Quando uma mulher que está tentando engravidar e faz um ultrassom transvaginal, o tamanho do útero pode dar algumas esperanças. Afinal, o útero maior, pode querer dizer que provavelmente tem um bebê à caminho. Porém, infelizmente devo informar que não é bem assim que funciona…

O tamanho normal do útero para uma mulher saudável e sem filhos pode ser bem menor do que o útero de uma mulher que já teve uma gestação. Como sabemos, o útero é um dos órgãos que mais crescem no corpo. Ele tem capacidade de crescer até 100 vezes o seu tamanho na gestação. Imagine que um órgão pequeno (do tamanho do punho fechado de uma mulher) possa abrigar em algumas eventuais vezes até 6, 7 bebes de uma só vez. É claro que a natureza não programou o tamanho do útero da mulher para tantos bebês de uma só vez, porém ele é forte e capaz de suportar com bastante rigorosidade esta façanha até o sexto, sétimo mês de gestação.

O tamanho medido nos exames de ultrassom é o de circunferência. O médico irá verificar o tamanho com medida de volume. Então, podemos dizer que o tamanho considerado “normal” para útero de mulheres que não tiveram filhos ainda é de 50cm³ a 90cm³. Porém é tolerável também à partir de 30cm³ e se estender até 160mc³ com facilidade para mulheres que já tiveram uma ou mais gravidezes à termo ou não. Tudo isso depende de diversos fatores que irão influenciar o tamanho do útero ao longo da vida e claro, se há gestação em andamento. Outra mulher que nunca teve filhos com útero de 90cm³ é considerada normal, porém, deve-se avaliar se há presença de algum problema que esteja fazendo este útero se esticar desta forma. Investigar se há miomas, alterações hormonais, aumento do endométrio, endometriose e até mesmo presença de gravidez.

Dá Para Diagnosticar Gravidez Pelo Tamanho do Útero?

Não. A verdade é que não há uma regra que podemos dizer que deve ser 100% seguida para tamanhos de útero em gravidez em andamento ou não. O médico irá avaliar o a condição da saúde do órgão reprodutor desta mulher. Avaliar o a sua vida reprodutiva, se teve filhos ou não. Se teve abortos ou não, e também, o tempo que passou da última gestação. O tamanho normal do útero para mulheres que já procriaram é de no máximo 160cm³. Porém para determinar se uma medida maior que esta é sadia, depende do médico avaliar a situação. Uma mulher pode ter 200cm³ de útero, porém ter tido uma gravidez gemelar até o 9º mês de gravidez. Pode-se ter uma ideia do que esta acontecendo, mas afirmar gravidez somente acima de 7 semanas de gestação, onde já dá para ver o saco gestacional, bebê e batimentos cardíacos.

Porém mulheres com útero aumentado são ótimas candidatas a gestantes. Isso porque o útero cresce em conjunto com o endométrio que proporcionaria uma gravidez (após a nidação). Com o acúmulo de sangue no fundo do útero, ele tende a dilatar. Esse crescimento pode ser visto por um ultrassom, aliás, o endométrio também pode expressar algum tipo de esperança para esta mulher, se este endométrio for trilaminar e acima de 12mm, há boas chances de gravidez.

Podemos dizer que mulheres que nunca tiveram filhos com útero acima de 100cm³, têm chances de serem surpreendidas por uma gestação. Porém, como dito antes, deve-se antes de qualquer coisa, verificar a existência de outro fator que possa estar causando este aumento uterino.

Um bom exemplo de tamanho de útero na gravidez é meu mesmo. Antes de engravidar, uma ultrassonografia disse que meu útero estava cerca de 87cm³. Logo após a ovulação este numero aumentou de 87 para 103cm³. De certa forma nasceu uma esperança ali. Algumas semanas depois, já com positivo nas mãos, o útero estava em aspecto aumentado e com características gravídicas (maior e mais globoso, mais volumoso) com cerca de 150cm³. Porém devemos lembrar que as medidas do útero devem ser levadas em consideração alguns aspectos como:

  • Altura da mulher
  • Idade
  • Peso
  • Histórico de doenças infecções
  • Gravidezes anteriores

Por isso nem sempre as medidas padrões do tamanho do útero devem ser levadas ao pé da letra para todas as candidatas a mamãe. Cada corpo é um e o organismo pode modificar de acordo com o ciclo menstrual que esteja passando. Uma mesma mulher com ciclo ovulatório pode ter um útero maior do que o mês anterior, isso devido ao crescimento da camada endometrial. Este ciclo com circunferência uterina maior, também pode resultar em um ciclo menstrual muito mais intenso. Isso também pelo tamanho do endométrio.

Dica importante: antes de dar pulos de alegria com o tamanho do útero, procure se informar sobre a sua fase lútea. Se esse útero estiver aumentado e você já estiver com a menstruação atrasada, há chances de que haja uma gravidez encaminhada. Caso não esteja, então espere o atraso menstrual, se não ficar menstruada faça um teste HCG para tirar a duvida se há ou não gravidez. Só salientando que para verificar as medidas do útero, é preciso fazer um ultrassom pélvico ou transvaginal. Converse com seu ginecologista.

Se você está tentando engravidar e deseja fazer um acompanhamento mais detalhado do seu ciclo e da sua ovulação, uma ótima forma de dar uma forcinha a mais é utilizar um APP de celular de acompanhamento do ciclo como o APP Paula e utilizar testes de ovulação que irão indicar se a ovulação está se aproximando, se está acontecendo ou se já terminou, indicando quando é o momento certo para namorar e conseguir seu positivo mais rápido. Você pode comprar seu teste de ovulação aqui em nossa loja virtual.

Veja também: Estou Grávida Mesmo Menstruando?

Foto: Hey Paul Studios, nick chapman