Posição Cefálica – A Mais Saudável para o Nascimento

Ao chegar o momento do nascimento, o bebê se posiciona de diversos modos no útero, sendo a mais comum e conhecida posição cefálica. Segundo especialistas obstetras essa é a posição mais indicada para o parto normal, além da mais comum. Presente em 90% dos casos, logo o bebê assume a posição cefálica de forma natural. Muito é discutido sobre as posições ideais para o nascimento e àquelas que favorecem apenas o parto cesárea.

Existem posições que podem sim dificultar o nascimento normal, no entanto não obrigam a necessidade da cesariana. No Brasil, os nascimentos por meio das cesarianas chegam a 40%. De acordo com a pesquisa realizada pelo Nascer Brasil, 28% das mulheres determinam a escolha do parto cesárea já no início da gravidez.

Quem Deve Decidir a Posição Ideal?

A decisão do melhor parto deve ser avaliada pelo obstetra seguindo o posicionamento e condições de saúde da gestante e do bebê. O mais saudável é esperar o momento do trabalho de parto e analisar se o posicionamento e outras condições exigem um parto cesárea ou normal.

Posição Cefálica É A Mais Indicada Para O Parto Normal

Na condição, o bebê se posiciona de cabeça para baixo, sendo a mais saudável em casos de parto natural ou normal. É assumida naturalmente pela maioria dos bebês, chegando até 90% dos casos.

A posição cefálica pode ser considerada refletida ou defletida. Fletida é quando o bebê encaixa perfeitamente o centro da cabeça no canal de nascimento. Já a posição defletida é posicionada toda a cabeça e não só o centro. Ambas favorecem o parto normal. A única posição que exige a cesariana é a defletida de 2º grau, quando parte ou toda a face está virada para o canal do parto.

Entenda Sobre As Principais Posições Na Hora Do Nascimento

Posição pélvica

Geralmente o bebê está sentado com a cabeça para cima. Existem afirmações de que esse posicionamento possibilita somente o parto cesárea, embora isso não seja uma regra. Com o bebê sentado, o nascimento normal torna-se mais difícil, porém não impossível, vai depender da avaliação do médico obstetra.

Posição transversa

O bebê fica deitado ocupando todo o espaço do útero. Existem médicos que conseguem modificar a postura e fazer com que a criança alcance a posição cefálica ao se aproximar da data do nascimento. Ao chegar exatamente o momento do parto e o bebê ainda se encontrar na posição transversa é obrigatório o parto cesárea.

Quando A Cesariana É Obrigatória:

  • Quando o bebê se posiciona transversalmente e não vira até o momento do parto;
  • Em casos de deslocamento prematuro da placenta;
  • Se o cordão umbilical surgir antes do bebê, no canal do parto;
  • Em alguns casos de mães portadoras de doenças cardíacas;
  • Quando a mãe é portadora do vírus HIV e possui carga viral alta;
  • Casos de pressão alta devem ser avaliados isoladamente pelo obstetra.

Mitos Sobre A Posição Do Bebê Na Hora Do Parto

  • Obrigatoriedade da Cesárea em casos de bebês sentados;
  • Impossibilidade de fazer o bebê virar;
  • Bebês “muito grandes” é possível somente o parto cesárea.

O Que Dificulta O Posicionamento Cefálico Do Bebê? (h3)

Estudo científico aponta que as chances do posicionamento cefálico ocorrer de forma espontânea após 36 semanas de gestação chegam até 25%. Outras complicações podem ocorrer e dificultar o posicionamento cefálico, como: menor quantidade de líquido amniótico, cordão umbilical curto, primeiras gestações e possíveis anomalias fetais ou no útero.

IMPORTANTE: Quando o feto está saudável e ativo, acompanhado da quantidade adequada de líquido amniótico, a apresentação cefálica se apresenta mais cedo na gestação, considerada a melhor posição tanto para o nascimento normal, como a mais confortável no espaço intrauterino.

Outras situações anormais também podem dificultar a locomoção do feto, como as lesões que ocupam o útero, por exemplo, os miomas. Complicações devem ser avaliadas, riscos de anencefalia e hidrocefalia, podem dificultar a posição cefálica.

Veja Também: Parto Normal ou Cesária – É Mesmo uma Escolha?

Foto: Ernest F.