Com muito prazer recebo a Rafaela, ou simplesmente a Rafa do canal da Rafa! Uma pessoa de fé e que busca em Deus a força para o propósito de ser mãe. Uma verdadeira guerreira que em seus vídeos mostra o quando é meiga e merecedora de tudo que está ganhando. Veja como ela lida com esses sentimentos de tentante e como espera que seja o seu positivo. Bem vinda Rafa!

Trocando Fraldas: Fala um pouco mais de você e seu marido.

Rafa: Oi pessoal, tudo bem?! Eu me chamo Rafaela, tenho 25 anos, sou casada há quatro anos com o príncipe da minha vida, Duaian que tem 27 anos. Temos uma empresa juntos onde já trabalhamos há cinco anos. Sonhamos em ter filhos, mais precisamente quatro filhos, rs’ mas entendemos que tudo está de baixo do propósito de Deus e que no tempo determinado nosso milagre vai acontecer.

Trocando Fraldas: Como e porque surgiu o canal do YouTube?

Rafa: Bem, quando decidimos que queríamos ter um bebê, veio a ansiedade pelo positivo que parecia estar cada vez mais longe, junto dela, a curiosidade, uma necessidade de saber de outras mulheres seus relatos com testes negativos, desânimo, enfim, todas essas coisas de tentante. Foi aí que comecei a pesquisar na internet e descobri que algumas mulheres gravavam vídeos no formato de diário, dividindo suas experiências, foi então eu pensei: Preciso fazer isso também! Quero compartilhar esse momento e mais do que isso, guardar essa recordação de uma fase difícil, mas que com certeza um dia vai passar.

Foi difícil, tive medo, vergonha, mas depois que gravei o primeiro vídeo, tive certeza de que fiz a coisa certa e de que era disso que eu estava precisando, extravasar, colocar pra fora, aquilo que tanto me incomodava e que eu não me sentia à vontade para dividir com pessoas próximas de mim porque eles não saberiam me ajudar, afinal, não era a realidade deles, enfim, conheci várias amigas que me incentivaram a continuar gravando, hoje, tenho um cronograma, onde posto vídeos toda segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira e já virou um hábito pra mim. Começar a gravar vídeos para o YouTube, foi uma das melhores escolhas que eu já fiz.

Trocando Fraldas: Como o casal se conheceu?
Rafa: Nós nos conhecemos na Igreja mais precisamente na Igreja do Evangelho Quadrangular, onde congregamos até hoje. O Duaian já congregava lá desde criança e eu sempre gostei, mas fazia parte de outro Ministério. Há oito anos eu fui batizada e recebida na Igreja do Evangelho Quadrangular, desde então, nos tornamos melhores amigos, choramos juntos, sorrimos juntos até que um dia nos apaixonamos um pelo outro, namoramos por um ano e três meses até que finalmente fui pedida em casamento. Aceitei claro, e com um ano e nove meses de namoro, vivenciei o melhor dia da minha vida, até o presente momento.

Trocando Fraldas: Você sempre quis ter filhos? Como foi que se viu tentante pela primeira vez?

Rafa: Sim, eu sempre sonhei em ser mãe. Meus pais tiveram quatro filhos e eu sou a mais velha deles. Sempre amei muito ter irmãos, nós crescemos muito unidos e somos assim até hoje. Amo meus irmãos e não imagino a minha vida sem eles. Interessante é que minha mãe teve três meninas: Eu, minha irmã Gabriela, Isabela e depois veio o Nathan, que é nosso caçulinha. Desde criança eu sempre observei a nossa família “grande” e sempre pensei: Um dia quero ter uma família assim!

Meu sonho sempre foi engravidar logo após meu casamento, por isso não me previnia muito bem, mas como isso não foi a vontade de Deus pra mim, me vi tentante, quando depois de um ano sem utilizar qualquer método contraceptivo, não consegui engravidar. Foi aí que meu desejo de ser mãe, aumentou ainda mais, parece que a cada negativo se multiplica o desejo de ver um POSITIVO!

Trocando Fraldas: Tem alguma historia engraçada ou triste de parentes e amigos cobrando filhos do casal?

Rafa: Tem uma frase que ouvi uma vez e confesso que de tudo o que já ouvi a respeito da demora para engravidar, isso, sem sombra de dúvidas foi o pior! Alguém me disse assim:

“Não liga não, se vocês não conseguirem engravidar, vocês adotam e se a adoção não for uma opção pra vocês, viver sem filhos, não é o fim do mundo.”

Quando ouvi essa frase pensei: Será que o chão, poderia se abrir pra eu mergulhar e não voltar mais? Confesso que hoje, quando me lembro do ocorrido, acho engraçado, porque tenho resposta pra quase tudo, mas naquele momento, o silêncio foi a única resposta que consegui dar. Agora, história engraçada? São muitas, mas a mais engraçada de todas, foi a seguinte:

Na Igreja onde eu congrego, tem muitas amigas que engravidaram e hoje são mamães de lindos bebês,m sempre amei crianças, acho que pelo fato de ter ajudado minha mãe a cuidar dos meus irmãos, sou bastante carinhosa por isso, ao término dos cultos, eu sempre pegava algum dos bebês no colo, brincava, conversava com as minhas amigas, enfim, super normal pra quem gosta de crianças. Um dia, alguém observando isso, me disse a seguinte frase:

“Pare de ficar pegando as crianças dos outros no colo, porque vão achar que você está com inveja deles. Todo mundo já percebeu que você ta querendo engravidar e não consegue.”

Agora me diz se não é pra rir? Felizmente eu me tornei uma pessoa muito mais amável, por isso, levo a maioria das coisas na esportiva, mas nem sempre foi assim e nem todos são assim. Precisamos ter cuidado com o que falamos, porque talvez não seja a nossa intenção, mas temos que agir com mais cautela em algumas situações, sou super a favor daquela frase:

Se o que você for dizer não for mais importante do que o silêncio, cale-se!

Trocando Fraldas: O que você acha mais difícil na vida de tentante?

Rafa: Se fosse há alguns meses atrás, certamente eu diria a ansiedade a cada mês, a cada ciclo, enfim, mas como hoje estou mais “relax” em relação as tentativas, acho que a minha maior dificuldade tem sido convencer as pessoas ao meu redor de que estou descansando em Deus e hoje, digo hoje, porque posso mudar de ideia amanhã ou depois, mas hoje não penso em fazer nenhum tipo de tratamento médico pra engravidar. Estou a espera de um milagre e tenho absoluta convicção, de que mesmo não sabendo ao certo quando; vai acontecer!

Trocando Fraldas: O que você mais gosta desta vida de tentativas?

Rafa: Ah, essa pergunta, gerou polêmica em uma TAG que eu criei: DE TENTANTE PARA TENTANTE, algumas mulheres responderam que não existe nada agradável na vida de tentante e eu discordo, porque pra mim, sem sombra de dúvidas, quando chega a semana da minha menstruação vir, é tanta expectativa, que me sinto como se já estivesse grávida. Todo final de ciclo, o Senhor renova as minhas esperanças me proporcionando viver uma mistura de sentimentos, que eu jamais viveria se não fosse tentante e quando a “MONSTRA” vem, a única coisa em que consigo pensar é que: Deus me deu mais uma oportunidade!

Trocando Fraldas: Vocês são pessoas que exalam fé, é muito lindo vê-los cantar ao senhor. Qual a sua formação religiosa?

Rafa: Ah, obrigada Patrícia, fico feliz em saber que estamos conseguindo cumprir ao chamado pelo qual o Senhor no enviou. Somos Cristãos – Evangélicos.

Trocando Fraldas: Teve algum momento em que pensou em desistir de engravidar? Como deu a volta por cima?

Rafa: Interessante essa pergunta, porque quando vemos a dificuldade bater a nossa porta, nossa primeira reação é pensar em desistir, não digo apenas eu, mais todo ser humano, tem essa tendência, porque nós gostamos daquilo que é prazeroso, que é mais fácil; quem não gosta? Posso dizer com absoluta certeza, mesmo optando por não fazer nenhum tratamento no momento e após ter descoberto as causas da infertilidade, nunca pensei em desistir. Por mais que a luta seja grande abrir mão de ser mãe, seria como negar quem eu sou. Sei que pode até demorar, mas minha hora vai chegar!

Trocando Fraldas: Como espera que será o seu positivo?
Rafa: Waaal! Que pergunta criativa e objetiva! Nunca tinha parado para refletir com seriedade sobre isso, mas só de pensar a primeira sensação que tive, foi uma emoção tão grande que me fez perder o raciocínio e esquecer a resposta. Sem sombra de dúvidas, vai ser o dia mais perfeito da minha vida.

Trocando Fraldas:  Uma mensagem para todas as meninas que querem engravidar.

Rafa: Oi meninas, futuras mamães, se me permitem chamá-las assim?! Depois que entrei no maravilhoso Mundo da Tentantes, aprendi a valorizar as coisas simples da vida, quem diria que eu e você nos encontraríamos hoje nessa situação:

Quero engravidar, mas não consigo! Isso é difícil, eu sei que dói, machuca, mas o meu conselho pra vocês é exatamente o que eu estou fazendo: Sejam felizes!

Diferente do que muitos pensam, assim como o amor, a felicidade, não é um sentimento, mas uma decisão, isso significa, que somos eu e você quem determina se somos felizes ou não. Simples assim! Porque estou falando isso? Porque observo nos grupos e amizades que tenho feito no YouTube e nas redes sociais, que muitas mulheres, baseiam sua felicidade na realização do sonho de ser mãe e isso é complicado, porque na verdade, você e eu temos muitos motivos para ser feliz, o problema e que não valorizamos ainda. Aprenda a valorizar o que você já tem, exemplo: casa, marido, trabalho, formação profissional, saúde, amigos, familiares, animais de estimação, mas o mais importante, valorize a Deus e por fim perceberá que ter um filho vai ser incrível, mas não será tudo, porque O TUDO, você já tem.

Espero que o relato da minha trajetória como tentante tenha ajudado, ou pelo menos aliviado alguém, e se isso aconteceu, pra mim, já valeu a pena!

Muito obrigada Patrícia, por essa rica oportunidade, me senti lisonjeada com o convite para a entrevista. Amei demais, e como eu já disse pra você, te admiro imensamente por sua nobre atitude de tirar um tempo do seu dia para se dedicar a mulheres que tem dificuldades para engravidar. É difícil ver isso nos dias de hoje, pessoas que se importam com o próximo!

Visitem o Canal da Rafa e curtam a página do face: https://www.facebook.com/canaldarafaperfil?ref=ts&fref=ts

Veja também: Canal Éramos Dois! Conheça Mais da Roseane e do Rafael

Foto: Acervo Pessoal