Especialistas afirmam que a realização da cirurgia bariátrica deve ser realizada como ultimo recurso para o tratamento de fertilidade de mulheres obesas. Estudiosos após diversas pesquisas apontam que a cirurgia para redução de peso ajuda a aumentar a fertilidade das mulheres com problema de obesidade. Mulheres obesas tem maior dificuldade em conseguir engravidar, além de grandes riscos de aborto e complicações durante a gravidez. Complicações estas como diabetes, pressão alta assim como alguns tipos de câncer que tem afetado tanto a mulher como seus filhos. Riscos estes que podem ser diminuídos através da cirurgia bariátrica.

Porém, o indicado é que estas mulheres procurem perder peso de forma saudável, através de exercícios e alimentação adequada diminuindo a quantidade de calorias ingeridas diariamente. Médicos especialistas na área apontam que as únicas formas de reduzir a obesidade grave ou é uma mudança radical do estilo de vida que proporciona resultados significantes a vida da mulher ou através da cirurgia bariátrica.

Alertam também que após o procedimento cirúrgico a mulher deverá aguardar um prazo médio de 12 a 18 meses para iniciarem as tentativas para engravidar. O organismo necessita deste período para que o equilíbrio nutricional seja restabelecido de forma que não arrisque a saúde do feto. O Prof. Adam Balen, autor principal do artigo afirma: “ Nossa pesquisa afirma que a cirurgia para perca de peso melhora a fertilidade de mulheres obesas, mas acreditamos que esse procedimento deve ser feito somente como ultima opção, após outros meios como mudanças de hábitos e estilo de vida não tenham funcionado”.

“Como qualquer outra cirurgia, a bariátrica tem grandes riscos de complicações e é necessária uma mudança radical de hábitos após o procedimento.”

Prof. Balen ainda complementa que o melhor a se fazer é a mulher chegar ao seu peso ideal de forma saudável para que consiga engravidar naturalmente. A cirurgia também auxilia as mulheres que sofrem com os sintomas com SOP (síndrome de ovários policísticos) que afetam completamente a fertilidade, diminuindo a ovulação e causando alterações hormonais. Mas alertam que mulheres que passaram pelo procedimento, têm maiores riscos de parto prematuro e nascimento de bebês pequenos.

Sadaf Ghaem-Maghami presidente do Comitê Científico Consultivo responsável pela pesquisa, informa: Como qualquer outro procedimento cirúrgico, a bariátrica oferece riscos de trombose venosa, infecção, hérnia e principalmente desnutrição proteica.

Veja também: Orgasmo Feminino Facilita a Gravidez!

Foto: Butz.2013