Quando engravidamos, sabemos que muitas mudanças irão acontecer, mas nem sempre estamos cientes de todos os acontecimentos, tanto com nosso corpo, quanto com o crescimento do bebê. Apesar de haver milhares de informações disponíveis em todos os lugares, muitas mamães ainda não sabem ou conhecem o vernix.

Ao contrário do que se pensa, o vernix não é uma sujeira do parto, longe disso. O vernix é um amigo e tanto do bebê! Saiba como ele aparece, quando e como ajuda o feto ainda na barriga da mamãe.

O Que é Vernix?

Com aproximadamente 25 semanas de gravidez, o corpo do bebê começa a ser coberto por uma camada branca de gordura produzida pelas glândulas sebáceas, podemos dizer que é uma gordura “semelhante” à da espinha, mas de forma diferente pois contém propriedades benéficas.

Essa camada de gordura natural se chama vernix caseoso é branca, resistente à água. Essa gordura é bastante intensa entre a 27 e 35 semanas de gestação, isso porque o organismo produz constantemente a gordura sobre a pele do bebê. Ha casos em que crostas de vernix são avistadas até mesmo no exame de ultrassom.

Para Que Serve o Vernix?

No ventre, o bebê fica cercado pelo líquido amniótico e, em princípio, o vernix serve para proteger a pele sensível do bebê contra o contato direto com o líquido amniótico. Porém, estudos recentes, constataram que o vernix contém proteínas antibacterianas que protegem o bebê de infecções intra útero e também fora dele, já que o vernix persiste até algumas horas após o nascimento. Além disso, o vernix é rico em gorduras que ajudarão a elasticidade natural do bebê.

Quando o bebê nasce em prematuridade, ou seja, antes das 37 semanas de gravidez, o vernix é mais intenso, com a proximidade do parto, ele vai reduzindo aos poucos até o nascimento. Ele permite que o bebê se mantenha protegido de doenças que poderão atacar a pele sensível do bebê devido ao seu baixo PH.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

No nascimento, o PH da pele do recém-nascido ainda é bastante neutro, o que permite que microorganismos oportunistas causem doenças ao bebê ainda na maternidade. Essa proteção natural favorecida pelo vernix chama-se manto ácido.

Preciso Retirar o Vernix do Recém-Nascido?

Em diversos vídeos de nascimentos existentes na internet à fora, o que mais se vê são as enfermeiras esfregando o bebê para retirada do vernix. Isso levanta uma questão interessante: retirar ou não? Faz mal se o bebê continuar com a camada de vernix mesmo após o nascimento? O que fazer?
Vídeo Explicativo: (h3)

O ideal é que a cama de vernix continue com o bebê. Mesmo que o banho seja dado na maternidade, o bebê precisa ficar mais um tempo com o vernix. Não é necessárias manobras para retirar todo o vernix, algumas maternidades fazem uso de óleo mineral, óleo de banho e até mesmo cremes hidratantes. Porém nada disso é necessário, o vernix sairá naturalmente com o passar das horas e os dias.

Cerca de 2, 3 dias o bebê já estará completamente limpo do vernix, e caso não esteja, não é um problema, pelo contrário, um pouco não fará mal. O local onde o vernix mais se aloja são nas dobrinhas. É muito comum ver bebês com uma semana, ainda com as manchas brancas nas virilhas, axilas e atrás das dobras dos joelhos.

Quando é Necessário Retirar o Vernix?

Como tudo na vida, a não retirada do vernix tem suas exceções. É preciso retirar o vernix imediatamente do corpo do bebê caso a mãe seja portadora de alguma doença extremamente contagiosa como o HIV por exemplo mesmo infecções ou como o streptococcus positivo.

Também é recomendável tirar o excesso de vernix caso após 36 horas de vida, o bebê ainda tenha grande quantidade presa no corpo. Isso porque o excesso de vernix pode promover uma superhidratação, o que trará um aumento de fungos no local.

Veja Também: Primeiro Banho na Maternidade e em Casa – Cuidados a Tomar

Foto: Tom Adriaenssen