Na formação do bebê, ocorre a interação do sangue do bebê com o sangue da mãe. O coombs direto e indireto é um teste sanguíneo que tem um papel muito importante na saúde de bebês de casais de fator RH (sanguíneo positivo ou negativo), pois pode detectar anticorpos no organismo materno, sendo vital para o crescimento saudável da criança intra útero antes mesmo da sua concepção. Mas o que é coombs direto ou indireto? O que poderia implicar na vida do feto que cresce dentro do ventre dessa mulher?

Para que Serve o Coombs Indireto e Direto

Todos nós humanos temos diferentes tipos de sangue. Tipo A, B, AB ou O e, além dessa variação de tipagem, ainda existem os fatores positivo e negativo. Na verdade, o que levaremos em consideração não é o tipo do sangue, mas sim o RH positivo ou negativo dos pais da criança e do bebê. O risco existe para a gravidez quando a mulher RH negativo recebe um gameta do parceiro que é RH positivo e gera, então, um bebê com fator RH positivo. A incompatibilidade do Rh negativo da mãe com o RH positivo do bebê pode fazer com o que o corpo crie anticorpos contra esse fator RH diferenciado, podendo expulsar o bebê ou causar problemas como a eritroblastose fetal.

A eritroblastose fetal atinge o segundo filho, pois o primeiro não teria riscos já que não teria anticorpos suficientes para ultrapassar a placenta. Entretanto, na segunda gravidez, esses anticorpos presentes no corpo da mãe ultrapassam a placenta e destroem as células vermelhas do sangue do bebê, cujas consequências serão graves, podendo até mesmo levá-lo à morte.

Para evitar esse problema, a criança deve receber uma transfusão de sangue fator RH negativo para evitar maiores complicações, como anemias graves. Este acontecimento não é incomum e, por isso, o coombs foi elaborado. O teste de coombs pode ser direto ou indireto. O direto verifica se há presença de anticorpos nas hemácias. O indireto verifica se há anticorpos no soro. Ele serve para detectar possíveis incompatibilidades do organismo contra determinado fator RH através dos anticorpos anti-D presentes na corrente sanguínea da mãe.

O Que o Exame Coombs Evita?

Uma mulher com RH negativo pode sofrer com problemas no feto devido ao fator RH do marido somente se já houve uma gravidez anterior ou aborto. Por isso, antes de ter uma nova gravidez, a mulher deve fazer um tratamento contra esses possíveis anticorpos. Para detectar os anticorpos, entra em cena o coombs. A referência para o coombs direto ou indireto é NEGATIVO. Se houver outro resultado além deste, a mulher deverá fazer um tratamento ainda na gravidez, entre as 28 e 33 semanas de gravidez. A gestante, após fazer o teste coombs, recebe uma injeção de imunoglobulina anti-D.

Como Proceder Caso Seja Positivo?

Mulheres que estão dando a luz pela primeira vez ou que detectaram que o bebê abortado era de fator RH positivo através do exame coombs, recebem a injeção de imunoglobulina anti-D após o parto ou o procedimento de curetagem após o aborto. A injeção deve ser aplicada em, no máximo 72 horas, ou 3 dias após o nascimento. Para mulheres que sofrem abortos recorrentes, o ideal é que façam o exame de coombs indireto ou direto por ordem médica no intuito de descobrir se essa é a causa dos abortos. Normalmente, mulheres com RH negativo são encaminhadas pelo médico assim que o primeiro aborto acontece.

Se o coombs for reagente, então ela deverá realizar um tratamento para tal condição. Desde 2016, a Anvisa proibiu o tratamento com a vacina do marido ou Cross-Match, que é uma vacina criada a partir do sangue paterno. Apesar de várias polêmicas envolvendo o seu uso, há relatos de que essa vacina ajuda o organismo da mulher a se adaptar ao fator RH positivo e evita futuros abortos ou nascimentos de crianças com problemas de formação. Atualmente, algumas outras opções são oferecidas, como o uso de medicamentos para câncer, por exemplo.

O resultado esperado que traz alívio para o casal é o coombs indireto negativo, e após passar por tantas situações como o risco de eritroblastose e, até mesmo um aborto, muitas mulheres querem ter certeza de que proverão as melhores condições possíveis para que a gravidez corra bem e sem intercorrências. Assim, além de todos os cuidados necessários, a ingestão de vitaminas deve ocorrer diariamente para que sejam garantidas a sustenção de dois organismos: o da mãe e o de bebê. Pensando nisso, a empresa Famivita desenvolveu um polivitamínico gestacional completo chamado FamiGesta. A FamiGesta contém em sua composição ácido fólico dentre outras vitaminas e minerais necessários na fase gestacional. Você pode adquiri-la aqui na nossa loja virtual.

Como é Feito o Exame

O exame de coombs é feito em um laboratório rotineiro para exames de sangue e é colhido através do braço. Não é preciso nenhum tipo de preparação antecipadamente, nem ao menos jejum. Devemos lembrar que o problema pode acontecer se o primeiro filho for de fator RH positivo em mães com RH negativo.

Se o fator do bebê for negativo, não implicará em nenhum tipo de problema para a mulher em gravidezes futuras. A vacina imunoglobulina anti-D é muito eficiente. Ela destrói qualquer probabilidade dos anticorpos de se desenvolverem e elimina as chances da doença do próximo bebê acontecer.

Veja também: Exames Pré-Natal – Qual a Importância Deles?

Foto: jepoirrier, amberlynnlane