Asma! Assusta ouvir essa palavra, pelo menos assustava a mim e a minha família antes de descobrir que de fato o que fazia Dudu e eu ir com tanta pressa ao pronto socorro pela respiração difícil era realmente a asma e não bronquite como pensávamos.

Mas o que é asma então? Asma é a uma inflamação crônica dos brônquios e vias aéreas posteriores. Essa inflamação faz com que o pulmão fique suscetível a crises e qualquer motivo que o faça despertar a reação do pulmão tentando evitar a penetração do fator irritante nos brônquios, um ar “sujo”, então ele se contrai e não permite a entrada do ar adequadamente. Um fator irritante das crises de asma é muito simples, poeira ou produtos químicos podem desencadear uma reação do pulmão e favorecer as crises de asma.

O que é asma em crianças e adultos e como são as crises?

As crises de asma são caracterizadas pelo chiado e pela falta de ar mas nem sempre apresentam esses sintomas, um asmático pode simplesmente apresentar tosse. A asma tanto em crianças como em adultos é um problema um tanto sério já que pode levar a sérias consequências se não tratada adequadamente. Os graus da asma são 4:

O que é asma de grau 1: Esse tipo de asma é de mais fácil tratamento e também o modo mais leve da doença, os sintomas podem aparecer durante o inverno 1 ou 2 vezes na semana ou em alguma situação que exponha o asmático ao fator irritante.

O que é asma grau 2: O grau 2 da asma é um pouco mais severo do que o estágio anterior da doença, o portador da asma pode ter 1 ou mais aparições do sintoma durante a semana ou mesmo em um dia mas sempre de forma leve.

O que é asma grau 3: O asmático apresenta sintomas da asma mais vezes na semana e também pode apresentar crises uma vez na semana.

O que é asma grau 4: Sintomas e crises da asma durante o dia e a noite também, normalmente as crises do grau 4 se dão a noite e são mais preocupantes.

Os sintomas da crise de asma são tosse, chiado no peito como se fosse um miado de gato filhote, algumas vezes o asmático pode ter secreção, nariz escorrendo e pigarro devido ao muco em excesso provocado pela inflamação das vias respiratórias.

O principal risco da asma é a oxigenação baixar, o normal para uma pessoa é uma oxigenação entre 98, 99 até mesmo 97, porém em crises o asmático pode chegar a uma oxigenação de 89, 87 que é considerado preocupante pois o ar pode não ser o suficiente para a manutenção da circulação sanguínea. Isso explica a cor azulada que algumas pessoas em crises fortes de asma apresentam, o ar falta e logo os lábios podem ficar azulados inclusive as extremidades como dedos das mãos e pés.

Na maioria das vezes o asmático tem problemas de alergia e por isso a inflamação constante do aparelho respiratório, em alguns casos os sintomas desaparecem espontaneamente apenas com o fato de identificar e eliminar o fator que desencadeia a crise de asma no ambiente. Outros casos e esses são a maioria requer tratamento com medicação apropriada para a idade e também para cada grau que a doença apresenta.

Bronquite e asma são a mesma coisa?

Não, bronquite é uma inflamação causada por fumaça de cigarro então podemos dizer que a bronquite é uma doença de fumante. Já a asma é uma inflamação por outros fatores, seja ele alergênico ou mesmo uma forma de defesa do organismo aos gatilhos do meio ambiente como fumaça de poluição, poeira, giz, alergia alimentar, mofo, pelo de animais e alguns outros mais. Porém nem todo gatilho de crise de asma são fatores alérgicos, um asmático pode ter crises apenas por um esforço físico maior, ou mesmo em atividade rotineiras do dia a dia. Mudança do tempo também pode ser um fator importante para desencadear crises de asma. Porém todo o histórico familiar do asmático deve ser levado em consideração, assim como Eduardo que tem asma por herança genética apesar de ser alérgico como o pai.
O tratamento para asma basicamente é com prevenção com corticoides de baixa absorção, as famosas bombinhas, porém na crise somente medicamentos de resgate como Berotec, Atrovent e Aerolin e seus similares broncodilatadores podem ajudar na hora do sufoco.

As crises também tem graus para identificar a intensidade, no primeiro grau da crise o paciente fica bem e com apenas a medicação de resgate pode ser suficiente para controlar a crise, na segunda fase da crise de asma, o asmático pode apresentar sintomas mais fortes como chiado e tosse muito frequentes, no terceiro grau deve-se ficar alerta, é importante não deixar a crise de asma passar do segundo estágio. A medicação ajuda e muito nas crises, porém se não houver uma melhora significativa do asmático principalmente crianças em um prazo de 10 minutos dos sintomas no estagio 2, esse deve ser levado ao pronto socorro evitando chegar ao estágio 3 ou 4 da crise que são os mais fortes e pode ter sérias consequências. Normalmente as crises de asma se dão com maior força a na parte tardenoite.

Todos os graus de asma tem tratamento e é válido dizer que asma não tem cura apenas controle com medicação e controle do ambiente quando o fator é alérgico. Exames complementares para detectar a alergia devem ser feitos, mas o mais comum é de prova pulmonar ou espirometria que pode indicar qual o grau de asma que o paciente pode ter e também exercícios físicos adequados para cada caso devem ser feitos, no caso da natação é indicada para quase todos os asmáticos.

Nota da blogueira: O tratamento demorou a vir pois, os pediatras que trataram o Dudu apenas iam empurrando com a barriga, nunca fomos orientados de fato a ir a pneumologista pediátrico. Ficamos anos e anos em tratamento com medicações que apenas amenizaram os sintomas da alergia mas vira e mexe as crises aconteciam e como leiga eu e toda a família pensávamos que era bronquite. O ápice da nossa preocupação foi quando em uma festa na piscina dos primos, Dudu era o único a não poder entrar na piscina pois, teve crise séria e como não tínhamos medicação ali a mão fomos obrigados a tirar ele da brincadeira para não correr maiores riscos, ali confesso que meu coração se apertou e muito.

Após uma consulta detalhada e bem demorada com um pneumologista pediátrico foi que o diagnóstico veio em fim, asma grau 1 controlável e tratável. Hoje Dudu faz uso de Seretide junto com espaçador, uma medicação corticoide spray que esta dando ótimos resultados para o seu caso e segundo o médico a chance das crises frequentes de asma aparecer são muito distantes. Apenas estamos tratando os sintomas, controlar a doença é muito importante! Apenas pais de um asmático ou o próprio asmático sabem como é duro ter essa doença, limita muito a vida ainda mais de uma criança.

Assim que aparecerem os sintomas e a suspeita, procure um médico para maior orientação!

Veja também: Teste do Pezinho Ampliado – Quais Doenças Ele Detecta

Foto: NIAID, Acervo Pessoal