Os prós e contras do uso de antidepressivo durante a fase gestacional tem sido assunto de um grande debate de estudiosos. Onde cada vez que é encontrado um resultado negativo para sua utilização é destacado também os benefícios para a mulher durante esse processo depressivo e também o quanto seu uso nesta fase faz bem ao bebê.

Um dos estudos dirigidos por Anick Bérard, professor de epidemiologia perinatal da Universidade de Montreal apontou os males causados pela ingestão de antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina durante o segundo e terceiro trimestre gestacional. Onde a ingestão desses medicamentos durante esse período se responsabiliza por 87% de casos de autismo em crianças.

O resultado da pesquisa teve conclusão analisando gestações em Quebec em janeiro de 1998 até dezembro de 2009 onde foram estudadas 145,456 gestações de bebês únicos e apresentados os riscos do uso de antidepressivos e os resultados com má formação no nascimento. É uma questão que gera grande preocupação já que 23% das mulheres apresentam problemas de depressão durante a gestação.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Se tratando de um problema de saúde grave e de indicação de tratamento psiquiátrico o uso de antidepressivos aponta para muitos pontos positivos e negativos, mas sobressaindo para o grande risco no desenvolvimento fetal. O intuito da pesquisa não é proibir o uso de antidepressivos durante a gravidez, mas sim alertar sobre os problemas que podem acontecer e fazer com que os médicos analisem antes de receitar os medicamentos. Procurar outras opções e saídas para o tratamento antes de partir para os antidepressivos pode ser uma alternativa. Exercícios físicos e a psicoterapia são alternativas de tratamento para depressão no inicio ou consideradas de leve a moderada. Se não responder ao tratamento conforme esperado aí os medicamentos serem citados.

Veja também: Autismo Infantil – Vivendo Dentro do seu Próprio Mundo

Foto: Haroldo Trombetta