descontrolada sobrecarrega a função do coração e da distribuição do sangue pelo corpo. Essa é uma doença muito conhecida e temida, mas afinal, o que é e o que causa a pressão alta?

O que é Pressão Alta?

A pressão alta ou hipertensão arterial sistêmica (HAS) como é nomeada pela medicina, é uma doença crônica caracterizada pela elevação dos níveis da pressão arterial, reconhecido pela sigla PA. É reconhecida por suas referências após medição de valores maiores ou iguais a 140/90mmHg (14 X 9).

Conforme o coração vai batendo, a contração dele vai bombeando o sangue pelas artérias do corpo. Essa função gera uma pressão sob as artérias, que é nomeada de pressão arterial sistólica. Quando essa pressão sanguínea está alterada, forçando as funções do coração, é reconhecida por pressão alta. Essa pressão pode provocar sérios danos a vida da pessoa, entre elas ocorrência de AVC (acidente vascular cerebral), enfarto, doença renal e até mesmo atrofia muscular do coração, o que provoca arritmia cardíaca.

Principais Causas da Pressão Alta

É importante lembrar que o nosso corpo pode sofrer alterações de níveis de pressão consideradas naturais, como durante e logo após pratica de alguma atividade física, mas que na sequência já se restabelecem e normalizam naturalmente quando em repouso. Mas quando o corpo não consegue se restabelecer e a pressão arterial prevalece em níveis alterados constantemente é possível que a pessoa esteja com problemas de hipertensão.

A causa da pressão alta está relacionada a diversos fatores, por isso é necessário uma avaliação especifica de cada caso, sendo investigado profundamente a causa, para direcionar ao tratamento adequado. Entre as principais causas estão:

  • Histórico Familiar;
  • Alimentação com excesso de sal;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade;
  • Idosos;
  • Consumo excessivo de álcool e cigarro.

Com base nas causas relacionadas acima, podemos afirmar que a causa da pressão alta vai muito além de uma doença inesperada e sem métodos de prevenção, já que o estilo de vida influência e muito na existência da doença.

Complicações da Pressão Alta

Muitas pessoas por todo mundo sofrem com a doença da pressão alta e ao menos sabem que possuem ela, e nem imaginam os riscos que estão correndo. Isso porque a pressão alta é uma doença silenciosa e só provoca sintomas, quando está em seu estágio avançado e já provocando danos ao corpo em geral. Fora os hipertensos que já tem conhecimento da doença e continuam tratando a doença com descaso, e só se preocupam de fato quando ocorre o agravamento da doença ou surgem as complicações da pressão alta. Entre as principais complicações mais graves estão:

  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Infarto no miocárdio;
  • Doença renal crônica;
  • Impotência sexual;
  • Alterações na visão;

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

O AVC também conhecido popularmente por derrame pode ocorrer em dois tipos: acidente vascular isquêmico e acidente vascular hemorrágico, ambos decorrentes de diversos fatores como embolia, trombose e principalmente pessoas com pressão alta. Aliás, o AVC ocorre em cerca de 80% das pessoas hipertensas. O AVC pode ocorrer em graus diferentes e deixar sequelas tão serias, que em alguns casos são irreversíveis.

Infarto no Miocárdio

Infarto do miocárdio é o nome que se dá para a necrose de uma das partes musculares do coração que é provocada pela falta de irrigação de sangue no coração, responsável por levar oxigênio e nutrientes. Quando ocorre é resultado da falta de cuidados de longos anos, provocados pela aderência de placas de colesterol nas paredes do coração. Ao sentir qualquer um dos sintomas como forte dor no peito, suor, náusea, sensação de morte, procure um pronto atendimento imediatamente. Os riscos do infarto no miocárdio se não socorrido a tempo, é fatal.

Doença Renal Crônica

A doença renal crônica é a redução lenta e progressiva da capacidade dos rins de filtrar os resíduos do sangue, esse processo pode ocorrer em meses ou levar anos. Entre as principais causas está a diabetes e a pressão alta, e o tratamento super rígido restringe o consumo de líquidos, sódio e potássio na alimentação, além de medicamentos para controle. Em casos mais graves pode ser indicado a dialise ou o transplante renal.

Impotência Sexual

A impotência sexual ou disfunção erétil como é nomeada pelos médicos é uma das complicações bem comuns em pacientes hipertensos, que não se cuidam adequadamente. Isso ocorre, porque para acontecer e se manter a ereção peniana é necessária uma grande irrigação sanguínea da área, sem nenhuma alteração. A pressão alta afeta o fluxo sanguíneo, impedindo que o sangue chegue corretamente até o pênis, o que provoca a impotência sexual. Após agravamento do quadro, infelizmente não existe tratamento de reversão, portanto o mais indicado é tratar a hipertensão com cautela para que não se agrave e traga complicações como essa.

Aproveitando o espaço quero contar uma novidade para nossas leitoras. Em parceria com a empresa Famivita, desenvolvemos alguns produtos que ajudam na fertilidade de homens e mulheres, entre eles vitaminas da fertilidade que potencializa a ovulação FamiFerti e no caso dos homens melhora a qualidade dos espermatozoides, o ViriFerti, assim como o teste de ovulação, teste de gravidez e o gel lubrificante FamiGel. Você pode adquiri-los aqui em nossa loja virtual.

Alterações na Visão

Quando a pressão sobe subitamente, gerando uma crise hipertensiva é comum o paciente sentir a visão turva ou alterada, e isso acontece devido ao inchaço do nervo óptico. O agravamento do quadro pode aumentar as chances de rompimento ou entupimento dos vasos existentes na retina, o que ocasiona perda da visão de forma irreversível.

Tratamento Para Pressão Alta

Se faz parte do grupo de risco, não espere apresentar sintomas para procurar ajuda medica. Faça visitas regularmente ao médico para verificar sua pressão arterial e opte por uma vida saudável, com alimentação adequada e prática de exercícios físicos. Mesmo que tenha grandes possibilidades da doença se manifestar devido a hereditariedade, com cuidados específicos é possível adiar a manifestação.

Reduza o sal no preparo dos alimentos, opte por verduras, legumes e frutas e evite frituras, processados, embutidos e enlatados que possuem grande teor de sódio. Inclua os cereais integrais no cardápio e evite o consumo de álcool e cigarro, que agravam o quadro de hipertensão. Mantenha uma rotina tranquila, longe do stress e com qualidade de sono e longe do sedentarismo. Siga todas as instruções medicas, inclusive de tomar os medicamentos e as dosagens indicadas.

O tratamento da hipertensão não acaba quando a pressão é estabilizada, o tratamento deve ser feito por toda a vida para que o problema não volte silenciosamente ocasionando danos irreversíveis a saúde. Não esqueça, a falta de cuidados e tratamento da doença pode ser fatal!

Foto: pxhere