A varicela ou catapora como é conhecida popularmente é uma doença transmitida através de um vírus, e é bem comum ocorrer principalmente na infância. Caracterizada por bolinhas vermelhas de água que ocorrem por toda extensão do corpo, é uma doença muito incômoda e que causa muita coceira. Para isso, a medicina criou a vacina contra varicela, que é capaz de prevenir ou diminuir os sintomas quando contraídos. A vacina é composta pelo vírus varicela-zoster atenuada que tem por foco combater totalmente o vírus quando tenta atacar o organismo.

Por ainda não ser considerada uma vacina obrigatória e não constar no programa nacional de imunização do Ministério de Saúde, ela só é encontrada em clínicas particulares e deve ser paga para aplicação. Recentemente a vacina tríplice viral foi reformulada e inclusa em sua composição a vacina varicela, que ganhou o nome de vacina tetra viral. Esta sim é fornecida é encontrada nos postos de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) gratuitamente.

A vacina varicela é recomendada para crianças a partir dos 12 meses de vida, onde deve ser aplicada em 2 doses. A primeira após o completar um ano de vida e a outra dos 4 até os 6 anos de idade. Quando aplicada somente uma dose, é considerada a eficácia de 70 a 90% de proteção contra o vírus reagente, apresentando-se de forma mais leve. Em uma criança sem a imunização da vacina, podem ocorrer de 250 a 500 bolinhas por todo corpo. Já no caso das imunizadas dificilmente serão contaminadas, mas quando ocorre  surgem em áreas mais restritas, em um menor número e com uma leve coceira e na maioria dos casos ser em quase que imperceptível.

A doença é transmitida facilmente através do contato físico, pela tosse, espirro e principalmente no contato com o líquido que mina de dentro das bolinhas. Apresentando-se a principio através de febre moderada nos primeiros dois dias, e o surgimento das pintinhas parecendo pequenas lesões após uma semana. Primeiramente surgem em áreas mais abafadas como atrás do pescoço e barriga, alastrando-se por toda a extensão do corpo inclusive nas mucosas. São formadas crostas sobre as bolinhas, que são responsáveis pela coceira constante e que devem desaparecer e cicatrizar em torno de 10 dias. A vacina varicela é recomenda além das crianças a partir de 12 meses, para crianças expostas a ambientes hospitalares, as acompanhantes de pessoas imunodeprimidos e profissionais da área da saúde. Pode ser encontrada e aplicada em clínicas particulares com o custo em media de R$ 144,00 uma única dose.

Tratamento Para Catapora

Bebê com bolinhas sintomas da varicela

O tratamento para catapora dura entre 7 a 10 dias, e é recomendado o uso de paracetamol para diminuir as dores, o uso de xarope anti-histamínico para alívio da coceira e que seja passado por toda extensão do corpo uma pomada cicatrizante para acelerar o processo de cicatrização das pequenas bolhas. Com essa pomada diminui-se as chances de ficarem marcas pelo corpo.

A ingestão em abundância de líquidos como água, sucos de fruta, chá e água de coco auxiliam no processo de recuperação da criança. Para diminuir ainda mais o desconforto causado pelas feridas, além das medicações orais é possível utilizar na hora do banho o permanganato de potássio ou ate mesmo a aveia na água morna, de preferência dentro de uma banheira ou bacia para imersão das feridas. Manter as unhas da criança devidamente cortadas para evitar que ao coçar as feridas cause lesões mais graves. O uso de pasta d´água também é recomendado para alivio imediato, e pose ser utilizada na hora de dormir.

Durante o processo de recuperação da criança, opte por vestimentas mais confortáveis, mais largas e de algodão que permitirão que a pele respire melhor e não cause ainda mais desconforto esfregando na pele machucada. A criança não deve comparecer à escola e nem se expor a locais públicos onde outras crianças frequentam até que a última ferida desapareça. Pois é através da secreção das feridas que é transmitida a doença, e pode ocorrer até o último dia.

O tratamento quando não realizado adequadamente pode gerar complicações, mesmo que muito raro ocorrer. Normalmente as complicações ocorrem com crianças ou pacientes com a imunidade comprometida, como pacientes que fazem uso de supressores do sistema imune, em tratamento de câncer ou portadores do HIV. Pode se ocorrer edemas cerebrais, pneumonia, perda da coordenação motora e desenvolvimento da síndrome de Reye. Existem alguns sintomas que indicam possíveis complicações como febre alta e constante por mais de 4 dias, tremores pelo corpo, bolhas que se espalham inclusive na região dos olhos, tontura e dificuldade de movimentar o pescoço.

Na presença de sinais como estes durante o tratamento da catapora, é imprescindível a procura de um hospital para averiguação. Exames complementares podem ser solicitados para análise do caso, caso o especialista veja necessidade.

Veja Também: Vacina Rotavírus – Qual sua Importância?

Fotos: Mark Couvillion, Fotos GOVBA