O bebê é um verdadeiro anjo, só mama e dorme. A criança é um sossego só, come muito bem, é obediente e não dá trabalho algum. Essas são frases bem típicas das mamães consideradas abençoadas com seus anjinhos! Porém, estas mesmas mães uma hora ou outra reclamarão do trabalho que seus anjinhos estão dando e ao se questionar o que esta acontecendo pela mudança brusca de comportamento, mal sabe que eles estão passando por mais um dos diversos picos de crescimento ao longo da infância.

Os picos de crescimento ou como também são chamados pelos pediatras, saltos de desenvolvimento é um fator bem comum na vida das crianças. Algumas apresentam os sinais com maior evidência outras quase que imperceptíveis aos olhos dos pais, principalmente para aquelas que já costumam ser mais agitadas e choronas. Porém, quando algo muda no comportamento do bebê e da criança, logo a lâmpada dos pais acende. Será que é dente? Será que é gripe? O que será que ele tem? Será, será e será?

São tantos questionamentos quando tudo na verdade é resultado dos picos de crescimento da altura, do peso e do desenvolvimento físico do bebê / criança. Nesses picos, as crianças realmente ficam irritadas, agitadas, chorosas e parece até mesmo que sentem dor o que deixa os pais ainda mais preocupados sem entender o que esta realmente acontecendo.

tabela de picos de crescimento

Os picos de crescimento estão relacionados às fases de conquista de cada novo marco de desenvolvimento do bebê como sentar, engatinhar, ficar de pé ou dar seus primeiros passos. Mas ai nos perguntamos, o que isso tem a ver com a agitação da criança? E a resposta esta na agitação que o bebê fica ao aprender uma nova função. A excitação é tão grande que o bebê quer fazer de forma repetitiva o que aprendeu, inclusive na hora de dormir. Por esse motivo, o sono fica agitado, o bebê acorda mais vezes do que o normal e por dormir menos, fica enjoado.

Não é possível identificar ao certo o tempo exato que dura os picos de crescimento, mas normalmente duram algumas semanas ate que tudo volte ao normal. Mas enquanto essa fase não passa muita paciência, carinho, canções de ninar, brincadeiras divertidas e mais uma vez, muita paciência.

Relato de uma mãe:

E quando aquele bebê tão bonzinho, se transforma em algo que nem tem explicação!
Aos 17 meses Vicente passou por dias de loucura , foram exatas 2 semanas intensas e para mim pareciam intermináveis. Começou com as madrugadas, passou a acordar de 4 a 5 x por noite, em algumas vezes não voltava a dormir, e queria ficar colado em mim. Depois começou com os choros ao longo do dia, irritabilidade, tudo irritava ele ate um simples olhar tirava ele do serio. As mamadas que tinha reduzido (mamava no máximo 3 x no dia) passou a não ter mais parada, era 7,8, 9x ou ate mais. Cheguei a levar ele no pediatra questionando o que estava acontecendo e nada , tudo perfeito.
Foi quando pesquisando descobri que sim, se tratava de um pico, um pico jamais visto, rs
Confesso que me via sem saída muitas vezes. Chorava junto ao ver ele naquele estado! Mas sabia que naquele momento ele precisava ainda mais da minha paciência e da minha dedicação!

Aproveitando o espaço quero contar uma novidade para nossas leitoras mamães, que pretendem ter outro bebê futuramente ou tem algum casal amigo que esteja tentando engravidar. Em parceria com a empresa Famivita, desenvolvemos alguns produtos que ajudam na fertilidade de homens e mulheres, entre eles vitaminas da fertilidade que potencializa a ovulação FamiFerti e no caso dos homens melhora a qualidade dos espermatozoides, o ViriFerti, assim como o teste de ovulação, teste de gravidez e o gel lubrificante FamiGel. Você pode adquiri-los aqui em nossa loja virtual.

Veja Também: Crescimento do Bebê e as Suas Crises

Fotos: Tania VDB