Ao longo da gestação, muitas dúvidas cercam as mulheres, assim como os mitos que nos acompanham desde os tempos antigos. Mas será que tudo é mito? Uma das principais dúvidas das mulheres é se o pé cresce na gravidez mesmo ou seria só impressão devido ao inchaço?

É muito comum que a gestante note uma grande diferença no tamanho do seu pé ao longo da gravidez, tanto no comprimento como na largura. E não estamos falando de inchaço, mas sim do aumento de tamanho mesmo! Sapatos que antes eram confortáveis, simplesmente não cabem mais. Mas o que realmente acontece?

Durante a gravidez, devido ao grande aumento no fluxo hormonal, os ligamentos acabam se afrouxando e dando esse aspecto de pé mais largo ou maior. Então, podemos afirmar que sim, realmente o pé cresce na gravidez.

Embora essa história do pé crescer não seja nenhuma novidade, é muito normal as mulheres trazerem essas dúvidas aos médicos ou procurarem respostas em sites de assunto de maternidade. E o medo do pé não voltar ao tamanho que era antes da gravidez?

O Pé Volta ao Tamanho Normal Depois da Gravidez?

Que é normal esse crescimento, ok já esclarecemos. Mas o tamanho do pé vai voltar depois que o bebê nascer? E a resposta pode deixar um pouco mais tensa, mas em alguns casos sim e em outros não.

Muitas mulheres ganham um número a mais no calçado após a gestação e isso se torna definitivo. Já outras logo após o nascimento do bebê e a redução do inchaço do corpo, tudo volta ao normal.

Como qualquer mudança no corpo, causa preocupação. Mas de todas as mudanças do corpo durante a fase gestacional, a do tamanho do pé é uma das menores e que em alguns casos passa até despercebido.

Outra dúvida bem recorrente é se em todas as gestações o pé irá aumentar. E como cada gravidez é diferente da outra, seus sintomas e transformações também são. É difícil afirmar se todos os fatos acontecerão novamente, mas pode acontecer.

Mudanças no Corpo Após a Gravidez

A gravidez é um momento fantástico e único para a maioria das mulheres, mas com essa fase linda, vem também as mudanças no corpo durante e após a gravidez. O corpo se transforma tanto para se adaptar ao desenvolvimento e crescimento do bebê, que como não vai ter marcas após?

Claro, que nem todas as mulheres ficam com as mesmas marcas ou ganham mudanças radicais após a gestação. Algumas sortudas retornam ao seu corpo anterior rapidamente, isso se não ficam ainda mais bonitas e satisfeitas com seu corpo.

Algumas que tinham seios pequenos após a gestação podem ficar felizes com o aumento deles e poder desfilar com um decote mais recheado. Algumas mais magras acabam gostando das curvas que ganham devido a gestação. Mas, obviamente tem aquelas que são premiadas com a barriga flácida, as estrias deixadas pelo aumento da barriga e até mesmo os quilos extras que teimam em não deixar.

Mas de todas as mudanças no corpo após a gravidez, a que está no topo da lista das insatisfações das mulheres está o seio caído e flácido. Algumas associam o fato a amamentação, quando na verdade não é bem assim. Os seios na gravidez tendem a aumentar de tamanho devido a produção de leite materno e como tudo no corpo nessa fase, tende a “esticar”.

Natural que quando o corpo começa a retornar a sua forma normal, o que “esticou” fique flácido. Então, independente de amamentar ou não, isso pode acontecer e também faz parte da lei de gravidade, não é mesmo? Com o passar dos anos a pele vai ficando mais flácida mesmo e mesmo que não tenha filhos e nem os amamente, uma hora os seios irão cair.

As mudanças no corpo fazem parte da gravidez e também do pós-parto também. Aliás, as mudanças no corpo, na mente, no agir, no falar e em tudo na nossa vida faz parte. Somos seres em total transição e podemos melhorar, piorar, se ajustar e tentar mudar a todo momento.

Mas se está tão insatisfeita com seu corpo e as mudanças dele após a gravidez, busque melhorias. Através de atividades físicas, dietas e exercícios é possível retomar a sua forma e atingir um corpo satisfatório.

Em alguns casos, simplesmente dieta e exercícios não resolvem as mudanças geradas pela gravidez. Mas aí, você pode pensar em uma cirurgia plástica reparadora. Hoje em dia existe uma grande facilidade para se resolver pequenas e grandes imperfeiçoes no corpo, basta procurar um especialista de sua confiança.

Para as que se “conformam” e amam até essas mudanças causadas por um momento tão especial da sua vida. Porque não curtir um sutiã mais cheio ou as novas curvas, não é mesmo? O importante é se amar sempre e lembrar que cada cicatriz e marca gerada na gravidez foi por amor e para dar vida ao maior bem da sua vida.

Se hidrate, se alimente bem, se exercite, se ame e se cuide independente de qualquer coisa e qualquer mudança que tenha sofrido. A maternidade não muda só corpo, mas muda alma também e prioridades.

Veja Também: As Mudanças da Vagina na Gravidez
Foto: pxhere