Desde quando a futura mamãe recebe a notícia que está grávida, já começam as primeiras inquietações que ficam o tempo todo martelando em sua cabeça. São dúvidas, preocupações, questionamentos inclusive em relação a posição do bebê. Muito se fala da posição pélvica, mais quais são as dificuldades para o bebê nascer quando está nela?
Cada gestação é única e não existe fórmulas mágicas para se ter a melhor gestação, e nem a receita de sucesso para se ter o parto mais tranquilo de todos. Ah! O parto. Este é um dos temas que mais tiram o sono nas grávidas.

Preocupações na Gestação

Ficar imaginando se o bebê vai nascer no tempo certo, se o parto vai ser normal, se o bebê vai estar encaixado no momento certo ou ele vai resolver ficar na posição pélvica (sentado) justamente na hora que deveria estar já com a cabecinha para baixo. São perguntas e mais perguntas que não acabam quando a gravidez termina!

Ser mãe é para sempre, e mesmo depois que já estiver com o se pequeno no colo, em cada fase que ele for passando surgirão novas inquietações e assim será por muitos e muitos anos (ou literalmente por todos os anos seguintes). Talvez todo este turbilhão de dúvidas e preocupações seja mesmo um treinamento para te preparar para as fortes emoções da maternidade.

Mesmo que não seja possível prever tudo, sempre é bom nos manter informadas e tentar pelo menos sanar o máximo de dúvidas possível. Vamos te ajudar com algumas informações importantes sobre a posição do bebê para o parto, principalmente como agir se o seu bebê estiver sentado, na posição pélvica. Boa leitura!

Como Saber se o Bebê Está Encaixado na Hora do Parto

Por volta da 36° semana o bebê já começa a se preparar para o parto, se posicionando com a cabecinha ou o bumbum para baixo, fixos na pelve da gestante. Não basta apenas o bebê estar de cabeça para baixo como muitos pensam, mesmo porquê ele pode estar nesta posição, mas estar mais no alto por exemplo, e assim não é considerado encaixado, a posição ideal para o parto.

Quando o Bebê Vira?

Esta posição é esperada nesta etapa da gestação, no entanto nem sempre ocorre desta forma. Muitos bebês, mesmo já nesta fase adiantada da gestação, ficam sentados, na posição pélvica. Apesar de não ser a posição ideal, não precisa ficar receosa, ainda é possível que ele vire até o parto.

Conforme o bebê vai se desenvolvendo e ganhando peso e tamanho, a parte mais baixa do útero aumenta de largura, exatamente onde acomoda a cabeça ou o bumbum do bebê, dependendo da sua posição. Quando isso acontecer, certamente você sentirá uma facilidade maior para respirar e a sensação de azia melhora bastante.

Em contrapartida, as idas ao banheiro serão ainda mais frequentes porque a vontade de fazer xixi aumenta e você pode sentir um maior desconforto para andar. É exatamente neste momento que as pessoas começam a comentar que sua barriga está baixa.

Quando o bebê se mantém na posição pélvica, certamente você não perceberá estas mudanças. Mas não se preocupe, em nas suas últimas consultas, o médico irá verificar a posição do bebê, e ele é capaz de confirmar, apenas apalpando a barriga, se ele está encaixado, se está sentado ou em outra posição.

Bebê Pode Encaixar na Hora do Parto?

Mas não precisa se preocupar se você está já no 8° mês e o médico constatar que o seu bebê está na posição pélvica. Em muitos casos os bebês só se posicionando encaixados na pelve, na hora do parto mesmo, com ajuda das contrações, e isso é perfeitamente normal.

Ainda assim, se chegar a grande hora e o seu bebê insistir em ficar na posição pélvica e não encaixar, é possível ter um parto tranquilo e seguro. Confie no seu médico que ele estará preparado para trazer o seu tesouro ao mundo da melhor forma possível.

O Bebê Está Sentado, o que Fazer?

O bebê se movimenta muito durante a gestação e é natural que adote posições diferentes durante todo este processo. A partir do 8°mês ele já começa a se preparar para o parto e a grande maioria entra em posição cefálica, de cabeça para baixo, apesar de ser considerada a posição adequada para a realização do parto, muitos bebês nascem até de parto normal, mesmo estando na posição pélvica.

Mas se está chegando a hora e nada do bebê encaixar? E se ele estiver sentado? Não se desespere, afinal o bebê já tem suas vontades… E independente de sua posição, se ele está na posição pélvica ou cefálica, o parto vai ocorrer na data que tiver que ser.

Seja por vias naturais ou com Cesárea. Claro que alguns cuidados serão adotados caso ele esteja na posição pélvica, mas ainda assim tudo pode ocorrer com tranquilidade.

Massagem Para o Bebê Virar

Existe uma manobra chamada: “versão cefálica externa”, você pode ouvir falar também pela sigla “VCE”. É uma espécie de massagem que o médico faz na barriga para mudar o bebê de posição. É uma boa alternativa para tirar o bebê da posição pélvica, por exemplo, e colocá-lo de cabeça para baixo para seguir com o parto normal sem maiores preocupações.

Mas esta massagem só pode ser realizada pelo médico, no hospital e com o monitoramento do bebê, para que se necessário possa ser realizado um parto de emergência. É uma técnica bastante comum em outros países, no Brasil ainda não é muito conhecida e são poucos os médicos treinados para executa-la.

Se o seu bebê estiver na posição pélvica e o parto estiver se aproximando, converse com seu médico a respeito desta manobra.

Parto Normal ou Indicação de Cesárea?

Quando o bebê está encaixado, com a cabeça para baixo, é considerada a posição ideal para o parto normal porque a cabecinha do bebê é a parte do seu corpinho com maior diâmetro, ela sendo a primeira a passar pelo canal, garante que todo o corpo passará tranquilamente. Por isso que a cesárea passa a ser a mais recomendada para os casos em que o bebê esteja na posição pélvica. Mas não é uma regra não!

Mesmo que o bebê esteja na posição pélvica, ainda assim é possível fazer o parto normal, porém com algumas precauções. Alguns critérios devem ser considerados para se tomar uma decisão sem maiores riscos.

Além de um profissional experiente, o ideal é que o parto normal nestas condições ocorra quando o trabalho de parto for espontâneo, a bacia da mãe seja favorável e que não tenha tido alguma cesárea ou outra cirurgia uterina recente. O tamanho do bebê e a posição do cordão umbilical também são importantes para esta avaliação.

Se o tempo está acabando e o seu bebê insistir em manter-se sentado, bem tranquilo na posição pélvica esperando a sua hora chegar, o médico vai precisar avaliar as possibilidades de parto, claro, junto com você. O parto normal é o mais indicado sempre, mas a prioridade é acima de tudo garantir o seu bem-estar e o do bebê.

Lembre-se que cada gestação é única e exclusiva, fica difícil de saber exatamente como tudo vai acontecer. Para mamães de primeira viagem tudo é mais intrigante, as preocupações e o desejo de prever como tudo vai acontecer quando chegar a tão esperada hora.

Saber se o bebê não corre o risco de nascer prematuro, se o bebê vai estar encaixado na hora do parto, a preocupação se o bebê se mantém na posição pélvica nas últimas semanas da gestação.

Para as veteranas, apesar de já terem passado por esta experiência, ao contrário do que possam pensar as estreantes, não muda muita coisa não. Nenhuma gestação é igual a outra mesmo, a neste quesito de já saber tudo o que vai acontecer, a experiência não contribui muito não.

Veja Também: As Posições de Parto Normal que Podem Ser Exploradas
Foto: SLT-A58