As chances de ressecamento na pele do bebê são bem maiores do que nos adultos. Nessa fase possuem a derme fininha e delicada, logo a água e componentes hidratantes se perdem com muita rapidez, até três vezes mais do que a de um adulto.
A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) ressalta que o bebê nos primeiros anos de vida ainda não possui o tecido completamente formado e pode sofrer facilmente danos causados pelas agressões externas, como sol, frio, sabonete, água quente e outros.

Dicas para Hidratar a Pele do Bebê

O uso do hidratante infantil é primordial para a pele da criança desde os primeiros anos de vida, assim se forma uma barreira protetora no combate ao ressecamento, alergias e problemas com a pele ao longo do crescimento. Outras dicas são:

  • Os hidratantes devem ser específicos para a idade da criança. De modo geral, são hipoalergênicos e possuem menor quantidade de corantes e perfume. O uso do hidratante é recomentado a partir dos seis meses, segundo a (SBD);
  • O produto pode ser aplicado por todo o corpo do bebê, até mesmo no rosto. Crianças maiores (a partir dos 5 anos) já podem usar produtos específicos para o rosto, pois nessa fase a pele já apresenta oleosidade;
  • Após o banho é o melhor momento para hidratar a pele do bebê, pois a derme úmida absorve melhor os componentes do creme que irão nutrir e selar o tecido.

IMPORTANTE: A pele do bebê pode aparentar maciez e até uma aparência de hidratada naturalmente. Porém, isso não significa que o tecido não sofre agressões naturais da água mais quente, sabonetes e outros fatores externos. A aplicação do hidratante é de suma importância para formar uma barreira protetora e evitar o ressecamento.

A Criança Pode Usar o Mesmo Hidratante da Mãe?

A recomendação da SBD até os 3 anos de idade é o uso do hidratante infantil, visto que o produto é testado dermatologicamente e aprovado pelos órgãos de vigilância sanitária. Certos aditivos como álcool, perfume e outros componentes do hidratante usado pelo adulto pode causar alergia na pele do bebê.

A partir dos 3 anos a derme da criança está completamente formada, embora ainda seja sensível. A mãe pode sim aplicar o seu produto de uso diário na criança, se não apresentar nenhum tipo de reação, não há problema nenhum.

Aplicação em Pele Ressecada do Bebê

Hora do banho

Após o banho é o melhor momento para hidratar a pele do bebê. Segue delicadamente com a toalha (sem esfregar) e deixe a pele ligeiramente úmida para receber o hidratante. Com a derme ainda úmida o tecido é selado e absorve melhor o produto. A hidratação é ainda mais importante quando o clima estiver seco, o hábito deve ser diário.

Faça Boas Escolhas de Sabonetes Infantis

Existem opções infantis com óleo de amêndoas, leite e outros agentes hidratantes. Jamais aplique na pele do bebê o mesmo sabonete do adulto. O produto ideal para a criança deve possuir o pH neutro. Vale lembrar que o bebê possui a pele fina e sensível, sob o risco dos componentes comuns encontrados no sabonete adulto, como corante, álcool e outros, atingirem o organismo e provocar reações alérgicas deixando manchas vermelhas.

Alimentação Também É Importante para Hidratar

O leite materno e a partir do consumo das papinhas, a ingestão hídrica e de sucos são importantes para manter não só a pele saudável, como evitar a desidratação do organismo. Tenha mais atenção principalmente no verão, a exposição solar provoca naturalmente maior perda de água do organismo, o bebê costuma suar mais, portanto cuidar da hidratação é essencial.

O que Pode Causar o Ressecamento da Pele do Bebê?

Água quente: no inverno quando costumamos dar banhos mais quentes, o ressecamento pode surgir;

Sabonete inadequado: o ideal são os produtos com pH neutro e destinado aos bebês;

Clima seco e baixa umidade do ar: nos dias secos é importante manter a hidratação hídrica e se possível, usar em casa o umidificador de ambiente. Reforce a hidratação da pele;

Dermatite atópica: o primeiro sintoma da alergia é a coceira, pele opaca e com pouca elasticidade. Regiões como cotovelo, joelho e pescoço costumam são as que mais sofrem pela irritação. A dermatite atópica pode surgir a partir dos 3 meses de idade, ao notar os sintomas procure um dermatologista.

Veja Também: Alergia a Fralda – Porque Ocorre?

Foto: wawawoo