Uma das grandes vilãs durante toda a vida maternal é a febre em crianças, podemos ter um, dois, três filhos, mas ela sempre irá tirar nosso sono nunca estaremos 100% preparados para encara-la. Aparecem de forma inesperada, sem avisar e de repente derrubam nossos pequenos acabando com qualquer animo e brincadeira.

Mas a febre em crianças é um processo natural e inevitável e que se repetirá por inúmeras vezes ao longo da vida, sendo um aviso de algo esta acontecendo de errado no organismo do pequeno e o indicado é a mamãe ficar o mais calma possível e observar cada sinal.

Temperatura que Indica Febre

É considerado estado subfebril ou febrícula a temperatura superior a 37 graus e já considerado em estado de febre quando superior a 37,8 graus. Quando acima disso deve-se ficar alerta e tomar os devidos cuidados para que a temperatura não se eleve ainda mais, ocasionando uma convulsão febril.

A febre ocorre como sinal de que alguma bactéria, vírus ou fungos esta invadindo o organismo e sua elevação de temperatura é capaz de matar alguns desses invasores. Portanto sua presença faz parte desse combate e pode auxiliar na resolução do problema.

Quando se Preocupar com a Febre Infantil

O aconselhado é que os pais observem cada sinal e o comportamento da criança durante o período da febre. A criança pode estar com 38,2 graus de febre e estar brincando, comendo e agindo normalmente e este será um sinal que o próprio organismo esta em combate da infecção, então requer menos preocupação.

Mas se a criança esta febril e visivelmente abatida, debilitada e chorando a preocupação deve ser maior, pois alguns tipos de infecção causam desconfortos maiores e em alguns casos dores, portanto caso os sintomas não desapareçam com a medicação o medico deve ser procurado.

Quando Procurar o Pronto Socorro

Outro motivo para que o pronto socorro seja procurado é em caso de febre acima de 39,5 graus, lembrando que todos outros sintomas que venham a ser notado devem ser descritos ao pediatra para diagnóstico correto. Existem sintomas que ocorrem juntamente do aparecimento de febre que podem indicar um problema mais sério, como é o caso das manchinhas vermelhas que surgem devido a um quadro de infecção bacteriana. Essas manchas podem ser fáceis visualizadas e não clareiam quando apertada no local exato, podem surgir em forma de manchas maiores e vermelhas também.

Febre Devido Pneumonia

Outro quadro bem comum que apresenta febre infantil é o da pneumonia. A criança se apresenta de forma cansada, com dificuldade de respirar e muito ofegante acompanhada da febre que pode se apresentar de forma mais silenciosa como em alguns casos com febre altíssima.

Lembrando que pronto atendimento ou prontos socorros devem ser procurados somente em caso de emergência e extrema necessidade. Nesses ambientes acabamos expondo as crianças a diversos vírus e bactérias que podem trazer ainda mais problemas de saúde pela imunidade estar baixa nesse momento.

Como Controlar a Febre

Para se combater a febre é indicado o uso de antitérmicos como o paracetamol, ibuprofeno e dipirona e devem ser ministrados da dosagem indicada pelo medico e só se realmente necessário. Banhos mornos, confortáveis e relaxantes podem auxiliar no controle da temperatura.

Utilize um termômetro para auxiliar na medição e controle da febre infantil e dessa forma agir de forma adequada para cada caso e dessa forma verificando se a medicação esta causando efeito ou se a temperatura esta se elevando ainda mais.

Riscos da Febre Muito Alta

No caso de temperatura muito elevada, a criança pode vir sofrer uma convulsão febril, ficar pálida de repente, os músculos e órgãos inferiores fica rígido, podendo começar a se debater ou ate mesmo perder a consciência.

O que Fazer no Caso de Convulsão

Normalmente é um fato assustador para os pais que presenciam uma cena dessas, mas o indicado é segurar a criança de forma que ela não se machuque com os movimentos ate passar a crise, de preferencia que a criança seja colocada com o rosto de lado para que não engasgue com a saliva.

As convulsões febris costumam durar em média 20 segundos e só devem ser preocupantes caso passe dos 4 minutos e a crise não se encerre ai um hospital deve ser procurado imediatamente. Caso seu pequeno sofreu com uma situação dessas, não se preocupe a convulsão febril não provoca sequelas.

Normalmente crianças que sofrem com convulsões febris são filhos de pais que já passaram por essa situação na infância também, a boa noticia é que costumam ocorrer apenas 1 vez na vida e na faixa etária media de crianças de 6 meses a 6 anos de idade.

Veja também: Como Baixar a Febre das Crianças?

Foto: Caitlin Regan, Smile Shake

_

Caixa de Informações Chave:

  1. Uma das grandes vilãs durante toda a vida maternal é a febre em crianças, podemos ter um, dois, três filhos, mas ela sempre irá tirar nosso sono nunca estaremos 100% preparados para encara-la.
  2. É considerado estado subfebril ou febrícula a temperatura superior a 37 graus e já considerado em estado de febre quando superior a 37,8 graus.
  3. O aconselhado é que os pais observem cada sinal e o comportamento da criança durante o período da febre.
  4. Outro motivo para que o pronto socorro seja procurado é em caso de febre acima de 39,5 graus, lembrando que todos outros sintomas que venham a ser notado devem ser descritos ao pediatra.
  5. Para se combater a febre é indicado o uso de antitérmicos como o paracetamol, ibuprofeno e dipirona e devem ser ministrados da dosagem indicada pelo medico e só se realmente necessário.